Menu
2020-11-12T07:30:10-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
transformação digital

Via Varejo reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$ 590 milhões no 3º trimestre

Vendas bateram recorde e e-commerce foi destaque no trimestre; mercado esperava que a companhia tivesse prejuízo mais uma vez

12 de novembro de 2020
7:23 - atualizado às 7:30
casas bahia via varejo
Imagem: Divulgação / Casas Bahia / Facebook

Dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio, a Via Varejo surpreendeu e registrou lucro líquido de R$ 590 milhões no terceiro trimestre, revertendo o prejuízo de R$ 346 milhões visto no mesmo período do ano passado.

A mediana das estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg era de prejuízo de R$ 167 milhões.

O lucro líquido não recorrente ficou em R$ 490 milhões, enquanto o operacional foi de R$ 100 milhões, ante prejuízo de R$ 138 milhões e R$ 208 milhões no terceiro trimestre de 2019, respectivamente.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) foi de R$ 1,120 bilhão, ante uma cifra negativa em R$ 97 bilhões um ano antes. No critério ajustado, o Ebitda foi positivo em R$ 1,196 bilhão, ante R$ 220 milhões no terceiro tri de 2019.

A margem Ebitda, que um ano antes era de -1,7%, está em 14,3%. Considerando o Ebitda ajustado, subiu de 3,9% para 15,3% na mesma base de comparação.

A receita líquida fechou o trimestre em R$ 7,8 bilhões, avanço de 37% ante o terceiro trimestre de 2019. A companhia terminou o trimestre com uma posição de caixa de R$ 7,9 bilhões e caixa líquido de R$ 3,4 bilhões.

Recorde de vendas, com destaque para o on-line

A Via Varejo bateu recorde de vendas no terceiro trimestre, totalizando R$ 10 bilhões em vendas brutas de mercadorias (GMV, na sigla em inglês), crescimento de 43,4% ante o mesmo período no ano passado.

O e-commerce respondeu por 41% das vendas. No terceiro trimestre de 2019, essa participação não chegava nem a 20%. As vendas no on-line totalizaram R$ 4,1 bilhões, 218,7% a mais que no terceiro trimestre de 2019.

A margem bruta saltou 5,6 pontos percentuais na comparação anual, passando de 29,6% para 35,4%.

A mensagem da administração destaca o movimento de transformação digital da companhia, e também as aquisições recentes, como a da participação no 'hub' de inovação Distrito, que dará à Via Varejo acesso à centenas de startups.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mercados hoje

Ibovespa é pressionado pelo cenário político-fiscal e abre o dia em queda

Com o cenário político-fiscal pesado, o mercado brasileiro acaba sucumbindo às pressões. No exterior, inflação dos Estados Unidos é destaque

Exile on Wall Street

Meu professor polvo

Desenvolvi um hábito peculiar. Quando preciso ter algum papo difícil com alguém ou há entre mim e alguma pessoa querida algum entrevero, mínima rusga que seja, envio um vinho português chamado “Conversa” e convido para o diálogo. É um gesto carinhoso, de afeto. Mas — confesso — é também um pouco egoísta e parte de […]

Subindo forte

Mercado Bitcoin dá mais um passo para IPO; criptomoeda dispara e bate novo recorde

Os números preliminares apontam para uma valorização entre R$ 10 bilhões e R$ 15 bilhões, que levam em conta dados do exterior e ritmo de crescimento

O melhor do Seu Dinheiro

Do zero aos 50 milhões (e contando)

Eu não faço a menor ideia de quais aplicativos você tem instalados no seu celular. Mas me arriscaria a dizer que um deles é o do PicPay. Se por acaso eu acertei o palpite, não foi por nenhuma força sobrenatural, mas por uma mera questão estatística. Afinal, a carteira digital criada em 2012 por três […]

Avanço da pandemia

Brasil registra 13,5 milhões de casos de covid-19 e 354,6 mil óbitos

Número de recuperados é de quase 12 milhões – 88,5% do total

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies