⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-23T12:57:05-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
setor em expansão

Após ‘pacotão’ de aquisições, Credit Suisse vê potencial de alta para Hapvida e Notre Dame Intermédica

O banco vê potencial de alta para as ações das duas companhias, mas a geração de valor resultante das aquisições é vista com cautela

9 de setembro de 2020
11:54 - atualizado às 12:57
hapvida e intermedica dividendos

As empresas do setor de saúde - liderados pela Hapvida (HAPV3) e pelo Grupo Notre Dame Intermédica (GNDI3) - têm mantido o noticiário de fusões e aquisições aquecido nos últimos meses. Focadas na expansão de suas marcas pelo país, as companhias têm investido pesado na estratégia.

No mês passado, a Intermédica anunciou a compra da Medisanitas Brasil, a terceira aquisição da companhia no estado de Minas Gerais, por R$ 1 bilhão. Nesta terça-feira, foi a vez da Hapvida anunciar um 'pacote' bilionário de aquisições, incluindo a compra do Grupo Promed, por R$ 1,5 bilhão, o arrendamento do Hospital Materno Infantil Sinhá Junqueira, em Ribeirão Preto, e a aquisição da carteira de clientes da Samedh.

Esses são apenas alguns dos negócios fechados nos últimos meses. Baseado nas aquisições recentes, o Credit Suisse decidiu elevar o preço-alvo dos papéis das companhias.

Em relatório assinado pelo analista Mauricio Cepeda, o banco informou que mantém a sua indicação de compra (outperform) para as ações da Hapvida, elevando o preço-alvo de R$ 72 para R$ 76 - 12% acima da cotação do fechamento de ontem. Já no caso do Grupo Intermédica, a recomendação se manteve 'neutra', mas o preço-alvo passou de R$ 71 para R$ 76 - 2,3% acima do fechamento da quarta-feira.

Segundo o analista, as duas empresas estão aliando sua expansão orgânica pelo território com a estratégia de aquisições de pequenos concorrentes com potencial regional. Para o banco, essas aquisições estão sendo feitas a um preço atrativo levando em conta os múltiplos pagos pelas empresas e os de negociação na bolsa - de 14 a 22 vezes o valor da empresa/Ebitda para a Hapvida e de 14 a 22 vezes para o Grupo Intermédica.

No entanto, além dos ativos fixos, essas aquisições também geram um acumulado de ativos inatingivéis, onde não é possível aplicar uma amortização, com uma redução só sendo possível através da aplicação de testes de impairment. Para Cepeda, a velocidade de geração de caixa operacional tem sido menor do que o de ativos inatingíveis. "Esse comportamento altera o potencial de geração de valor ao longo do tempo, pressionando o crescimento futuro".

Para Cepeda, as aquisições recentes são atrativas no longo prazo, mas o potencial de geração de valor é visto com cautela, já que ainda existe um período de transição em que a geração de valor está ameaçado.

Bandeira amarela

O documento ressalta também que existem diferenças entre as aquisições feitas pelas duas empresas já que a agregação de valor só ocorre com a adição de hospitais estruturados, um tíquete médio maior e o crescimento da carteira de clientes. Caso um hospital, por exemplo, tenha um número de leitos reduzidos, a empresa terá que desembolsar mais capital.

Para Cepede, as aquisições recentes feitas pela Intermédica incluem ativos com uma estrutura hospitalar limitada. Além disso, a companhia também adquiriu carteiras com tíquetes médios menores e com forte predominância de planos individuais, ao contrário da Hapvida.

Mesmo com a elevação do preço-alvo, o Credit Suisse vê a estrutura das aquisições recentes da Intermédica com cautela, colocando uma 'bandeira amarela' na tese de investimentos da companhia.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

ESTRADA DO FUTURO

Uma nova safra de balanços vem aí: o que esperar dos resultados das maiores empresas de tecnologia do mundo?

6 de outubro de 2022 - 6:39

Há uma enorme diferença entre as expectativas para Amazon, Apple, Google e Microsoft; o mais importante é o que elas têm a dizer sobre os próximos trimestres

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Embate entre Opep+ e Biden, nova pesquisa do Ipec e a pedra no sapato da Oi (OIBR3); confira os destaques do dia

5 de outubro de 2022 - 19:16

A decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de cortar a produção em dois milhões de barris por dia (bpd) para manter o mercado estável não agradou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Com a inflação batendo insistentemente em sua porta e uma resistência da alta dos preços aos remédios […]

CONSOLIDAÇÃO

Líder em consolidação no setor de saúde, Hapvida (HAPV3) compra operadora de baixo custo por R$ 120 milhões

5 de outubro de 2022 - 18:57

A compra será feita por meio da subsidiária Intermédica e custará cerca de R$ 120 milhões

PRÉVIA DO BALANÇO

Multiplan (MULT3) vende R$ 4,7 bilhões e renova recorde de performance para um terceiro trimestre — confira os destaques da prévia operacional da companhia

5 de outubro de 2022 - 18:51

Todos os ativos do portfólio da empresa apresentaram crescimento de dois dígitos na comparação anual, com destaque para um shopping paulistano

ELEIÇÕES 2022

Ipec mostra Lula com 51% e Bolsonaro com 43% — confira a primeira pesquisa após o primeiro turno

5 de outubro de 2022 - 18:33

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, excluindo os brancos e nulos, o petista aparece com 55%, ante 45% do presidente que tenta a reeleição

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies