🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
BRIGA DE FACA NO ESCURO

Bilionários de criptomoedas estão de olho no Brasil; Entenda como a FTX e a Binance querem ingressar no promissor mercado brasileiro

Ainda que os pretendentes tenham riquezas substanciais, o foco ainda é em manter o mercado de criptomoedas funcionando; entenda

Renan Sousa
Renan Sousa
25 de julho de 2022
15:27
Bilionários e donos de corretoras de criptomoedas de olho no Bitcoin. Quem levará a melhor?
Os bilionários das criptomoedas estão de olho no mercado brasileiro — quem levará a melhor?Imagem: Montagem / Brenda Silva

Nos clássicos romances do século XIX, uma donzela é disputada por dois pretendentes igualmente apaixonados. O tilintar das espadas em fúria solta os suspiros assustados da moça que, por vezes, mal consegue olhar para o fatal embate. Esse poderia ser o enredo de uma série de histórias, mas estamos falando de criptomoedas aqui — e o que os bilionários donos de corretoras (exchanges) querem com elas. 

Mais especificamente, o mercado brasileiro de criptomoedas. Afinal, com projeções de que, até 2023, o Brasil se torne o centro da América Latina no quesito moedas digitais, o dote — por assim dizer — que os investidores por aqui devem gerar para este universo não é nada desprezível. 

Por isso alguns bilionários do mundo das criptomoedas estão de olho no mercado local. A Binance, maior corretora (exchange) de moedas digitais do mundo e chefiada por Changpeng Zhao, o CZ, já é uma velha conhecida que corteja os investidores brasileiros. 

Mas um outro nobre está pronto para arrebatar seu coração: Samuel Bankman-Fried, também conhecido por suas iniciais SBF, o fundador e CEO da FTX, a segunda maior exchange de criptomoedas do mundo.

Juntas, Binance e FTX representam 50,6% do mercado de corretagem de criptomoedas e são responsáveis por movimentar mais de US$ 14 bilhões em ativos digitais em todo planeta.

Entenda os planos de ambas e como essa novela pode mexer com seus investimentos: 

O cortesão norte-americano das criptomoedas

Em uma entrevista recente ao portal Bloomberg Línea, Bankman-Fried demonstrou grande interesse no mercado brasileiro e afirmou que está analisando ofertas feitas por empresas brasileiras e no México para entrar na região. 

Entretanto, o CEO da FTX afirmou que não tem nada de concreto no momento que dê um otimismo maior para os investidores locais. 

Diretamente dos reinos do Oriente para as criptomoedas 

Quem conseguiu entrar antes na corte brasileira foi a Binance. A exchange opera no Brasil há mais tempo e já tem alguns parceiros locais. Mais recentemente ainda, iniciou o processo para a aquisição da corretora regulada pelo Banco Central Sim;paul para fixar suas operações aqui.

A fusão com as operações da antiga corretora brasileira foi um passo antecipado da Binance à regulação que tramita no Congresso Nacional sobre criptomoedas. Tendo em vista que o processo para abertura de uma empresa do tipo no Brasil é caro e demorado, esse anúncio colocou a Binance na frente de outras exchanges. 

O coração partido das criptomoedas

Ainda de olho no mercado nacional, a Coinbase — terceira maior corretora de criptomoedas do mundo — também tentou uma entrada triunfal no mercado doméstico. 

O acordo para comprar parte das operações da 2TM, controladora do unicórnio brasileiro de criptomoedas, o Mercado Bitcoin, não saiu como o esperado.

A avaliação geral dos analistas à época foi de que tanto o Mercado Bitcoin quanto a Coinbase perdem com o revés nas negociações — a história completa você lê aqui.

O melhor ataque vence

Dado que o mercado global de criptomoedas está em crise — e ainda que tanto Bankman-Fried quanto CZ e outros bilionários do setor estejam tentando salvar projetos com a injeção de dinheiro — a entrada desses gigantes por aqui dependerá de um fator importante: a regulação

Está marcada para agosto a votação na Câmara da proposta que regula as criptomoedas no Brasil. Com o estabelecimento de diretrizes mais bem definidas para esse mercado, diz SBF, será mais fácil ingressar no país.

A proposta é considerada positiva para os analistas e participantes do mercado de criptomoedas, o que aumenta o interesse no mercado brasileiro — tendo em vista que em boa parte dos países ainda têm regras muito vagas para moedas digitais.

Veja também: POR QUE VOCÊ NÃO DEVE TRATAR EXCHANGES COMO CARTEIRA

Um ponto fraco?

Atualmente, a Binance se envolveu em uma polêmica no Brasil após congelar saques e depósitos em reais. A confusão começou após o fim da parceria com o Capitual, que fazia a ponte com o Acesso Bank para negociação dos clientes brasileiros.

O que ocorre de fato é que existe uma zona cinzenta na regulação de exchanges no mercado brasileiro. As corretoras seguem a norma IN-1888 da Receita Federal, que regulariza vagamente a negociação de criptomoedas no Brasil.

Em outras palavras, não há a obrigatoriedade de que essas exchanges sigam normas como as referentes à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), KYC (sigla em ingês para know your costumer, “conheça seu cliente”), entre outros, que demais instituições financeiras são obrigadas a seguir.

E o saldo disso para as criptomoedas no Brasil

Apesar de a história animar os clientes por aqui, que podem passar a ter acesso a mais moedas e diferentes serviços em criptoativos, esse romance não deve ter um final tão cedo. 

Isso porque, como disse anteriormente, o mercado global de criptomoedas está em uma grave crise e os recursos desses bilionários estão direcionados para evitar que problemas como o desaparecimento da Terra (LUNA) e a falência da Three Arrow Capital (3AC) e outras plataformas voltem a acontecer. 

Por isso, o mercado brasileiro não deve ver uma investida dos pretendentes Sam Bankman-Fried ou Changpeng Zhao muito maior até o fim do Longo Inverno Cripto. Quem sabe na primavera do bitcoin, esses cavaleiros resolvem subir as torres do castelo. 

Compartilhe

QUEM DÁ MAIS?

Quanto vale a foto de um bilionário? Ex-namorada de Elon Musk leiloa imagens e itens da época universitária

12 de setembro de 2022 - 15:57

Estão à venda 18 fotografias, um colar de esmeralda e um cartão de aniversário assinado pelo dono da Tesla; os itens recebem lances até o dia 14 de setembro

VAI FALTAR DINHEIRO?

Elon Musk no banco dos réus? Processo contra o bilionário por suposto esquema de pirâmide com dogecoin (DOGE) se agrava

8 de setembro de 2022 - 11:45

Ação judicial alega que o bilionário e outros oito réus teriam lucrado “dezenas de bilhões de dólares” às custas de outros investidores

OCEANO DE AZAR

Michael Saylor em apuros? Bilionário é acusado de sonegar milhões em impostos — e a MicroStrategy não saiu ilesa

1 de setembro de 2022 - 13:02

Procurador-geral de Columbia acusa Saylor de nunca ter pagado imposto de renda no estado em que supostamente morava há dez anos e evadido US$ 25 milhões em impostos distritais

BILIONÁRIO ANIVERSARIANTE

Parabéns, Warren Buffett! Por que o “Oráculo de Omaha” segue como referência no mercado financeiro aos 92 anos

30 de agosto de 2022 - 15:15

Aos 11 anos, Buffett fez seu primeiro investimento na bolsa de valores; CEO da Berkshire Hathaway, construiu riqueza com alocações a longo prazo e baixo risco

ATIVISTA POLÍTICO?

Como Luciano Hang, fiel apoiador de Jair Bolsonaro, virou o 10º brasileiro mais rico

26 de agosto de 2022 - 13:14

Catarinense, Luciano Hang tem mais de 160 lojas em todo o Brasil. O “véio da Havan” está entre os bilionários brasileiros desde 2019

ESTRADA DO FUTURO

A Tesla, de Elon Musk, está provocando uma revolução em uma indústria maior que a de carros elétricos — e ninguém está falando sobre isso!

25 de agosto de 2022 - 6:34

Empresas que conseguirem entrar na casa dos consumidores com seus produtos terão a oportunidade de organizar o mercado de geração alternativa e autônoma de energia

EM BUSCA DE CONTROLE?

Warren Buffett está autorizado a comprar até metade da Occidental Petroleum; entenda o que o bilionário vê na petroleira

20 de agosto de 2022 - 13:18

Berkshire Hathaway, o conglomerado de Warren Buffet, já possui mais de 20% das ações da Ocidental Petroleum; analistas especulam que ele estaria atrás do controle da empresa

FALA SÉRIO!

E se Elon Musk comprasse o Manchester United? Veja quanto ele teria que pagar se não fosse piada

17 de agosto de 2022 - 11:48

Ações do Manchester United chegaram a disparar na bolsa de Nova York, mas perderam força depois que Elon Musk desmentiu o próprio tuíte

RESQUÍCIOS DO IMPÉRIO

Limpando o nome: Entenda o leilão bilionário que pode acabar com as dívidas de Eike Batista

16 de agosto de 2022 - 11:35

Nesta terça-feira (16), devem ser conhecidas as propostas por um lote de debêntures da Anglo American; o lance mínimo é de R$ 1,25 bilhão

ROTA DO BILHÃO

O homem mais rico do mundo: Confira as polêmicas e tudo o que você ainda não sabe sobre Elon Musk

14 de agosto de 2022 - 8:15

Fundador de empresas como Tesla, SpaceX, Neuralink e Starlink, o empresário viu sua fortuna multiplicar-se mais de dez vezes desde 2020, atingindo os atuais US$ 259,9 bilhões

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar