Menu
2021-01-11T17:21:18-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Mercados hoje

Temor com covid-19 faz Ibovespa recuar 2% e dólar ronda os R$ 5,50

O aumento do número de casos do coronavírus pelo mundo e a tensão política nos Estados Unidos são gatilhos para um movimento de realização de lucros

11 de janeiro de 2021
10:36 - atualizado às 17:21
Selo Mercados Touro e Urso Baixa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A segunda-feira (11) começa em um clima diferente do que vimos na semana passada. Enquanto no último pregão da semana os investidores celebravam um novo recorde de fechamento da bolsa brasileira — aos 125.076,63 pontos — e em Nova York, hoje os mercados globais, pressionados por alguns fatores, optam pela realização de lucros.

Com uma forte aversão ao risco no exterior, o Ibovespa retomou o patamar dos 122 mil pontos. Por volta das 17h20, o principal índice da bolsa recuava 2,01%, aos 122.588,46.

Mais de uma razão está por trás da cautela que toma conta dos mercados globais. A primeira delas é a pandemia do coronavírus, que já ultrapassa a marca de 90 milhões de infectados. Embora as campanhas de vacinação sigam avançando no mundo inteiro, o número de casos sobem cada vez mais e causam apreensão, já que novas medidas restritivas podem ser anunciadas, como ocorreu na China e diversas regiões da Europa.

No Brasil, a falta de notícias mais concretas sobre o início da vacinação incomoda, já que o temor por novas medidas restritivas esbarra também na preocupação com as contas públicas e o teto de gastos. Uma reunião entre governadores e o Ministério da Saúde para definir um cronograma está marcada para amanhã.

O clima político nos Estados Unidos também não ajuda. Após a confusão ocasionada por Donald Trump na semana passada, com a invasão do Capitólio durante a cerimônia de certificação do presidente eleito Joe Biden, parlamentares se movimentam para pedir o impeachment do atual presidente.

A situação na maior economia do mundo pressiona o dólar, que na semana passada se desvalorizou com a percepção de novos estímulos fiscais. A moeda americana avançou acima dos R$ 5,50 pela primeira vez desde o dia 13 de novembro. Por volta das 17h15, a divisa subia 1,51%, a R$ 5,4998.

Com o clima pesado no exterior, o Ibovespa deve seguir a mesma trajetória de realização de lucros. Na Ásia e na Europa, as bolsas fecharam no vermelho, enquanto as bolsas em Nova York operam em queda.

Dentre os índices americanos, o Nasdaq, que concentra as empresas de tecnologia, apresenta a maior queda, caindo cerca de 0,82%. O Twitter é um dos destaques negativos, recuando mais de 10% após banir permanentemente o presidente Donald Trump de sua plataforma. Por volta do mesmo horário, o S&P 500 recuava 0,42% e o Dow Jones 0,52%.

A pressão na moeda americana também reflete nos juros, que também pesa o agravamento do coronavírus e da situação fiscal, caso novas medidas de auxílio sejam necessárias. Confira as cotações de hoje:

  • Janeiro/2022: de 3,12% para 3,23%
  • Janeiro/2023: de 4,64% para 4,88%
  • Janeiro/2025: de 6,24% para 6,54%
  • Janeiro/2027: de 7,02% para 7,33%

Sobe e desce

A PetroRio lidera as altas do Ibovespa, após a divulgação de suas prévias operacionais na última sexta-feira. As operadoras Intermédica (GNDI3) e Hapvida (HAPV3) também tiveram altas expressivas. No apagar das luzes do último pregão, a Hapvida fez uma proposta para unificar sua operação com a da Intermédica. As companhias já haviam apresentado alta expressiva na sexta-feira e continuam o movimento no pregão de hoje.

CÓDIGOCOMPANHIAVALORVARIAÇÃO
PRIO3Petrorio ONR$ 79,807,15%
GNDI3Intermédica ONR$ 96,486,00%
HAPV3Hapvida ONR$ 17,625,13%
USIM5 Usiminas PNAR$ 16,87 2,18%
KLBN11Klabin ONR$ 29,651,20%

Na ponta contrária da tabela estão as empresas do setor de shopping, que devem voltar a sofrer com medidas mais amplas de isolamento social. A Multiplan voltou a fechar unidades em Minas Gerais. O setor de commodities como um todo passa por um movimento de realização de lucros após as altas recentes do segmento na semana passada.

CÓDIGOCOMPANHIAVALORVARIAÇÃO
MULT3Multiplan ONR$ 21,38-3,60%
IGTA3Iguatemi ONR$ 33,80-3,98%
UGPA3Ultrapar ONR$ 24,00-2,84%
CPLE6Copel PNBR$ 70,65-2,19%
IRBR3IRB Brasil ONR$ 7,72-3,44%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

FII DO MÊS

Os melhores fundos imobiliários para investir em maio, segundo 10 corretoras

O fundo preferido das corretoras no mês está exposto ao segmento de supermercados, hipermercados e atacarejos e engatou duas vitórias consecutivas em nosso ranking

O melhor do Seu Dinheiro

A Pedra Filosofal do mercado financeiro e mais destaques da noite

O minério de ferro converteu-se na pedra filosofal dos mercados: tudo o que toca, vira ouro — como as ações da Vale e das siderúrgicas

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mercado Financeiro e a Pedra Filosofal

De certa maneira, o mercado financeiro está cheio de alquimistas: tentam transformar dinheiro em mais dinheiro. Ações, câmbio, títulos de renda fixa, fundos imobiliários — no fim, o objetivo dos investidores é multiplicar o patrimônio. O problema é que não há fórmula mágica. Nem sempre as poções funcionam; na verdade, é relativamente comum que o […]

FECHAMENTO

Commodities dão força extra e bolsa fecha o dia em alta firme enquanto NY fica no vermelho

Com o exterior negativo, restou ao setor de commodities e energia salvar o Ibovespa da cautela. O dólar à vista aproveitou e teve um dia de leve queda

Oferta de ações

Softbank deve participar do IPO da Dotz, dizem fontes

Mesmo com a participação do fundo japonês e da presença de dois investidores-âncora, a demanda pelas ações da Dotz no IPO ainda está apertada, segundo fontes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies