Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-03T08:20:56-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: Olimpíadas e balanços caminham para últimos dias e bolsa fixa os olhos em Brasília

O exterior positivo conseguirá manter a bolsa brasileira no azul? Confira

3 de agosto de 2021
8:01 - atualizado às 8:20
olimpíadas, tóquio 2020, 2021
Imagem: Shutterstock

Tudo que é bom dura pouco. Assim foram as Olimpíadas, que fizeram os brasileiros entrarem no fuso horário de Tóquio, e a temporada de balanços, indo para seus dias finais. Confira os principais resultados desta terça-feira (03) clicando aqui.

As atenções do investidor brasileiro estão voltadas para Brasília, de onde saem os principais ruídos que interferem na bolsa. A instauração de um inquérito administrativo por parte do Supremo Tribunal Eleitoral (STE) contra Jair Bolsonaro deve aumentar a pressão em cima do presidente da República.

O envio da notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre supostas fraudes no sistema eleitoral e as constantes ameaças às eleições devem manter o presidente nas cordas. Enquanto isso, Paulo Guedes, ministro da Economia, deve participar de uma live sobre precatórios e é esperado algum comentário sobre os desdobramentos da reforma do Imposto de Renda.

Já Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, participa de outro evento online sobre a reforma administrativa. As tensões entre o Congresso e Bolsonaro devem atrasar os debates sobre as reformas estruturais, que precisam ser aprovadas em alguns meses, antes da eleição de 2022. 

Como se não bastasse, o dado forte do dia fica para a produção industrial brasileira, divulgada ainda nesta manhã pelo IBGE. A mediana das expectativas ficou em 0,15% de crescimento, de acordo com os especialistas ouvidos pelo Broadcast. 

No pregão de ontem, o Ibovespa conseguiu encerrar o dia no azul e manter os 122 mil pontos. Mas a terça pré-Copom pode injetar cautela nos mercados e segurar a bolsa no dia de hoje.

Confira o que mais deve movimentar os mercados:

Teto de gastos

O teto de gastos está na mira do presidente da República, Jair Bolsonaro. Com a popularidade em baixa, Bolsonaro pretende trazer um “pacote de bondades”, que incluem aumento do valor máximo do Bolsa Família para R$ 300 e ajuda de R$ 500 para a qualificação de jovens no trabalho informal.

Segundo cálculos, as despesas extras deixam a margem das contas públicas mais apertadas e ameaçam o teto de gastos. O discurso de saneamento das contas públicas do Palácio do Planalto segue em xeque e deve ser observado de perto pelos investidores. 

“Ópio espiritual”

A China segue pressionando os mercados com o avanço da regulamentação, agora em cima de empresas de games e microchips. O grupo Tencent e outras companhias do setor estão na mira do governo de Pequim por oferecerem um “ópio espiritual" para a juventude. 

Isso fez as ações do setor operarem no vermelho no pregão desta terça-feira (03) e puxou os índices da região para baixo. 

A história foi mais tarde desmentida pelas autoridades da China, mas os investidores seguem de olho vivo no avanço regulatório no país. Depois das primeiras ameaças contra o setor de educação privada na semana passada, o setor de tecnologia e games passa a ficar no radar. 

Bolsas pelo mundo

Os temores envolvendo a variante delta voltaram a pressionar os índices asiáticos, bem como a renovação do medo de um novo avanço regulatório da China. Nesse cenário, os principais índices da Ásia encerraram o pregão em baixa.

Na contramão, o tom é positivo nas bolsas europeias, apesar do fôlego curto. Os balanços do dia e a inflação ao produtor mostram um ritmo acelerado da recuperação econômica, apesar de os dados virem um pouco abaixo do esperado. 

Já os futuros de Nova York apontam para um pregão de alta, sem maiores dados da economia americana pela frente.

Agenda do dia

  • IBGE: Produção industrial de junho (9h)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de webnar com ministro do STF Gilmar Mendes sobre precatórios (9h)
  • Congresso Nacional:  Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), participa de webinar da CNI sobre reforma administrativa (9h)
  • Estados Unidos: Estoques de petróleo (17h30)
  • China: Índice de atividade econômica medido pelo PMI composto (final) e de serviços de julho (22h45)
  • Fenabrave: Vendas de veículos em julho (sem horário)
  • Primeiro dia da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom)

Balanços

  • Reino Unido: BP (antes da abertura)
  • Holanda: Stellantis (antes da abertura)
  • Estados Unidos: ConocoPhillips (após o fechamento)
  • Brasil: Bradesco (após o fechamento)
  • Brasil: XP (após o fechamento)
  • França: Societé Générale (sem horário)
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

MERCADOS HOJE

Ibovespa recupera os 114 mil pontos após nova Selic; dólar sobe a R$ 5,30

Na ressaca da Super quarta, os investidores seguiram atentos aos desdobramentos dos problemas financeiros da Evergrande; Ibovespa acompanhou NY

Sob nova direção

Mudanças no alto escalão da Ultrapar agradam e ações disparam 9%. Hora de comprar UGPA3?

Analistas enxergam movimentação da Ultrapar como ‘ponto de virada’ e uma surpresa positiva, mas ainda é cedo para um diagnóstico mais preciso do futuro.

OCCUPY B3

B3 (B3SA3) recua quase 3% com ocupação do MTST; movimentos sociais protestam contra o governo e a desigualdade social na sede da Bolsa

Militantes do movimento por moradia entraram no saguão da bolsa de valores em ato contra as altas no desemprego e na inflação

Balança, mas (ainda) não cai

Qual o destino da Evergrande? Veja quatro possíveis cenários para a crise da gigante chinesa

As ações da Evergrande subiram mais de 17% na bolsa de valores de Hong Kong após um acordo com credores. A situação, porém, está longe de ser resolvida. Saiba o que esperar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies