Menu
2020-08-18T15:34:26-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de governador para presidente

Doria torce por permanência de Guedes e diz que Bolsonaro quieto acalma Brasil

“Se não fosse ele Guedes, Bolsonaro já teria rompido o teto e feito o que a ex-presidente Dilma Rousseff fez”, afirmou Doria

18 de agosto de 2020
15:34
32736868337_fb70863d1a_c
23/04/2019 Audiência no Planalto, com Bolsonaro e Doria - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que torce pela permanência do ministro da Economia, Paulo Guedes, no governo do presidente Jair Bolsonaro. Segundo Doria, em entrevista à Jovem Pan, Guedes é o "garantidor do teto de gastos".

"Se não fosse ele Guedes, Bolsonaro já teria rompido o teto e feito o que a ex-presidente Dilma Rousseff fez", afirmou Doria.

De acordo com o governador paulista, a permanência do ministro na Economia no governo foi colocada em risco pelo descolamento das propostas de campanha de Bolsonaro após assumir a cadeira presidencial. Essas propostas já afastaram diversos ministros, entre eles, o da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Doria também afirmou que "com o presidente Jair Bolsonaro quieto, o Brasil fica mais calmo", principalmente para discutir as questões relativas ao combate ao novo coronavírus. Segundo Doria, "esse período mais quieto do presidente, com menos polêmica, é bom, é saudável para o Brasil".

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ajuste fiscal

Propostas para o Renda Cidadã não têm intenção de driblar teto, diz secretário do Tesouro

“A gente sabe que o teto é baseado em credibilidade e não adianta tomarmos ações que minem a credibilidade do teto”, disse Bruno Funchal

Mercado agora

Ibovespa fecha em queda com descrença sobre possível recuo de ‘pedalada’

No exterior, expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA inibiu apetite por risco

Fiador sem crédito

Investidores veem omissão de Guedes no Renda Cidadã e mostram cansaço com “Posto Ipiranga”

Agentes do mercado financeiro questionam voto de confiança no ministro da Economia como fiador da disciplina fiscal

recadinho

Relevância do cumprimento do teto no pós-crise será ainda maior, diz Tesouro

Tesouro Nacional reforçou o alerta de que é preciso acelerar as reformas para manter a confiança dos investidores e os juros baixos

impacto fiscal

Rombo nas contas do governo soma R$ 647,8 bilhões até agosto

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 87,835 bilhões de julho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements