Menu
2020-10-15T11:31:01-03:00
Estadão Conteúdo
MERCADO DE TRABALHO

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA sobem 53 mil na semana, a 898 mil

Resultado frustrou a expectativa de analistas, que previam queda para 830 mil

15 de outubro de 2020
11:30 - atualizado às 11:31
estados unidos, eua
Imagem: Shutterstock

Os novos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos registraram alta de 53 mil na semana encerrada em 10 de outubro, a 898 mil, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quinta-feira (15) pelo Departamento do Trabalho do país.

O resultado frustrou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda nas solicitações, para 830 mil.

O total de pedidos da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 840 mil para 845 mil.

Já o número de pedidos continuados teve redução de 1,165 milhão na semana encerrada em 3 de outubro, a 10,018 milhões. Esse indicador é divulgado com uma semana de atraso.

* Fonte: Dow Jones Newswires

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

PANDEMIA AVANÇA

Brasil registra 1.337 mortes em 24 horas; Estados anunciam restrições

Total de casos da doença é superior a 10 milhões; taxa de mortalidade do coronavírus é de 2,41% dos infectados

Fato relevante

Banco do Brasil desmente renúncia de André Brandão

Instituição financeira diz não ter conhecimento das fontes das notícias veiculadas

Ranking dos investimentos

Ativos de risco têm mais um mês negativo com tensões e Brasília e alta dos juros futuros nos EUA

Um misto de fatores locais e externos levou o Ibovespa a ter um dos piores desempenhos do mês e o dólar, o melhor. Ouro aparece na lanterna do ranking

Proventos

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 416 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Terão direito ao provento os investidores com posição acionária na empresa no dia 11 de março

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies