Menu
2020-08-24T15:33:15-03:00
Estadão Conteúdo
de governador para presidente

‘Nem o senhor nem ninguém vai ameaçar a democracia do Brasil’, diz Doria a Bolsonaro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou nesta segunda-feira, 24, a ameaça feita pelo presidente Jair Bolsonaro a um repórter do jornal O Globo, classificando a atitude como “lamentável” e “triste”

24 de agosto de 2020
15:33
João Doria
Governador do Estado de São Paulo, João Doria, durante Coletiva de imprensa sobre Coronavírus - Imagem: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou nesta segunda-feira, 24, a ameaça feita pelo presidente Jair Bolsonaro a um repórter do jornal O Globo, classificando a atitude como "lamentável" e "triste". "Nem o senhor nem ninguém vai ameaçar a democracia do Brasil. A democracia, presidente Bolsonaro, é mais forte que o senhor", afirmou.

Na véspera, Bolsonaro foi questionado sobre os repasses de R$ 89 mil feitos por Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

"Vontade de encher tua boca de porrada", respondeu o presidente da República ao jornalista que fez a pergunta.

Na manhã desta segunda-feira, durante evento no Palácio do Planalto, o presidente voltou a atacar a imprensa. Ele referiu-se a jornalistas como "bundões" e afirmou, sem embasamento, que os profissionais teriam "chance de sobreviver bem menor do que a minha" a uma infecção pela covid-19.

"Eu não me lembro de um presidente que tenha dito isso frontalmente a um jornalista que gostaria de agredi-lo e esmurrá-lo fisicamente", afirmou Doria durante entrevista coletiva.

O governador de São Paulo também reforçou que a democracia garante a liberdade de imprensa como valor indissociável, e que o Estado de São Paulo segue esse princípio. "Nem o senhor nem ninguém vai amedrontar ou emparelhar jornalistas e veículos de comunicação sérios do nosso País. A democracia, presidente, é mais forte que o senhor. Ela já resistiu em tempos recentes a outras ameaças. E resistirá também ao seu ímpeto de flertar com o autoritarismo."

Doria, que anunciou na sexta-feira estar curado da covid-19, ainda lamentou que, no evento da manhã, o presidente Bolsonaro não tenha mencionado as vítimas do novo coronavírus ou prestado solidariedade às famílias em luto. "Eu tenho a impressão que o senhor ama apenas a si próprio e aos seus filhos, e despreza a vida e os brasileiros que o elegeram."

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

na agenda

Questões sobre MP da privatização da Eletrobras serão decididas nesta quarta, diz Pacheco

Senado deve discutir inclusive os requerimentos de impugnação de jabutis – como são chamados as emendas com temas estranhos à proposta original

seu dinheiro na sua noite

De carona no trem das commodities

Quando falamos em ações que se beneficiam da reabertura da economia pós-covid, logo se destacam os papéis de empresas ligadas à produção de commodities. Quem vem apostando nesses ativos neste ano está se dando bem. Mas é bem verdade que a “tese da reabertura” já está em andamento. Para quem perdeu esse trem, ainda dá […]

aquisição via controlada

Ambipar compra 100% da Ecológica Nordeste

Negócio está em linha com seu plano estratégico de crescimento, com captura de sinergias e potencial maximização das margens e retorno, diz a empresa

denúncia da fup

Médicos da Petrobras receitam remédio sem eficácia a funcionários com covid-19

A estatal segue o comportamento do governo federal, que liderado pelo presidente Jair Bolsonaro, defende o tratamento precoce do covid-19 via medicamentos não aceitos pela OMS

fique de olho

Tesouro divulga cronograma dos leilões de títulos do 3º trimestre

No caso das Notas do Tesouro Nacional – Série F (NTN-F), a instituição deixará de ofertar o papel com prazo de referência de oito anos (1/1/2029)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies