Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-23T18:11:38-03:00
Rafael Lara
Rafael Lara
Estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Trabalhou em empresas como: TV Gazeta, Suno Research e Portal iG.
Bilionário

2020, o ano de Elon Musk: lançamento de foguete, entrada no S&P 500 e alta de quase 700% da ação da Tesla

Nesta matéria, relembre mês a mês a jornada do polêmico empresário, que neste ano conseguiu desbancar Bill Gates e Warren Buffett no ranking de bilionários

24 de dezembro de 2020
6:14 - atualizado às 18:11
Elon Musk, bilionário executivo da Tesla que mexeu com os mercados - inclusive com o bitcoin
3 de setembro de 2020, Brandenburg. Elon Musk, CEO da Tesla, está no canteiro de obras da Tesla. - Imagem: Shutterstock

Que 2020 foi fora do comum, isso não é novidade. Agora, para Elon Musk, foi um ano extraordinário . O empresário foi de ídolo polêmico a segundo homem mais rico do mundo, lançando foguete, criando carros e com sua empresa entrando no S&P500, principal índice de ações dos Estados Unidos.

Leia também:

Nesta matéria, relembre mês a mês toda a jornada deste, que é tido por muitos, como o "Homem de Ferro da vida real".

Janeiro: Striptease para desviar a atenção

Elon Musk precisava de algo para chamar a atenção da mídia, depois de ter protagonizado uma cena um tanto quanto embaraçosa ao anunciar o "vidro inquebrável" do cybertruck da Tesla e ele se quebrar. Durante cerimônia das primeiras entregas do Modelo 3 em Xangai, no dia 7 de janeiro, o presidente da companhia animou a plateia ao retirar partes da roupa e dançar.

E não parou por aí. O CEO ainda fez questão de publicar o vídeo em sua conta no Twitter e brincou que tal "comportamento" não era adequado ao ambiente de trabalho (not suitable for work, na tradução para o inglês).

Mas o presidente da Tesla teve bons motivos para comemorar. No acumulado do último mês, as ações da companhia (TSLA) tiveram alta de mais de 34% na Nasdaq e apresentaram expansão de 7,98% apenas em janeiro.

A companhia ainda aumentou a sua capitalização de mercado para mais de US$ 81 bilhões.

Fevereiro: Tesla no Brasil?

Durante o mês de fevereiro, conhecido justamente como mês do carnaval, Musk não fez nada de extravagante (eis a tal da ironia). Contudo, quem veio em destaque foi outra pessoa polêmica, o presidente da República, Jair Bolsonaro, que anunciou uma ida aos Estados Unidos em março para trazer a Tesla para o Brasil.

"Em nossa extensa agenda a possibilidade da Tesla no Brasil", escreveu o presidente em sua conta no Twitter.

Apesar do interesse, não houve mais notícias sobre o assunto durante o ano.

Março: Chamou o medo do coronavírus de "estúpido"

O excêntrico bilionário Elon Musk é conhecido por não ter papas na língua – e nem no teclado na hora de usar as redes sociais. Pois, em março, o dono da fabricante de carros elétricos Tesla decidiu se manifestar sobre o surto do coronavírus.

Para o bilionário, o pânico provocado pela disseminação da doença é "estúpido". Na época, já tinham sido registrados mais de 100 mil casos e quase 3.500 mortos pelo vírus, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Abril: Recua e anuncia envio de respiradores a hospitais

Depois de ter criado polêmica ao declarar que o pânico da doença era “estúpido”, ele decidiu entrar nos esforços de ajuda no combate ao vírus.

Musk anunciou pelo Twitter que distribuiria gratuitamente ventiladores pulmonares para hospitais de todo o planeta que façam parte da área de entrega da Tesla.

O CEO da Tesla estabeleceu, contudo, uma condição para a doação: que os equipamentos sejam instalados e usados imediatamente para os pacientes, e não “guardados em um armazém”, publicou. 

Maio: SpaceX chega à Estação Espacial

A SpaceX, do bilionário Elon Musk, finalizou na manhã do dia 31 de maio, um domingo, a primeira parte da missão espacial com dois astronautas da Nasa. A sonda Crew Dragon atracou com sucesso a Estação Espacial Internacional às 11h16 (horário de Brasília), 19 horas após a decolagem do foguete Falcon 9.

A chegada aconteceu 15 minutos antes do programado e a acoplagem teve momentos de controle manual por parte dos astronautas, Robert L. Behnken and Douglas G. Hurley.

"Foi uma verdadeira honra ser apenas uma pequena parte desse esforço de nove anos desde a última vez que uma nave espacial dos Estados Unidos atracou na Estação Espacial Internacional", disse Hurley.

Confira só o vídeo, é bem legal:

Junho: Lançamentos ao espaço viram 'rotina' para Musk

Virou rotina. Depois de levar astronautas ao espaço na primeira missão comercial tripulada da história, a SpaceX, do bilionário Elon Musk, lançou outro lote de satélites de internet de banda larga em órbita no dia 13 de junho.

O lançamento fez parte do projeto Starlink, o plano de Elon Musk de cobrir a Terra com internet de alta velocidade por meio de satélites.

Assista ao vídeo do lançamento:

Julho: Anunciou chip para ouvir música no cérebro e ficou mais rico que o Buffett

O bilionário CEO da Tesla e da SpaceX, para além do interesse em carros elétricos e viagens espaciais, também pretende mudar a forma como ouvimos música. Pelo menos, foi isso que ele disse que a sua nova invenção poderá fazer.

Um chip sendo desenvolvido pela sua companhia do ramo de neurotecnologia, a Neuralink — que atuará na implementação de interfaces entre cérebros e máquinas —, permitirá a uma pessoa "trazer um streaming" de música diretamente ao seu cérebro.

Musk sugeriu a possibilidade quando respondia a um usuário de uma rede social se a implementação do chip no cérebro daria a oportunidade de ouvirmos uma canção a partir dele.

"Se implementarmos o Neuralink, poderemos ouvir música a partir dos nossos chips?", perguntaram ao executivo, que respondeu afirmativamente.

Na mesma rede social, Musk falou do perfil do empregado de que está à procura para a empresa.

"Se você resolveu problemas difíceis com telefones/acessórios (vedação, processamento de sinal, carregamento indutivo, gerenciamento de energia, etc.), considere vir trabalhar aqui na Neuralink", escreveu o executivo.

Além disso, em julho, Musk conseguiu outro feito: passou Warren Buffett na lista dos mais ricos do mundo. Até julho, as ações da Tesla já tinha saltado quase 270% na bolsa americana. Com isso, Musk viu sua fortuna pessoal disparar. Como resultado, o empresário é um dos homens mais ricos do mundo, ultrapassando até mesmo o megainvestidor Warren Buffett.

De acordo com a Bloomberg, em julho, Musk cresceu seu patrimônio para uma fortuna estimada em US$ 70,5 bilhões. A cifra colocou o empresário na sétima posição do ranking de bilionários da publicação.

Agosto: Pirâmides feitas por ETs e quarto homem mais rico do mundo

Musk, que é reconhecido por falar coisas polêmicas, afirmou em agosto que as pirâmides do Egito teriam sido construídas por ETs. Em resposta, uma das principais autoridades do governo do País convidou o bilionário para ver as Pirâmides de Gizé.

Toda a interação aconteceu no Twitter: começou com uma postagem do CEO da Tesla e terminou com uma resposta da ministra da Cooperação Internacional do Egito, Rania al-Mashat.

"Acompanho seu trabalho com muita admiração. Convido você e a SpaceX a explorar os escritos sobre como as pirâmides foram construídas e também a conhecer as tumbas dos construtores de pirâmides", disse a integrante do governo ao bilionário.

Além disso, agosto também foi importante para o patrimônio de Musk. Disparando cerca de mais de 13% no dia 18, o bilionário virou detentor de US$ 84,8 bilhões, segundo a Bloomberg Billionaires Index e passou o francês Bernard Artault no top 10 mais ricos do mundo, ocupando o quarto lugar. Até agosto, o bilionário viu o seu patrimônio crescer cerca de US$ 57,2 bilhões.

Setembro: Treta com Bill Gates

Depois da polêmica com o Egito, Musk decidiu discutir com o fundador da Microsoft um dos homens mais ricos do mundo: Bill Gates.

Musk disse que o criador da Microsoft “não tinha ideia” sobre a viabilidade dos caminhões elétricos. O comentário foi feito depois que um usuário do Twitter o questionou sobre a declaração de Gates de que os veículos elétricos não eram práticos para viagens de longa distância.

Bill Gates escreveu em um post, em agosto que “a eletricidade funciona quando você precisa cobrir distâncias curtas, mas precisamos de uma solução diferente para veículos pesados ​​e de longa distância”.

A Tesla lançou seu caminhão elétrico Semi em 2017, mas está dois anos atrasada em seu cronograma, que originalmente previa a entrega do modelo em 2019. A empresa agora promete que os modelos chegarão a seus donos no ano que vem.

Outubro: SpaceX anuncia internet em Marte

A empresa do bilionário, a SpaceX, está chegando cada vez mais perto do seu sonho de fincar o pé em Marte.

Um dos objetivos da companhia é instalar uma estrutura Starlink no planeta vermelho para que seja possível a comunicação com a Terra. Deste modo, seria possível criar uma rede de internet banda larga por meio de satélites.

Em entrevista à revista norte-americana, a presidente da SpaceX, Gwynne Shotwell, afirmou: “Assim que levarmos as pessoas a Marte, elas precisarão de capacidade para se comunicar. Na verdade, acho que será ainda mais crítico ter uma constelação como Starlink ao redor de Marte."

Novembro: A reviravolta de Musk em cima de Gates

Em setembro, Gates era o segundo homem mais rico do mundo e criticava os caminhões elétricos por achar que não serviriam para longas distâncias.

Bom, em novembro, o jogo virou. Musk afirmou que uma nova tecnologia de bateria da Tesla poderia entregar um caminhão Classe 8 que cobrirá 1.000 km, ou 621 milhas, por carga. A declaração foi feita na Conferência Europeia de Baterias 2020.

Além disso, de quebra, ultrapassou o 'pai' da Microsoft e passou a ocupar o posto de segunda pessoa mais rica do mundo, segundo o Bloomberg Billionaire Index, com US$ 128 bilhões.

Dezembro: Tesla no SP500 e fãs milionários

No dia 21 de dezembro, a Tesla estreou no S&P 500, principal índice de ações da bolsa de Nova York. A entrada no índice fez com que o Goldman Sachs recomendasse a compra dos papéis da empresa, hoje cotados a US$ 638.79.

Além disso, quem amou a valorização de quase 700% das ações da Tesla foram aqueles que compraram os papéis quando a empresa estava em baixa. Estes são os "teslanários", os fãs de Musk que compraram as ações e, após anos de sofrimento, hoje tem milhões de dólares em suas contas.

Na terça-feira (22), as ações da Tesla (TSLA) na Nasdaq fecharam em queda de 1,70%, a US$ 638,79. O seu BDR (TSLA34), que é negociado na B3, caiu 1,09%, cotado a R$ 102,86.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras privatizada vira possibilidade, Itaú revisa projeções para o Brasil e outros destaques

A proximidade do ano eleitoral não aprofunda apenas as discussões sobre o aumento de gastos do governo com medidas assistencialistas, como o Auxílio Brasil e o auxílio aos caminhoneiros, confirmados na semana passada após uma manobra no teto de gastos. Com outubro engatando a reta final, restam poucas folhas no calendário de 2021 e oportunidades […]

privatização no radar

Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com rumores sobre privatização

Mais cedo, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras na mira da privatização ajuda Ibovespa a recuperar parte das perdas recentes e bolsa sobe 2%; dólar cai a R$ 5,56

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abriu espaço para uma recuperação puxada pela Petrobras

FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

Vídeo

All time high do Bitcoin: como fica o mercado de criptos com a principal moeda em alta?

Analista de criptomercado comenta sobre a situação atual desse cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies