Menu
2020-10-26T19:47:47-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
O que esperar dos números

JBS, BRF ou Marfrig, quem vai apresentar o melhor resultado no 3º trimestre?

Com a proximidade das datas de divulgações, os analistas do setor de Alimentos do Credit Suisse aproveitaram para revisar as projeções para três das principais empresas do setor

26 de outubro de 2020
12:58 - atualizado às 19:47
Unidade de processamento de carne JBS BRF Marfrig Minerva
Imagem: Shutterstock

A temporada de balanços começa a ganhar força no Brasil e no exterior. Até o meio de novembro, o mercado deve reagir diariamente aos números do terceiro trimestre do atípico ano de 2020.

Com o pior da crise do coronavírus aparentemente tendo ficado para trás, os analistas de mercado esperam sinais positivos de recuperação. Confira aqui as projeções para as empresas do Ibovespa que divulgam os seus resultados nesta semana.

Com a proximidade das datas de divulgação, os analistas do setor de Alimentos do Credit Suisse aproveitaram para revisar as projeções para três das principais empresas do setor: BRF, Marfrig e JBS. O resultado de todas elas deve ser impactado pela alta dos preços da carne nas operações americanas.

O setor de proteína animal entregou resultados mistos no segundo trimestre, período mais impactado pela crise do coronavírus e pelas medidas de isolamento social. Enquanto a Marfrig entregou um lucro recorde de R$ 1,5 bilhão e a JBS viu o seu lucro crescer 54,8%, a BRF divulgou um balanço menos animador e bem abaixo do esperado pelo mercado.

E no terceiro trimestre, o que esperar de cada uma das empresas? Quem deve se dar melhor? Confira o que pensam os analistas do Credit Suisse.

BRF - Melhor do que o temido

Depois de um segundo trimestre decepcionante, os analistas Victor Saragiotto e Felipe Vieira esperam que a recuperação dos mercados brasileiro e chinês tenham destaque positivo nos números do período.

A melhora deve ser apoiada pelo crescimento contínuo da demanda por produtos processados no Brasil e na China, além da recuperação dos preços da carne suína e de aves.

No entanto, os problemas da companhia para exportar os seus produtos para o mercado árabe persistem, impactando negativamente o balanço. A BRF está banida de alguns países e também lida com a queda de demanda em parte desse mercado em razão da pandemia. "Acreditamos que os custos relacionados ao coronavírus devem seguir pressionando a lucratividade da companhia".

A BRF divulga os seus números do terceiro trimestre de 2020 no dia 9 de novembro, após o fechamento do mercado. Projeções:

Prejuízo líquido: R$ 150 - 200 milhões.
Receita: R$ 9,7 bilhões
Ebitda: R$ 1,1 bilhão

Marfrig - Ainda em alta

Para os analistas do Credit Suisse, o bom momento da Marfrig deve continuar com os números do terceiro trimestre.

Nos Estados Unidos, os especialistas apostam em um bom desempenho da National Beef, responsável por 80% da operação e que já funciona em níveis normais. Enquanto o preço da carne bovina se firmou em patamares mais elevados no segundo trimestre, o baixo valor do preço do boi deve pressionar positivamente a margem de lucro da companhia.

Na América do Sul, no entanto, o cenário é inverso. As margens devem ser prejudicadas pelo forte aumento nos preços do gado e pela queda nos preços de exportação em dólares.

A Marfrig divulga os seus números do terceiro trimestre de 2020 no dia 11 de novembro, após o fechamento do mercado. Projeções:

Receita: R$ R$ 16,5 bilhões
Ebitda: R$ 2,2 bilhões

JBS - Desempenho operacional sólido

Assim como a Marfrig, os analistas também esperam que a JBS continue apresentando resultados sólidos no terceiro trimestre. Depois do impacto do coronavírus, o Credit Suisse espera que as operações de suínos e bovinos nos Estados Unidos sejam parte dos destaques positivos da companhia no trimestre, já que as unidades contam com alto controle de custos e crescimento na demanda.

O aumento do preço do valor de exportação e da carne bovina também devem impactar positivamente o resultado. O resultado poderia ser ainda melhor se o mercado australiano não tivesse apresentado um desempenho tão fraco no período.

De olho nas operações domésticas, o banco espera um resultado pressionado também pelo aumento do custo das operações locais, muito pautado na alta dos preços dos grãos - que servem de razão - e do preço da carne. Ainda assim, a expectativa é que as margens de lucro se mantenham saudáveis tanto para a Seara quanto para a JBS Brazil.

A JBS divulga os seus números do terceiro trimestre de 2020 no da 11 de novembro, após o fechamento do mercado. Projeções:

Receita líquida: R$ 68,3 bilhões
Ebitda: R$ 7,1 bilhões

O que comprar?

Com a revisão das projeções para as companhias do setor, o Credit Suisse também aproveitou para rever as suas recomendações no setor.

O banco suíço reiterou as suas recomendações de compra (outperform) para as ações da Marfrig (preço-alvo de R$ 20; potencial de alta de 36%) e da JBS (preço-alvo de R$ 36; potencial de 69% de alta).

No entanto, a BRF foi rebaixada ao nível de Neutro, com um preço-alvo de R$ 22 (potencial de 19% de alta). Os analistas esperam que a empresa seja impactada negativamente pela alta dos preços de grãos no mercado internacional, pressionando a margem de lucro da companhia na segunda metade de 2020 e 2011.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Respiro

E-commerce fatura R$ 7,72 bilhões com Black Friday e Cyber Monday em 2020

O valor representa aumento de 27,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

fechamento dos mercados

Ibovespa engata 5ª semana seguida de alta com Petrobras, Vale e aéreas

Índice local de ações não tinha sequência tão longa de ganhos semanais desde dezembro de 2019; dólar mantém trajetória de queda e juros longos se descomprimem de novo

duas semanas depois

Carrefour anuncia internalização dos serviços de segurança

Anúncio é uma resposta ao assassinato de João Alberto de Freitas – homem negro que foi espancado por seguranças de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre

Desde 2015

CVM faz comunicação recorde de indícios de crimes ao Ministério Público

De janeiro a setembro deste ano, a CVM enviou 260 comunicados de indícios de crimes financeiros ao Ministério Público.

setor em transformação

Dezembro vai ser bom para o varejo, mas 2021 é imprevisível, diz Luiza Trajano

Presidente do conselho do Magazine Luiza voltou a pregar união, falou de responsabilidade social do empresariado e pediu para que não se transforme a busca pela vacina em “jogo político”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies