Menu
2020-05-15T11:05:35-03:00
Estadão Conteúdo
EXPLICAÇÃO DO PRESIDENTE

Irritado, Bolsonaro insiste que estava interessado na segurança familiar

“A interferência não é nesse contexto da inteligência não, é no contexto da segurança familiar. É bem claro, é na segurança familiar. Não toco PF na palavra, nem Polícia Federal na palavra segurança familiar”

15 de maio de 2020
11:05
Presidente da República, Jair Bolsonaro.
Imagem: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar na manhã desta sexta-feira, 15, que seu interesse nas trocas que pretendia teriam objetivo de promover a segurança de sua família. O ex-ministro Sérgio Moro diz que o mandatário queria fazer trocas na Polícia Federal (PF).

"A interferência não é nesse contexto da inteligência não, é no contexto da segurança familiar. É bem claro, é na segurança familiar. Não toco PF na palavra, nem Polícia Federal na palavra segurança familiar", afirmou ao sair do Palácio da Alvorada, ao comentar o vídeo da reunião ministerial.

Bolsonaro afirmou que a PF não é responsável pela sua segurança, que fica a cargo do Gabinete da Segurança Institucional (GSI).

Irritado, o presidente chamou a entrevista de "palhaçada" se recusou a continuar respondendo perguntas sobre o tema. "Eu não vou me submeter a um interrogatório da parte de vocês. Espero que a fita se torne pública para que a análise correta seja feita", disse.

O presidente disse que, após a divulgação do vídeo da reunião ministerial, será criticado por falar palavrões. "O que rouba e mete a mão, esse está a altura (de ser presidente) e fala bonito. Fala manso. Como o ex-presidente boca mole e continua falando besteira por aí", disse sem citar diretamente a quem se referia.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

DIA DE DECISÃO

Copom eleva Selic para 3,5% ao ano e indica aumento semelhante na próxima reunião

Essa é a segunda alta consecutiva da Selic em 0,75 ponto percentual — no começo do ano, a taxa de juros estava nas mínimas históricas, em 2% ao ano

FECHAMENTO

Dólar recua e bolsa sobe com mercado dando alta da Selic como certa e forte desempenho das siderúrgicas

No exterior, as bolsas operam sem um sinal único definido. Por aqui, os investidores aguardam a decisão do Copom

um viral que vale US$ 90 bi

Confira os 5 fatos que estão fazendo o Dogecoin subir (de novo) e passar a valer mais que a Petrobras

Valendo US$ 0,68 por unidade, o DOGE ficou próximo dos US$ 90 bilhões em valor de mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies