Menu
2021-01-08T19:52:53-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
novo topo

Mais um dia, mais um recorde: Ibovespa sobe 2% e fecha acima dos 125 mil

O principal índice acionário da B3 registrou nova máxima de fechamento nesta sexta e já tem 5% de alta em 2021

8 de janeiro de 2021
19:19 - atualizado às 19:52
topo - recorde - alta
Imagem: Pixabay

O Ibovespa teve uma nova sessão de gala nesta sexta-feira (08), encerrando a primeira semana de 2021 com chave de ouro.

O principal índice da bolsa brasileira, apesar da queda das ações ligadas a commodities, como Vale e siderúrgicas, além do leve recuo de Petrobras ON, disparou 2,2% para 125.076,63 pontos.

Esta é, agora, a sua nova máxima histórica de fechamento. Enquanto isso, a nova máxima intradiária (e histórica) é de 125.323,53 pontos, nível atingido quando o índice avançou 2,4%, marca obtida por volta das 17h10.

Foi a primeira vez que o Ibovespa rompeu o patamar dos 124 mil em toda a sua história. Com a performance, o índice já soma alta de 5% em 2021.

Os grandes destaques de alta percentual foram os papéis de companhias do setor de saúde: Hapvida e NotreDame Intermédica saltaram após a formalização de uma proposta de fusão entre as duas gigantes.

As ações da geradora de energia elétrica Cemig ficaram entre os principais destaques do índice, disparando quase 7%, após a decisão de ontem da empresa de vender sua fatia de 23% na Light.

No exterior, os principais índices acionários dos Estados Unidos encerraram a sessão em alta, com o horizonte favorável a uma nova rodada de estímulos fiscais.

Ainda assim, as bolsas americanas não marcaram ganhos significativos: os investidores também ficam com o pé atrás de democratas sobre implementação de programas de aumento de impostos corporativos.

"O tipo de política que, em geral, os democratas fazem pode impactar negativamente o mercado americano", diz Igor Cavaca, analista de Warren. Por isso vejo um fluxo do investidor para as outras bolsas. Seria combinação de busca por risco e situação mais complicada para as empresas dos EUA."

Quem sobe, quem desce

A Hapvida confirmou que fez uma proposta de fusão com a NotreDame Intermédica, em um negócio que envolveria a combinação das bases acionárias das companhias.

Se um acordo for fechado, os acionistas da Hapvida vão deter 53,1% da empresa que será fruto da união, e os da Intermédica, 46,9%.

A notícia sobre as negociações entre os grupos de saúde foi publicada no início da tarde pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Com isso, os papéis lideraram de longe as altas do índice, avançando ao menos 18% ao fim da sessão.

Veja outras altas do dia:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$) VARIAÇÃO
GNDI3Intermédica ON91,40 26,59%
HAPV3Hapvida ON16,78 17,68%
BTOW3B2W ON72,00 6,97%
MRVE3MRV ON19,19 6,91%
CMIG4Cemig PN15,25 6,87%

Após o forte desempenho de 2020 e o início embalado em 2021, as ações de siderúrgicas recuaram hoje, em um movimento de realização após um grande fluxo de capital de entrada nesses papéis. Vale ON recuou 0,3%.

Enquanto isso, os papéis da Petrobras ficaram mistos: Petrobras ON encerrou no terreno negativo (-0,2%) e Petrobras PN, no positivo (0,4%).

Papéis de bancos, que ontem tiveram uma boa sessão e contribuíram com os ganhos de quase 3% do índice, caíram nesta sexta.

Confira as principais baixas:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
GOAU4Metalúrgica Gerdau PN12,88 -1,68%
GGBR4Gerdau PN29,10 -1,49%
SANB11Santander Brasil units45,89 -1,06%
BBDC4Bradesco PN27,60 -0,86%
EMBR3Embraer ON8,81 -0,79%

Dólar e juros fecham em alta

O dólar fechou a sexta em alta de 0,3%, aos R$ 5,4165. A divisa chegou a operar em forte queda — na mínima, recuou 1,4%, para R$ 5,32 — e também superou os R$ 5,40 — na máxima, subiu 0,8%.

Com isso, a moeda iniciou o ano com uma alta de 4,4%.

O comportamento da moeda frente a divisas emergentes foi de queda, o que demonstra que fatores domésticos influenciaram na apreciação da divisa.

O mercado continua acompanhando de perto as novidades domésticas que podem mexer com o cenário fiscal. Segundo a Broadcast, a avaliação do ministro Paulo Guedes continua a ser de que, se a pandemia piorar, o auxílio emergencial voltará.

A questão é que o Ministério da Economia não enxerga espaço para um auxílio de R$ 300 — por limitações fiscais, a ajuda teria de ser menor do que isso.

Além disso, a orientação do candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi, do MDB, de que apoia a convocação do Congresso para acionar medidas fiscais contra a covid-19 também fez preço no dólar e nas taxas de juros futuras.

Enquanto isso, os juros futuros dos depósitos interfinanceiros, que tinham reduzido o ímpeto de alta mais cedo, encerraram a sessão marcando altas firmes ao longo da curva, com exceção das taxas para janeiro/2023.

Foram os juros curtos que mais subiram, marcando avanço de 0,1 ponto percentual.

Confira as taxas de fechamento:

  • Janeiro/2022: de 3,02% para 3,12%
  • Janeiro/2023: de 4,61% para 4,64%
  • Janeiro/2025: de 6,17% para 6,24%
  • Janeiro/2027: de 6,96% para 7,03%
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies