🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
Esquenta dos Mercados

Com exterior positivo, PIB do 1º tri e balança comercial devem dar tom à bolsa

Além disso, o rali das commodities continua, com o petróleo e o minério de ferro avançando acima dos 2,0%

Renan Sousa
Renan Sousa
1 de junho de 2021
8:03 - atualizado às 8:36
Piles,Of,Real,Coins,,Money,Of,Brazil
Imagem: Shutterstock

Já chegamos em junho com saldo positivo para a bolsa brasileira. O principal índice bateu recorde no pregão de ontem e acumulou alta de 6% no mês, enquanto outros investimentos amargaram queda acentuada. 

Mas para esta terça-feira (1º), o investidor não deve olhar para trás, mas para frente: o dia promete. E só dá Brasil!

Para começar, o IBGE divulgará hoje o PIB do primeiro trimestre, com as expectativas indo de queda de 2,00% até alta de 2,40% em comparação aos três meses imediatamente anteriores. Em relação ao mesmo período de 2020, as projeções do Broadcast vão de encolhimento de 1,18% até avanço de 2,70%.

As medianas são de 0,70% tanto na passagem do último trimestre de 2020 quanto na comparação interanual.

A balança comercial também deve ser divulgada hoje, com projeções indo de US$ 8,8 bilhões até US$ 10,153 bilhões, com mediana em US$ 9,2 bilhões. Esses dados podem dar um panorama da retomada econômica do Brasil em meio a segunda onda de covid-19.

Ainda no Brasil, o avanço da reforma administrativa está passando por uma estrada turbulenta. De acordo com o Broadcast, o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse, na semana passada, que não apoiava a reforma e não irá apoiar sua aprovação. 

Mas Paulo Guedes, ministro da economia, ligou para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, para dizer que o chefe do Planalto apoia, sim, a reforma. 

Confira esses e outros destaques do dia:

Aviso de live

Às 11h, nosso repórter Victor Aguiar conversa com a economista-chefe do Banco Inter, Rafaela Vitoria, sobre o resultado do PIB do primeiro trimestre no nosso canal do YouTube. Ative o sininho e não perca!

Commodities

O rali das commodities no primeiro trimestre deve pesar do lado positivo da balança comercial brasileira. O petróleo Brent avançava fortemente 2,03% na manhã desta terça-feira, aos US$ 70,73 o barril, uma alta de 5% no mês. A alta se deve à grande expectativa com a reunião da Opep+, que decidirá sobre o aumento da produção em meio a alta na demanda global. 

O minério de ferro também não fica para trás, registrando alta de 5,4% no pregão asiático. Empresas como Vale e Petrobras têm um grande peso no índice brasileiro. A alta das commodities pode ser um bom indicador de uma nova sessão de alta.

Dia do gerente de compras

O dia está recheado de PMIs, o índice do gerente de compras. Esse indicador é um termômetro da economia do país e é calculado a partir de uma média de outros índices. O PMI pode variar de 0 até 100, sendo que acima de 50 é considerado avanço e, abaixo disso, encolhimento.

Hoje devem ser divulgados os PMIs do Brasil, Estados Unidos, Alemanha (já divulgado) e Zona do Euro (já divulgado), o que pode mexer com os mercados e dar o tom do pregão ao longo do dia.

Bolsas pelo mundo

Os índices asiáticos fecharam majoritariamente em alta na manhã desta terça-feira (1º), motivados pela expansão do setor manufatureiro da China. De acordo com o governo chinês, o PMI do gigante asiático aumentou entre abril e maio, de 51,9 para 52, o maior patamar em 2021. 

O otimismo também contaminou os índices europeus, que sobem na manhã de hoje. Os dados do PMI da Zona do Euro superaram as expectativas, avançando para 63,1, contra os 62,8 esperados pelo The Wall Street Journal. Já o índice do gerente de compras da Alemanha caiu para o mesmo período, mas ficou acima da prévia.

Já os futuros de Wall Street apontam para uma abertura em alta, à espera do PMI dos EUA. 

Agenda do dia

Confira os principais eventos e indicadores para esta terça-feira (1º):

  • IBGE: PIB do primeiro trimestre (9h)
  • Ministério da Economia: Índice do gerente de compras (PMI) de maio (10h)
  • Ministério da Economia: Ministro da economia, Paulo Guedes, participa de audiência da Comissão de Educação na Câmara (10h)
  • Estados Unidos: Índice do Gerente de compras (PMI) de maio (10h45)
  • Ministério da Economia: Balança comercial de maio (15h)

Compartilhe

A CULPA É DA INFLAÇÃO?

Brasil perde duas posições em ranking de competitividade, mas pode recuperar terreno com 5 medidas; veja quais

15 de junho de 2022 - 17:13

O Brasil voltou a ficar na zona de rebaixamento do ranking de competitividade mundial; o país ocupa a 59ª posição entre 63 países

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Com o mundo de olho na inflação, ata e discursos de presidentes de sucursais do Fed são os destaques da semana; confira

11 de fevereiro de 2022 - 16:44

Por aqui, o destaque fica por conta do monitor do PIB, que deve dar pistas importantes sobre o desempenho da economia em 2021

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Destaque da semana, inflação pelo IPCA deve apresentar desaceleração — e a política monetária ainda tem pouco a ver com isso; entenda

4 de fevereiro de 2022 - 18:02

Segundo a LCA, o indicador deve fechar o mês em 0,60%, em desaceleração frente os 0,73% de dezembro. Esse alívio, no entanto, reflete a dinâmica dos preços no início do ano — as altas na Selic só farão efeito mais adiante

Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: aumento da tensão em Brasília deve afetar bolsa com payroll no radar

6 de agosto de 2021 - 7:57

E mais: balanços da última quinta feira que devem movimentar o Ibovespa hoje, em meio ao exterior sem direção única

segredos da bolsa

Início da temporada de balanços e crise política no Brasil devem movimentar Ibovespa esta semana

12 de julho de 2021 - 8:02

Também devem ficar no radar a divulgação do Livro Bege e falas dos dirigentes do Fed ao longo dos próximos dias

Mercados hoje

Payroll abaixo do esperado fortalece o Ibovespa e bolsa volta aos 121 mil pontos; dólar tem nova queda firme

7 de maio de 2021 - 10:34

O payroll era o dado mais esperado do dia no exterior. Isso fez as bolsas europeias inverterem o sinal, os futuros do petróleo Brent caírem quase 1,0% e com certeza terá reflexos nos negócios ao longo do dia

no azul

Commodities devem trazer de volta superávit nas contas externas após 14 anos

18 de abril de 2021 - 17:27

Impacto das commodities nas contas externas é cada vez maior porque o peso dos produtos básicos nas exportações brasileiras é crescente

um alívio

Após 12 semanas de alta, economistas mantêm expectativa para inflação em 2021

5 de abril de 2021 - 10:14

Por outro lado, mediana das estimativas para o PIB voltou a cair, enquanto cotação do dólar alcança R$ 5,35, de acordo com Relatório Focus

exportação em alta

Balança comercial tem superávit de US$ 1,482 bilhão em março

1 de abril de 2021 - 16:35

Importação de plataformas de petróleo fez a balança comercial registrar o menor resultado para meses de março em seis anos

impacto na indústria

Brasil deixou de exportar US$ 56,2 bi em dez anos para América do Sul

28 de março de 2021 - 14:20

Participação do país nas importações dos demais países sul-americanos caiu para 10,7% em 2019, segundo CNI

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar