Menu
2020-02-10T18:32:12-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Balanço contestado

Executivos do IRB defendem números do balanço, mas não contêm sangria das ações

As ações do IRB até chegaram a reduzir um pouco a queda, mas voltaram a ficar perto das mínimas após teleconferência de executivos com investidores

10 de fevereiro de 2020
18:09 - atualizado às 18:32
investimentos
Imagem: Shutterstock

Diante da forte queda das ações, que na mínima de hoje despencaram mais de 17%, os principais executivos da resseguradora IRB Brasil promoveram uma teleconferência com investidores para negar as contestações feitas pela gestora de fundos Squadra ao balanço da companhia.

A gestora carioca publicou no início do mês uma carta aos investidores na qual argumenta que os resultados da resseguradora não são sustentáveis.

A Squadra voltou à carga com uma nova publicação depois que executivos do IRB comentaram sobre os pontos questionados pela gestora em conferências com analistas na semana passada.

Hoje pela manhã a XP Investimentos decidiu retirar a recomendação de compra para as ações da empresa diante da falta de esclarecimentos.

A teleconferência não ajudou muito a apaziguar os ânimos entre os investidores. As ações (IRBR3) até chegaram a reduzir um pouco a queda, mas voltaram a ficar perto das mínimas e fecharam cotadas a R$ 33,01, queda de 16,49%.

Desde a publicação da primeira carta da Squadra, o IRB já perdeu mais de 1/4 do valor de mercado, o equivalente a pouco mais de R$ 11 bilhões.

"Estou chocado diante dos acontecimentos e negativamente surpreso. Não sou só eu, mas toda a empresa", afirmou o presidente do IRB, José Carlos Cardoso.

Leia também:

Coube a Fernando Passos, vice-presidente executivo, financeiro e de relações com investidores, tratar dos pontos específicos questionados pela Squadra, que calcula uma diferença de R$ 1,5 bilhão entre o resultado contábil do IRB nos nove primeiros meses de 2019 e aquele que seria recorrente.

Dos seis itens que teriam inflado os resultados, o único que o diretor do IRB contestou com números foi o ganho estimado pela Squadra com a venda da participação no Minas Shopping.

Nas contas da gestora, essa operação teria elevado o lucro da companhia em R$ 119 milhões. Mas Passos disse que o ganho de capital na transação foi de apenas R$ 27 milhões.

Dupla auditoria

O diretor do IRB também negou a estimativa feita pela Squadra para a expectativa de ganho com compensações por sinistros que ainda não foram pagos, que teria elevado em R$ 605 milhões para o resultado da resseguradora.

Passos disse que o número correto será divulgado no próximo balanço da companhia, cuja divulgação está prevista para o próximo dia 18, após o fechamento dos mercados.

Ele reconheceu, contudo, que a reconciliação entre os dados divulgados pela companhia e os publicados pela Susep – método usado pela Squadra – pode levar a algum mal entendido. "A companhia vai fazer as normas de conciliação, para que inclusive o emissor da carta [Squadra] refaça as contas", disse.

O diretor afirmou que o resultado será auditado pela PwC e contará com uma segunda avaliação de uma das "big four" – que inclui Deloitte, E&Y e KPMG – especificamente na parte atuarial.

Ainda segundo Passos, o IRB trará no próximo balanço uma maior abertura dos dados e também das projeções para os resultados de 2020.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mais uma para a lista

Empresa de shoppings Almeida Junior faz pedido de IPO na CVM

Acionista vendedor é Jaimes Bento Almeida Júnior, fundador da empresa

Seu Dinheiro na sua noite

Um brilho no futuro da Oi

Em recuperação judicial desde 2016 e com uma dívida bilionária, a Oi é uma empresa que divide a opinião de analistas do mercado. Para uns, as ações da tele representam uma aposta de risco, porém com chances de render uma bolada caso o turnaround seja bem-sucedido. Para outros, no entanto, o risco se mostra excessivo, […]

Olha o dinheiro aí

Conselho de administração do Bradesco aprova pagamento de R$ 490,9 milhões em dividendos complementares

O conselho de administração do Bradesco aprovou nesta segunda-feira (17) o pagamento de dividendos complementares, relativos a 2019, no valor de R$ 490.918.326,17. Nesse total, serão pagos R$ 0,058213963 por ação ordinária e R$ 0,064035359 por ação preferencial do banco. O pagamento ocorrerá em 2 de fevereiro, sem retenção de Imposto de Renda na fonte. […]

Martelo batido

Braskem assina acordo de R$ 40 milhões com Ministério Público do Trabalho e põe fim a ação civil

A Braskem anunciou nesta segunda-feira (17) a assinatura de um termo de acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT) que visa a implementação de um Programa para Recuperação de Negócios e Promoção de Atividades Educacionais na cidade de Maceió, Alagoas. No total, a empresa vai desembolsar R$ 40 milhões para colocar o programa em […]

Agora vai?

Maia sinaliza que comissão mista da reforma tributária será formada nesta semana

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse acreditar na formação da comissão mista da reforma tributária nesta semana. “Acredito que sim”, respondeu Maia quando perguntado sobre a possibilidade. É esta a expectativa, reforçou, do relator da proposta, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Na semana passada, a secretaria do Congresso Nacional pediu aos líderes da Câmara […]

Recuperação

Com o noticiário corporativo em foco, Ibovespa fecha em alta e retoma os 115 mil pontos

Focado nos balanços trimestrais e nas sinalizações positivas vindas da China, o Ibovespa passou o dia em alta e se recuperou das perdas recentes. O dólar à vista, por outro lado, teve uma sessão mais pressionada e voltou ao patamar de R$ 4,32

Dados do BC

Reservas internacionais subiram US$ 157 milhões no dia 14, para US$ 358,955 bilhões

De acordo com o Banco Central, o resultado é uma consequência da oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas

Novo projeto

Bolsonaro diz que governo está na iminência de mandar a reforma administrativa

Presidente disse que a proposta ainda pode passar por novas alterações ao longo da semana

Na ponta do lápis

Estudo do Banco Central discute objetivos de modalidades de recolhimentos compulsórios

Uma das conclusões é que o nível atual dos compulsórios sobre depósitos à vista está adequado para o cumprimento de sua função

Impacto negativo

Coronavírus pode acentuar enfraquecimento do comércio no 1º trimestre

“O crescimento anual do comércio pode cair no período, embora as estatísticas oficiais para confirmar a hipótese só estejam disponíveis em junho”, disse a instituição

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements