Menu
2020-05-25T09:34:07-03:00
Estadão Conteúdo
efeito coronavírus

Confiança do comércio sobe 6,2 pontos em maio, afirma FGV

Nos dois meses anteriores, o índice tinha acumulado uma perda de 38,6 pontos e descido ao menor nível da série histórica

25 de maio de 2020
9:30 - atualizado às 9:34
Varejo
Varejo -

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) subiu 6,2 pontos na passagem de abril para maio, para 67,4 pontos, informou nesta segunda-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). Nos dois meses anteriores, o índice tinha acumulado uma perda de 38,6 pontos e descido ao menor nível da série histórica.

"Os efeitos da pandemia de coronavírus continuam impactando as empresas do comércio após a forte queda da confiança de abril. Apesar da alta no mês, esse resultado pode ser visto como uma acomodação em patamar muito baixo, dado que esse resultado positivo recuperou apenas 16% da confiança perdida desde março. Ainda não é possível observar cenário de recuperação consistente devido ao elevado nível de incerteza e à grande cautela por parte dos consumidores, que informam estarem comprando apenas o essencial neste momento", avaliou Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio no Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

Em maio, houve melhora na confiança em todos os seis principais segmentos do comércio. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) avançou 8,4 pontos, para 69,3 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE-COM) subiu 3,7 pontos, a 66,9 pontos, o segundo menor patamar da série histórica iniciada em março de 2010.

Em médias móveis trimestrais, os revendedores de bens essenciais - hipermercados e supermercados, alimentos, bebidas e artigos farmacêuticos - registraram alta de 0,7 ponto no ISA-COM em maio ante abril, sugerindo que a pandemia não parece ter afetado tanto suas avaliações sobre o momento atual.

Entre os revendedores dos demais itens, o ISA-COM recuou 15,1 pontos em maio ante abril. "O resultado sugere que as vendas do setor continuam com ritmo muito baixo, à exceção dos segmentos essenciais", ressaltou a FGV, na nota.

A coleta de dados para a edição de maio da Sondagem do Comércio foi realizada entre os dias 4 e 22 do mês e obteve informações de 667 empresas.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SD Premium - Lupa dos fundos

Coloque um pé no futuro com os fundos de criptomoedas desta gestora

A inovação por trás dos criptoativos está apenas no início, e com os fundos desta edição da Lupa você pode ganhar exposição às principais tendências desse novo e efervescente mercado

decisão judicial

Justiça ordena religação de internet do governo do RJ; Oi alega inadimplência

Empresa acusa o governo do Estado de ter uma dívida com a empresa desde 2017 – hoje ela está em R$ 300 milhões

promessa de ipo

Locaweb compra ConnectPlug por R$ 18 milhões e avança em segmento de alimentação

Empresa comprada começou em food services mas hoje também atende outros segmentos, com foco em pequenas e médias empresas

seu dinheiro na sua noite

Mais fácil falar que fazer

Hoje foi um daqueles dias em que as falas dos detentores do poder no cenário doméstico até repercutiram no mercado, mas foram sobrepostas pelos fatos e pelo que aconteceu no exterior. O mercado local começou o dia animado com as apresentações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, no badalado evento […]

perspectivas

Para Verde e SPX, auxílio emergencial por mais três meses não é preocupante

Luis Stuhlberger e Rogério Xavier dizem que a medida pode ser necessária, caso a vacinação demore demais; ambos veem 2021 positivo para os mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies