Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-30T12:05:31-03:00
Estadão Conteúdo
INFLUÊNCIA DA VACINAÇÃO

Indicador de incerteza cai 3,5 pontos em dezembro ante novembro, diz FGV

Segundo a FGV, o recuo pode ter sido “influenciado pelo início da vacinação em vários países e do aumento das expectativas, ainda que modestas, sobre a possibilidade de uma recuperação econômica e social nos próximos meses”.

30 de dezembro de 2020
12:05
vacina covid-19
Imagem: Shutterstock

O Indicador de Incerteza da Economia Brasileira (IIE-Br) caiu 3,5 pontos na passagem de novembro para dezembro, para 142,3 pontos, informou nesta quarta-feira, 30, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Mesmo com a queda, o indicador está 27,2 pontos acima do nível de fevereiro passado, último mês antes da pandemia de covid-19 se abater sobre o mundo.

Segundo a FGV, o recuo pode ter sido "influenciado pelo início da vacinação em vários países e do aumento das expectativas, ainda que modestas, sobre a possibilidade de uma recuperação econômica e social nos próximos meses".

"O IIE-Br termina o ano de 2020 em patamar superior a 140 pontos, nível ainda bastante desfavorável, que reflete as incertezas em torno da piora sanitária no Brasil e o conturbado cenário da vacinação no país, até então. No curto prazo, não há sinalização de que o nível de incerteza retorne a patamares mais satisfatórios, devido aos enormes desafios que o Brasil ainda precisará enfrentar nos mais variados temas", diz a nota divulgada pela FGV.

Conforme a série histórica do IIE-Br, mesmo com a queda de dezembro, o indicador está apenas 5,5 pontos acima do nível máximo anterior à pandemia - quando registrou o recorde -, alcançado em setembro de 2015.

O IIE-Br é formado por dois componentes: o IIE-Br Mídia, que faz o mapeamento nos principais jornais da frequência de notícias com menção à incerteza; e o IIE-Br Expectativa, que é construído a partir das dispersões das previsões para a taxa de câmbio e para o IPCA. Já o componente de Expectativas despencou 15,8 pontos para 176,2 pontos e foi o que mais contribuiu para a queda no indicador agregado (3,3 pontos).

"Ambos os componentes não devolvem as altas dos piores momentos da pandemia. O componente de Mídia termina 2020, devolvendo 80% das altas do bimestre de março e abril, enquanto o componente de Expectativas devolve apenas 48% das altas entre março e maio e está a quase 60 pontos acima do período pré-pandemia (fevereiro de 2020)", diz a nota da FGV.

A coleta do Indicador de IIE-Br é realizada entre o dia 26 do mês anterior ao dia 25 do mês de referência.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Coluna do jojo

Mercados hoje: Em terra de Copom, quem sobe os juros é rei

Para hoje, além da continuidade da temporada de resultados com pesos pesados – por aqui, esperamos nomes como Gerdau, Banco do Brasil e Petrobras –, mais pesquisas de opinião sobre o sentimento empresarial estão por vir

O melhor do seu dinheiro

O que mexe com seu dinheiro: bolão do Copom na bolsa, novo fundo da Inter, IPO da Raízen e mais

Bem, amigos do Seu Dinheiro. Hoje é dia de decisão! Com o desfalque do diretor Bruno Serra, que testou positivo para a covid-19, o Banco Central entra em campo nesta quarta-feira para definir a taxa básica de juros (Selic). Haja coração! As reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) são para a imprensa econômica o […]

Cliente difícil

Barrada na alfândega: Carne de unidade da BRF não é mais bem vinda na China

País asiático suspende compra de produtos suínos e de aves processados na unidade de Lucas do Rio Verde (MT), alegando problemas no transporte

Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: cautela antes da decisão do Copom e risco fiscal devem dividir atenção com balanços do dia

Em meio ao exterior positivo, bolsa brasileira deve lidar com cenário interno de incertezas quanto ao teto de gastos

Preparar para decolagem

Renovação total: Gol faz acordo para adquirir aviões novos; veja os detahes

Presidente da companhia aérea afirma que movimento é uma antecipação à esperada retomada da demanda por viagens após a pandemia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies