Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-22T17:07:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
executivo revela funções da tecnologia

Elon Musk diz que chip de sua empresa vai permitir ouvir música diretamente do nosso cérebro

Tecnologia está sendo desenvolvida por outra companhia do bilionário, a Neuralink. No Twitter, Musk saiu à procura de empregados

20 de julho de 2020
15:59 - atualizado às 17:07
O bilionário Elon Musk, CEO da Tesla
Elon Musk, CEO da Tesla - Imagem: Wikimedia Commons

Elon Musk não para. O bilionário CEO da Tesla e da SpaceX, para além do interesse em carros elétricos e viagens espaciais, também pretende mudar a forma como ouvimos música. Pelo menos, foi isso que ele disse que a sua nova invenção poderá fazer.

Um chip sendo desenvolvido pela sua companhia do ramo de neurotecnologia, a Neuralink — que atuará na implementação de interfaces entre cérebros e máquinas —, permitirá a uma pessoa "trazer um streaming" de música diretamente ao seu cérebro.

Musk sugeriu a possibilidade no domingo (19), quando respondia a um usuário de uma rede social se a implementação do chip no cérebro daria a oportunidade de ouvirmos uma canção a partir dele.

"Se implementarmos o Neuralink, poderemos ouvir música a partir dos nossos chips?", perguntaram ao executivo, que respondeu afirmativamente.

Na mesma rede social, Musk falou do perfil do empregado de que está à procura para a empresa.

"Se você resolveu problemas difíceis com telefones/acessórios (vedação, processamento de sinal, carregamento indutivo, gerenciamento de energia, etc.), considere trabalhar" na Neuralink, escreveu o executivo.

Outras funções

Em evento em 2019, Musk disse que a empresa trabalhava em um dispositivo "semelhante a uma máquina de costura". Desta forma, seria fornecida uma conexão direta entre um computador e um chip inserido no cérebro. O processo de instalação do chip será semelhante à cirurgia ocular a laser Lasik, segundo Musk.

Além disso, Musk revelou outras funções possíveis do chip. Ele afirmou que o Neuralink poderá ajudar a controlar os níveis hormonais e usá-los em nosso proveito, como no aperfeiçoamento de habilidades e raciocínio e alívio da ansiedade.

A tecnologia poderia ser usada também para ajudar pessoas que sofrem de doenças cerebrais como a de Parkinson, mas o objetivo final do Neuralink é permitir que os humanos compitam com a inteligência artificial avançada, disse ele. "Isto também resolveria muitas lesões de cérebros e espinha", afirmou.

A Neuralink deve dar mais informações sobre o progresso dos trabalhos com o chip em 28 de agosto.

*Com informações do Independent

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

fique por dentro

Selic hoje está em 5,25% ao ano; entenda a alta dos juros em 5 pontos

Banco Central está subindo a taxa básica de juros a quatro reuniões; a autoridade monetária já contratou mais um ajuste; entenda as razões e como ela afeta sua vida

Privatização dos correios

Câmara dá início à sessão que discute privatização dos Correios; acompanhe

A venda da estatal está prevista no Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo; a proposta permite a transformação dos Correios em empresa de economia mista

Alta (segura) dos papéis

Parceria com o Grupo Caoa faz ações da seguradora Wiz (WIZS3) subirem mais de 5%; confira detalhes do acordo

A empresa celebrou uma parceria comercial contratual com prazo de vigência de 12 meses com a Caoa Corretora de Seguros, por meio de sua controlada Wiz Conseg

Primeiro dia

Ação da Raízen (RAIZ4) estreia na bolsa em alta de mais de 1%

Pouco depois da abertura, porém, papel retornou para a faixa de preço do IPO; maior abertura de capital do ano na B3 movimentou R$ 6,9 bilhões

Depois dos resultados, a bonança

Opções de Petrobras disparam até 540% em 1 dia com lucro e dividendo bilionários

O lucro acima do esperado pelo mercado no segundo trimestre deste ano e a antecipação de R$ 31,6 bilhões em dividendos animaram a bolsa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies