🔴 +30 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – ACESSE GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

BCE e Powell trazem instabilidade à sessão, mas Ibovespa fecha o dia em alta; dólar cai a R$ 5,20

A instabilidade gerada pelos bancos centrais gringos fez com o Ibovespa custasse a se firmar em alta — mesmo com prognósticos melhores para a inflação local e uma desinclinação da curva de juros.

Jasmine Olga
Jasmine Olga
8 de setembro de 2022
19:00 - atualizado às 19:24
Zona do Euro - Euro, União Europeia
Imagem: shutterstock

As estruturas do Velho Continente foram abaladas nesta quinta-feira (08). 

Enquanto nas ilhas britânicas a morte da rainha Elizabeth II coloou um fim ao reinado de 63 anos de uma das figuras públicas mais admiradas do mundo, do outro lado do Canal da Mancha o Banco Central Europeu (BCE) colocou um ponto final em outro importante símbolo da Europa moderna— a taxa de juros negativa, que parece realmente ter virado item de museu.

A iminência da maior crise energética desde o fim da segunda guerra mundial e a continuidade da guerra na Ucrânia, além da herança deixada pela pandemia do coronavírus, obrigaram o BCE a subir o tom do seu aperto monetário — no mesmo dia em que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, voltou a repetir a mensagem deixada em Jackson Hole. 

A instituição europeia anunciou uma alta de 0,75 ponto percentual em sua taxa de juros e deixou claro em sua comunicação que os juros devem se manter elevados até que a meta de 2% para a inflação volte a ser uma realidade.

Depois de abandonar o campo dos juros negativos na reunião de julho, analistas indicam que o ajuste ainda é insuficiente para determinar se o bloco entrará ou não em uma recessão, mas já mostra que o futuro reserva uma taxa acima do patamar neutro, já que a alta dos preços a ser combatida se aproxima cada vez mais da casa dos 10%.

A instabilidade gerada pelos bancos centrais gringos fez com o Ibovespa custasse a se firmar em alta — mesmo com prognósticos melhores para a inflação local e uma desinclinação da curva de juros. 

O principal índice da bolsa brasileira conseguiu fechar o dia em alta de 0,14%, aos 109.915 pontos, mas bem longe das máximas. O dólar à vista acompanhou a desvalorização da moeda em escala global e recuou  0,61%, a R$ 5,2062.

Subindo o tom

Nesta manhã, o Banco Central Europeu (BCE) anunciou uma elevação de 0,75 ponto percentual nas suas principais taxas de juros. Em fala dura, o BCE deixou claro que as escolhas para as próximas reuniões serão feitas com base no avanço dos indicadores e que os juros devem se manter elevados até que a inflação volte à casa dos 2%. 

Confira o fechamento das principais praças europeias:

  • Frankfurt: -0,08%;
  • Londres: +0,32%;
  • Paris: +0,33%;
  • Stoxx 600: +0,46%.

A curva de juros americana

Com os dados mistos da economia deixando o cenário futuro dos juros cada vez mais incerto, os olhares dos investidores se voltaram hoje para o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. Nesta manhã, Powell voltou a repetir que o Fed deve atingir sem hesitar até que seja possível ver um recuo da inflação, indo em linha com o discurso que havia feito no simpósio de Jackson Hole. 

A fala dura do dirigente trouxe grande instabilidade às bolsas americanas, mas os principais índices acabaram fechando o dia no azul. O Dow Joenes, o S&P 500 e o Nasdaq fecharam com avanços na casa dos 0,60%. 

Sobe e desce do Ibovespa

O alívio na curva de juros brasileira empolgou setores mais sensíveis e impactados pela inflação. Com queda de 40% no ano, as ações do Magazine Luiza (MGLU3) ficaram com a coroa do dia. confira as maiores altas do Ibovespa:

CÓDIGONOMEULTVAR
MGLU3Magazine Luiza ONR$ 4,287,00%
AZUL4Azul PNR$ 16,296,26%
GOLL4Gol PNR$ 10,005,04%
MRVE3MRV ONR$ 11,404,97%
B3SA3B3 ONR$ 13,004,92%

Além da queda do dólar, outro fator que influenciou o desempenho negativo das empresas de proteínas foi um novo surto de gripe aviária que atingiu uma granja avícola em Ohio. O mercado monitora possíveis impactos em outras localidades. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
MRFG3Marfrig ONR$ 11,96-5,60%
JBSS3JBS ONR$ 27,67-4,68%
RRRP33R Petroleum ONR$ 36,15-4,06%
PCAR3GPA ONR$ 21,83-3,96%
BRKM5Braskem PNAR$ 30,60-3,71%

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies