Menu
2020-08-13T13:25:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Resultados do trimestre

Marfrig, BRF, Ultrapar, MRV, Eletrobras, Taesa, Via Varejo e Azul: os balanços que mexem com o mercado nesta quinta-feira

A temporada de balanços dos resultados do segundo trimestre esquenta com a divulgação dos resultados de seis empresas com ações no Ibovespa

13 de agosto de 2020
8:33 - atualizado às 13:25
balanços
Imagem: Shutterstock

A temporada de balanços do segundo trimestre esquenta com a divulgação de uma série de empresas com ações no Ibovespa nesta quinta-feira (13). O mercado conhece os números de Marfrig, BRF, Ultrapar, MRV, Eletrobras, Taesa, Via Varejo e Azul.

Você confere a seguir os principais números.

Marfrig

Em plena pandemia, a Marfrig registrou lucro líquido recorde de R$ 1,594 bilhão no segundo trimestre. No mesmo período do ano passado, o resultado da produtora de alimentos foi de R$ 87 milhões. A dívida líquida da Marfrig encerrou o trimestre em US$ 3,174 bilhões, o equivalente a 1,79 vez o Ebitda, abaixo do nível de 2,84 vezes de março deste ano. A geração de caixa mais que compensou a variação cambial no trimestre.

  • Lucro líquido: R$ 1,594 bilhão (ante prejuízo de R$ 87 milhões)
  • Receita líquida: R$ 18,881 bilhões. (↑54%)
  • Ebitda ajustado: R$ 4,068 bilhões (↑266%)

BRF

A BRF registrou lucro líquido de R$ 307 milhões no segundo trimestre de 2020, uma queda de 5,5% em relação ao mesmo período de 2019. Se contadas somente as operações continuadas da companhia, o lucro teve aumento de 60,8% na comparação anual.

  • Lucro líquido: R$ 307 milhões (↓5,5%)
  • Receita líquida: R$ 9,104 bilhões (↑9,2%)
  • Ebitda ajustado: R$ 1,177 bilhão (↓21,9%)

Ultrapar

Com menos carros parando no posto Ipiranga em consequência da pandemia da covid-19, o lucro da Ultrapar, dona da rede, registrou queda de 59% em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 50 milhões. Os negócios da Ultragaz e Extrafarma também sentiram os efeitos da crise.

  • Lucro líquido: R$ 50 milhões (↓59%)
  • Receita líquida: R$ 15,876 bilhões (↓27%)
  • Ebitda ajustado: R$ 611 milhões (↓10%)

MRV

A MRV Engenharia, maior construtora residencial do País, obteve lucro líquido de R$ 124 milhões no segundo trimestre de 2020. O montante foi 34,6% menor que o do mesmo período de 2019. A queda no lucro se deve a descontos nas vendas de imóveis, aumento nas despesas com juros e doações para causas sociais devido à pandemia.

  • Lucro líquido: R$ 124 milhões (↓34,6%)
  • Receita líquida: R$ 1,639 bilhão (↑5,2%)
  • Ebitda ajustado: R$ 232 milhões (↓9,9%)

Eletrobras

A Eletrobras teve lucro líquido de R$ 4,597 bilhões no segundo trimestre de 2020, queda de 17% na comparação com os R$ 5,561 bilhões apurados no mesmo intervalo de 2019. No caso do lucro atribuído aos sócios da empresa controladora, a cifra foi de R$ 4,874 bilhões, queda de 18% na comparação com o resultado apurado no ano anterior.

  • Lucro líquido: R$ 4,597 bilhões (↓17%)
  • Receita operacional líquida: R$ 11,098 bilhões (↑68%)
  • Ebitda: R$ 7,787 bilhões (↑483%)

Taesa

A transmissora de energia Taesa anuncia lucro líquido de R$ 437,8 milhões no segundo trimestre, um aumento de 42,4% sobre o mesmo período do ano anterior. A companhia explica que o número se deve a fatores como o crescimento da margem de implementação de infraestrutura em razão dos maiores investimentos nos empreendimentos em construção, com efeito positivo na receita de implementação (em R$ 133,8 milhões) e na equivalência patrimonial (R$ 43,0 milhões), entre outros.

  • Lucro líquido: R$ 437,8 milhões (↑42,4%)
  • Receita líquida: R$ 385,7 milhões (↑7,1%)
  • Ebitda: R$ 440,0 milhões (↑39,1%)

Via Varejo

A Via Varejo divulgou um lucro líquido R$ 65 milhões no segundo trimestre - saindo do prejuízo de R$ 162 milhões de um ano atrás. Mas pelo critério operacional a empresa manteve a linha no vermelho, a R$176 milhões - ante prejuízo de R$ 296 milhões no segundo trimestre de 2019. Saiba mais.

Azul

Atingida em cheio pela pandemia do coronavírus, a companhia aérea Azul reportou um prejuízo líquido de R$ 2,9 bilhões, contra um lucro líquido de R$ 351,6 milhões em igual trimestre de 2019. Desconsiderando ajustes cambiais, a empresa reportou um prejuízo líquido ajustado de R$ 1,49 bilhão no segundo trimestre de 2020, ante lucro líquido ajustado de R$ 110,1 milhões um ano antes.

  • Prejuízo líquido: R$ 2,9 bilhões
  • Ebitda: -R$ 324,3 milhões
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

medida anticrise

Governo vai prorrogar novamente corte de jornada e salário

Programa foi anunciado em abril como medida para evitar um aumento ainda maior do desemprego diante da pandemia do novo coronavírus

defesas na corte

STF julga ação sobre venda de refinarias da Petrobras; veja o que já foi dito

Corte analisa um pedido de autoria do Senado Federal que alega que o governo federal estaria desmembrando a empresa para vender ativos; julgamento acontece nesta quinta

atenção, acionista

Hypera paga R$ 185,4 milhões em juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, serão de R$0,29290 por ação ordinária, com retenção de imposto de renda na fonte; veja condições

PANDEMIA NO PAÍS

Brasil registra 1.031 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

O último registro acima de mil mortes pela covid-19 havia ocorrido em 15 de setembro

privatizações

‘Paulo Guedes está desequilibrado’, diz Maia após acusação

Ministro falou que há boatos de que o deputado fez um acordo com a esquerda para não pautar as privatizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements