Menu
2020-02-23T11:22:31-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Os movimentos do magnata

Warren Buffett vendeu mais de US$ 800 milhões em ações da Apple no último trimestre. Mas o que isso significa?

Conheça algumas razões para que esse volume de ações da Apple tenha saído das mãos de um dos maiores investidores do mundo

23 de fevereiro de 2020
11:22
Warren Buffett, investidor americano
Imagem: Shutterstock

No último dia 14 de fevereiro, a SEC (Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos, na sigla em inglês) divulgou alguns dados sobre as movimentações dos investidores no mercado de ações norte-americano durante o último trimestre.

É claro que, nessa pilha de informação, os passos dos bilionários sempre chamam mais a atenção. Warren Buffett, por exemplo, vendeu mais de US$ 800 milhões em ações da Apple no último trimestre. Agora, a pergunta que não quis calar foi: o que isso significa? Estaria Buffett desacreditado da gigante de tecnologia?

Calma lá! Para investidores menores, movimentar US$ 800 milhões pode parecer muito. Mas para um magnata como Buffett, que ostenta um volume de US$ 72 bilhões somente em ações da empresa de Tim Cook, essa tacada parece não ter grande relevância.

O site Business Insider foi atrás de algumas razões para que esse volume de ações da Apple tenha saído das mãos de um dos maiores investidores do mundo. Segundo eles, o que pode parecer uma venda massiva, na verdade está mais para um ‘erro de arredondamento’. Vale lembrar que a Berkshire Hathaway, empresa a qual Buffett é CEO, é a maior acionista da Apple, com uma participação de 5,4%, de acordo com informações da Bloomberg.

Aos fatos (ou teorias)

A primeira grande teoria em torno da venda de ações por Buffett esbarra em uma das máximas do caderno do bom investidor: a diversificação. Analistas cogitam que a Berkshire tenha optado por ampliar seu leque de carteira, diminuindo a participação de quase 30% que a Apple apresenta em seu portfólio.

Nessa linha, notícias como os recentes investimentos da companhia na Kroger e na Biogen no último trimestre ajudam a sustentar a ideia de diversificação.

Outra possibilidade levantada no mercado se baseia na valorização das ações da Apple no últimos tempos. Os papéis atingiram marca dos US$ 294. Nesse movimento, Buffett poderia muito bem estar realizando alguns lucros ou aproveitando a alta das ações para levantar um capital maior.

A Business Insider pontua que, dependendo de quando a Berkshire vendeu os 3,7 milhões de ações da Apple, elas poderiam render entre US$ 806 milhões e quase US$ 1,1 bilhão.

Embora ainda não esteja claro os motivos para a venda de ações, analistas de mercado acreditam ser improvável que Buffett venda uma quantidade significativa de suas ações da Apple em breve, dada a sua preferência por investimentos de longo prazo. Mas, em contrapartida, ele também não deve comprar mais.

As ações da Apple encerram o pregão de sexta-feira (21) em queda de 2,26%, negociadas a US$ 313,05.

*Com informações da Business Insider.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

depois do fundo do poço

Na bolsa, Gol, Azul e CVC recuperam parte das perdas com pandemia

Avanço das vacinas empolgou o mercado todo, mas não basta para explicar o desempenho dos papéis ligadas ao setor de aviação

após atrasos

Petrobras vai concluir venda de oito refinarias em 2021, diz CEO

De acordo com o diretor de Comercialização e Logística, estatal poderá aumentar as exportações de petróleo bruto, mas a tendência é de que os novos donos das unidades adquiram a commodity no mercado interno

volta ao normal?

Aneel aprova retomada do sistema de bandeiras tarifárias a partir desta terça

Mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano

seu dinheiro na sua noite

O doce novembro da bolsa

O que você considera uma boa rentabilidade mensal para os seus investimentos? Um retorno equivalente a oito vezes o que a renda fixa paga em um ano inteiro está de bom tamanho? Pois foi esse o ganho de quem investiu em novembro na bolsa — imaginando aqui a compra do BOVV11, um dos fundos que […]

Balanço do mês

Após disparada, bolsa é um dos melhores investimentos de novembro; dólar foi o pior

Bitcoin lidera o ranking, seguido do Ibovespa, que subiu mais de 15%; piores desempenhos ficaram por conta do dólar e do ouro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies