🔴 +35 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – VEJA GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MÍNIMA HISTÓRICA

Crise energética em pleno inverno assusta, e efeito ‘Putin’ faz euro renovar mínima abaixo de US$ 1 pela primeira vez em 20 anos

O governo russo atribuiu a interrupção do fornecimento de gás a uma falha técnica, mas a pressão inflacionária que isso gera derruba o euro

Jasmine Olga
Jasmine Olga
5 de setembro de 2022
13:55 - atualizado às 17:36
Euro
Imagem: Shutterstock

O sucesso da série Game of Thrones entre 2011 e 2019 fez com que a frase "Winter is coming" (o inverno está chegando) fosse repetida à exaustão e, agora, em pleno 2022, a máxima parece ter voltado ao vocabulário europeu. A volta das aventuras dos cavaleiros de Westeros ao horário nobre da televisão norte-americana, no entanto, não tem nada a ver com isso.

Os olhos do mundo, na verdade, estão voltados para uma guerra muito mais moderna e que tem como palco a Europa — onde o inverno de fato está chegando e traz consigo impactos econômicos significativos, já que a crise energética que atinge o continente parece estar chegando ao seu ápice. 

Na última sexta-feira (02), a Rússia anunciou o fechamento do gasoduto Nord Stream 1, na Alemanha, um dos principais canais de entrada de abastecimento de gás natural da Europa. Quanto mais o inverno se aproxima, maiores os temores de que o bloco europeu não tenha fontes de aquecimento e energia suficientes para atravessar a estação mais fria do ano. 

O cenário que se desenha eleva os riscos de recessão no continente e, 207 dias após as tropas russas de Vladimir Putin invadirem a Ucrânia, o que parecia quase impossível aconteceu. O euro, moeda unificada da União Europeia e utilizado em 19 países do bloco, atingiu a sua mínima de 20 anos frente ao dólar, sendo negociada abaixo de US$ 0,99. Acompanhe a nossa cobertura de mercados.

A fraqueza do euro é uma tendência que vem ganhando força ao longo de 2022, e a nova mínima histórica coincide com o que parece ser o ápice da crise entre o Kremlin e a União Europeia. 

Embora o governo russo tenha atribuído a interrupção de fornecimento a uma falha técnica, a UE teme que o governo de Putin siga reduzindo o fornecimento de gás como retaliação às sanções impostas contra a guerra na Ucrânia. 

Para especialistas, a queda da cotação do euro deve seguir enquanto o conflito no leste europeu perdurar. Isso porque o encarecimento do custo de energia amplia os temores inflacionários, o que obriga o Banco Central Europeu a endurecer o seu aperto monetário, e reduz a capacidade das indústrias, já que o racionamento pode ser uma das medidas adotadas como forma de controlar a situação. 

Desempenho do euro frente ao dólar nos últimos 12 meses

Leia também:

  • Indireta para o Nubank? Itaú diz que é “muito fácil” crescer oferecendo preços mais baixos para atrair clientes, mas agora as fintechs precisam se adequar ao mundo real. Acompanhe.

Apenas um empurrãozinho no euro

A ação de Putin no leste europeu, no entanto, parece ter sido apenas um empurrãozinho em um cenário que já vinha se desenhando antes mesmo da chegada das tropas russas à Ucrânia.

Fabrizio Velloni, economista-chefe da Frente Corretora, e Marcos Almeida, diretor da WIT Exchange, acreditam que o fechamento da torneira de gás natural deve apenas acelerar um processo que já vinha em curso — o de forte desaceleração econômica e possível recessão. 

Nos últimos anos, a União Europeia sofreu diversos abalos que deixaram o bloco com uma baixa projeção de crescimento. Primeiro, o Brexit. Depois, os graves impactos do coronavírus na economia, como a inflação. 

Mas enquanto o banco central norte-americano passou a elevar a sua taxa de juros (Federal Reserve) em março, como forma de combater o avanço dos preços, o Banco Central Europeu (BCE) só começou a se movimentar em julho de 2022. 

Segundo o diretor da WIT Exchange, esse cenário favorece a entrada de capital nos Estados Unidos, fortalecendo o dólar enquanto o euro renova mínimas. 

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies