Menu
2020-02-20T21:00:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Na ponta do lápis

Vale, SulAmérica, Carrefour e B2W: os balanços que movimentam o mercado no pré-Carnaval

Na maratona de balanços anuais de 2019, novos peso-pesados do mercado anunciaram seus números

20 de fevereiro de 2020
20:06 - atualizado às 21:00
A mineradora Vale
Imagem: Shutterstock

O clima na bolsa nesta sexta-feira (21) pode até ser de pré-carnaval, mas o que não falta é combustível para agitar as negociações do pregão.

Na maratona de balanços anuais de 2019, mais alguns peso-pesados do Ibovespa anunciaram seus números. Entre eles estão Vale, Carrefour e SulAmérica.

Confira os principais números de cada empresa:

Vale

A gigante de mineração reverteu lucro em 2018 e levou um prejuízo de US$ 1,683 bilhão. A receita líquida anual foi de US$ 37,6 bilhões em 2019, alta de 2,7%. Já a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Vale ficou em US$ 10,6 bilhões, queda de 36,2%. As provisões da empresa para reparar os danos causados pelo desastre de Brumadinho ficaram em US$ 7,4 bilhões. A cobertura completa do balanço você confere nesta matéria o Victor Aguiar.

  • Prejuízo líquido (2019): US$ 1,683 bilhão
  • Ebitda (2019): US$ 10,6 bilhões (↓36,2%)
  • Receita líquida (2019): R$ 37,6 bilhões (↑2,7%)

SulAmérica

A companhia de planos de saúde registrou lucro líquido de R$ 1,181 bilhão em 2019, uma alta de 30,5% na comparação com o ano anterior. A receita líquida, por sua vez, subiu 9,5% e alcançou R$ 21,725 bilhões no ano passado.

  • Lucro líquido (2019): R$ 1,181 bilhão (↑30,5%)
  • Receita líquida (2019): R$ 21,725 bilhões (↑9,55%)

Carrefour

O grupo de varejo apresentou um lucro líquido ao controlador de R$ 1,013 bilhão em 2019. O número representa uma queda de quase 39% na comparação anual. Em termos de receita, a empresa fechou o ano em R$ 60,064 bilhões, alta de 10,68%. Mais informações você confere nesta matéria.

  • Lucro líquido (2019): R$ 1,013 bilhão (↑38,98%)
  • Receita líquida (2019): R$ 60,064 bilhões (↑10,68%)

B2W

A empresa entrou para o grupo das que levaram prejuízos em 2019 ao registrar rombo de R$ 318,2 milhões em suas finanças. Apesar de negativo, o valor representa uma queda de 20,02% na comparação com o prejuízo observado em 2018. A receita líquida encerrou o ano passado em R$ 6,767 bilhões, alta de 4,31%.

  • Prejuízo líquido (2019): R$ 318,238 milhões (↓20,02%)
  • Receita líquida (2019): R$ 6,767 bilhões (↑4,31%)
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Combinação promete

Aura Minerals (AURA33): ouro e dividendos no mesmo investimento

Max Bohm, sócio e analista de Empiricus, enxerga um potencial enorme de crescimento na combinação oferecida pela mineradora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies