Menu
2020-08-29T11:10:53-03:00
Estadão Conteúdo
Deu no New York Times

Investigação sobre esquema de ‘rachadinhas’ ameaça Bolsonaro

Jornal norte-americano adverte para potenciais consequências políticas das relações entre a família Bolsonaro e Fabrício Queiroz

29 de agosto de 2020
11:10
Flavio Bolsonaro e Fabrício Queiroz
Flavio Bolsonaro e Fabrício Queiroz - Imagem: Divulgação

O jornal americano The New York Times publicou ontem, 28, uma reportagem que explica como o suposto esquema de rachadinhas praticado no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) quando ele ainda era deputado estadual no Rio de Janeiro constitui uma ameaça ao presidente Jair Bolsonaro.

A reportagem destaca os R$ 89 mil reais depositados por Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio e amigo de longa data do presidente, na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e traz no título a expressão "uma empresa familiar", para caracterizar a família Bolsonaro como beneficiária do suposto desvio de dinheiro público.

"O caso envolvendo o ex-assessor e confidente da família abalou os nervos de Bolsonaro ao colocar sua esposa e seu filho mais velho no centro de uma investigação de corrupção que se transformou em um de seus maiores constrangimentos", diz o texto, em referência ao presidente brasileiro ter confessado sua vontade de agredir aos socos um repórter que perguntou sobre os depósitos para a primeira-dama.

O jornal afirmou que as investigações que envolvem Queiroz e a família Bolsonaro são um desafio à independência do Judiciário brasileiro.

A matéria diz também que o governo tem trabalhado para enfraquecer as investigações ao dificultar o acesso dos investigadores aos registros bancários e que o próprio presidente tentou interferir na Polícia Federal para tentar se proteger, repercutindo as denúncias feitas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

eu vejo uma alta

Sem forward guidance, pergunta agora é: quando a Selic vai subir?

Aceleração da inflação e riscos do lado fiscal levam analistas a estimarem que primeira alta virá antes que o esperado

mudança de governança

CEO da Copel sinaliza que interferências políticas são coisas do passado

Daniel Slaviero apresentou ao mercado os pilares que nortearão a nova política de governança corporativa da elétrica

em são paulo

Luciano Hang tem alta hospitalar após ser internado com covid-19

Mais cedo, ele realizou uma live na rede social, em que contou que permaneceu assintomático

após reclamações

C6 Bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado

Procon ressalta que recebeu reclamações de consumidores de todo o Estado, que disseram que foram surpreendidos com empréstimos consignados não solicitados

Prévia operacional

Cury bate recorde de lançamentos e vendas em 2020

Lançamentos da construtora voltada para o segmento de baixa renda totalizaram R$ 1,541 bilhão, enquanto vendas líquidas foram de R$ 1,346 bilhão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies