🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2.000,00 POR DIA – VEJA COMO

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
um alívio

Após 12 semanas de alta, economistas mantêm expectativa para inflação em 2021

Por outro lado, mediana das estimativas para o PIB voltou a cair, enquanto cotação do dólar alcança R$ 5,35, de acordo com Relatório Focus

Inflação
Imagem: Shuttertstock

Na semana em que deve ser divulgado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março, os economistas mantiveram as projeções para o indicador oficial de inflação do país, após 12 semanas consecutivas de revisões positivas. Por outro lado, a projeção para o crescimento da economia voltou a ser reduzida.

O Relatório de Mercado Focus divulgado na manhã desta segunda-feira (5) pelo Banco Central (BC), mostra que a mediana de projeções para o IPCA de 2021 seguiu em alta de 4,81%. Há um mês, estava em 3,98%.

A projeção dos economistas para a inflação está acima do centro da meta de 2021, de 3,75%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto (de 2,25% a 5,25%). 

Os economistas do mercado financeiro alteraram a previsão para o IPCA em março, marcado para ser divulgado pelo IBGE na sexta-feira (9) – de alta de 0,93% para 0,95%. Um mês antes, o porcentual projetado era de 0,45%.

Para abril, a projeção no Focus seguiu em alta de 0,46% e, para maio, passou de alta de 0,27% para 0,28%. Há um mês, os porcentuais indicavam elevações de 0,34% e 0,24%, nesta ordem.

No Focus agora divulgado, a inflação suavizada para os próximos 12 meses foi de alta de 4,09% para 3,97% de uma semana para outra - há um mês, estava em 3,84%.

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) no fim de 2021 em 5,00% ao ano, enquanto a mediana das expectativas para o câmbio no fim período foi de R$ 5,33 para R$ 5,35, ante R$ 5,15 de um mês atrás.

PIB desacelerando

Enquanto a revisão do IPCA deu uma trégua, as projeções para o PIB foram reduzidas pela quinta edição seguida do Focus, ainda que levemente.

a expectativa para a economia este ano passou de alta de 3,18% para elevação de 3,17%. Há quatro semanas, a estimativa era de 3,26%.

a projeção para a produção industrial de 2021 foi de alta de 5,24% para 5,29%. Há um mês, estava em elevação de 4,37%

A pesquisa Focus mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2021 foi de 64,80% para 64,60%. Há um mês, estava em 64,44%. Para 2022, a expectativa seguiu em 66,20%, ante 65,50% de um mês atrás.

Déficit primário

O Relatório de Mercado Focus trouxe hoje alteração na projeção para o resultado primário do governo em 2021. A relação entre o déficit primário e o PIB este ano foi de 3,10% para 3,05%.

Já a relação entre déficit nominal e PIB em 2021 seguiu em 7,50%, conforme as projeções dos economistas do mercado financeiro.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Balança comercial

Os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para a balança comercial em 2021 na pesquisa Focus realizada pelo Banco Central, em superávit comercial de US$ 55,00 bilhões. Um mês atrás, a previsão era a mesma

No caso da conta corrente do balanço de pagamentos, a previsão contida no Focus para 2021 foi de déficit de US$ 12,00 bilhões para US$ 11,83 bilhões, ante US$ 12,50 bilhões de um mês antes.

Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será suficiente para cobrir o resultado deficitário nestes anos. A mediana das previsões para o IDP em 2021 seguiu em US$ 55 bilhões. Há um mês, estava em US$ 52,5 bilhões.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Compartilhe

A CULPA É DA INFLAÇÃO?

Brasil perde duas posições em ranking de competitividade, mas pode recuperar terreno com 5 medidas; veja quais

15 de junho de 2022 - 17:13

O Brasil voltou a ficar na zona de rebaixamento do ranking de competitividade mundial; o país ocupa a 59ª posição entre 63 países

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Com o mundo de olho na inflação, ata e discursos de presidentes de sucursais do Fed são os destaques da semana; confira

11 de fevereiro de 2022 - 16:44

Por aqui, o destaque fica por conta do monitor do PIB, que deve dar pistas importantes sobre o desempenho da economia em 2021

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Destaque da semana, inflação pelo IPCA deve apresentar desaceleração — e a política monetária ainda tem pouco a ver com isso; entenda

4 de fevereiro de 2022 - 18:02

Segundo a LCA, o indicador deve fechar o mês em 0,60%, em desaceleração frente os 0,73% de dezembro. Esse alívio, no entanto, reflete a dinâmica dos preços no início do ano — as altas na Selic só farão efeito mais adiante

Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: aumento da tensão em Brasília deve afetar bolsa com payroll no radar

6 de agosto de 2021 - 7:57

E mais: balanços da última quinta feira que devem movimentar o Ibovespa hoje, em meio ao exterior sem direção única

segredos da bolsa

Início da temporada de balanços e crise política no Brasil devem movimentar Ibovespa esta semana

12 de julho de 2021 - 8:02

Também devem ficar no radar a divulgação do Livro Bege e falas dos dirigentes do Fed ao longo dos próximos dias

Esquenta dos Mercados

Com exterior positivo, PIB do 1º tri e balança comercial devem dar tom à bolsa

1 de junho de 2021 - 8:03

Além disso, o rali das commodities continua, com o petróleo e o minério de ferro avançando acima dos 2,0%

Mercados hoje

Payroll abaixo do esperado fortalece o Ibovespa e bolsa volta aos 121 mil pontos; dólar tem nova queda firme

7 de maio de 2021 - 10:34

O payroll era o dado mais esperado do dia no exterior. Isso fez as bolsas europeias inverterem o sinal, os futuros do petróleo Brent caírem quase 1,0% e com certeza terá reflexos nos negócios ao longo do dia

no azul

Commodities devem trazer de volta superávit nas contas externas após 14 anos

18 de abril de 2021 - 17:27

Impacto das commodities nas contas externas é cada vez maior porque o peso dos produtos básicos nas exportações brasileiras é crescente

exportação em alta

Balança comercial tem superávit de US$ 1,482 bilhão em março

1 de abril de 2021 - 16:35

Importação de plataformas de petróleo fez a balança comercial registrar o menor resultado para meses de março em seis anos

impacto na indústria

Brasil deixou de exportar US$ 56,2 bi em dez anos para América do Sul

28 de março de 2021 - 14:20

Participação do país nas importações dos demais países sul-americanos caiu para 10,7% em 2019, segundo CNI

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar