Menu
2020-07-20T15:59:25-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
executivo revela funções da tecnologia

Elon Musk diz que chip de sua empresa vai permitir ouvir música diretamente do nosso cérebro

Tecnologia está sendo desenvolvida por outra companhia do bilionário, a Neuralink. No Twitter, Musk saiu à procura de empregados

20 de julho de 2020
15:59
O bilionário Elon Musk, CEO da Tesla
Elon Musk, CEO da Tesla - Imagem: Wikimedia Commons

Elon Musk não para. O bilionário CEO da Tesla e da SpaceX, para além do interesse em carros elétricos e viagens espaciais, também pretende mudar a forma como ouvimos música. Pelo menos, foi isso que ele disse que a sua nova invenção poderá fazer.

Um chip sendo desenvolvido pela sua companhia do ramo de neurotecnologia, a Neuralink — que atuará na implementação de interfaces entre cérebros e máquinas —, permitirá a uma pessoa "trazer um streaming" de música diretamente ao seu cérebro.

Musk sugeriu a possibilidade no domingo (19), quando respondia a um usuário de uma rede social se a implementação do chip no cérebro daria a oportunidade de ouvirmos uma canção a partir dele.

"Se implementarmos o Neuralink, poderemos ouvir música a partir dos nossos chips?", perguntaram ao executivo, que respondeu afirmativamente.

Na mesma rede social, Musk falou do perfil do empregado de que está à procura para a empresa.

"Se você resolveu problemas difíceis com telefones/acessórios (vedação, processamento de sinal, carregamento indutivo, gerenciamento de energia, etc.), considere trabalhar" na Neuralink, escreveu o executivo.

Outras funções

Em evento em 2019, Musk disse que a empresa trabalhava em um dispositivo "semelhante a uma máquina de costura". Desta forma, seria fornecida uma conexão direta entre um computador e um chip inserido no cérebro. O processo de instalação do chip será semelhante à cirurgia ocular a laser Lasik, segundo Musk.

Além disso, Musk revelou outras funções possíveis do chip. Ele afirmou que o Neuralink poderá ajudar a controlar os níveis hormonais e usá-los em nosso proveito, como no aperfeiçoamento de habilidades e raciocínio e alívio da ansiedade.

A tecnologia poderia ser usada também para ajudar pessoas que sofrem de doenças cerebrais como a de Parkinson, mas o objetivo final do Neuralink é permitir que os humanos compitam com a inteligência artificial avançada, disse ele. "Isto também resolveria muitas lesões de cérebros e espinha", afirmou.

A Neuralink deve dar mais informações sobre o progresso dos trabalhos com o chip em 28 de agosto.

*Com informações do Independent

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Entrevista exclusiva

O inimigo agora é outro: Inter mira aquisições para bater de frente com Magalu e Mercado Livre

Inter chega aos 7 milhões de clientes de sua conta digital sem tarifas e vai reforçar a plataforma com o dinheiro da oferta de ações de R$ 1,2 bilhão recém-concluída, disse João Vitor Menin, presidente do banco

estudos para RS, RJ e CE

Neoenergia estuda o desenvolvimento de projetos eólicos offshore no Brasil

Segundo o presidente, Mario José Ruiz-Tagle Larrain, a companhia está desenvolvendo estudos preliminares para projetos no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Ceará

popular aplicativo

TikTok pede a juiz federal dos EUA audiência sobre aplicativo banido

Os advogados da empresa argumentam que a medida viola a liberdade de expressão e o devido processo legal

balanço da doença

Brasil acumula 4,6 milhões de casos e 138,9 mil mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, foram registrados 869 novos óbitos. Ontem, o total estava em 138.108. As autoridades de saúde ainda investigam 2.422 mortes que podem ou não estar relacionadas à doença

seu dinheiro na sua noite

Já deu o que tinha que dar

Caro leitor, Quando a pandemia de coronavírus explodiu e os bancos centrais do mundo passaram a reduzir fortemente os juros, muitos economistas e analistas de mercado questionaram os limites da política monetária naquele caso. Afinal, não se tratava de uma crise financeira, como foi a de 2008, nem de uma crise econômica comum. Estávamos diante […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements