Menu
2020-07-29T08:24:26-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Esquenta dos mercados

Mercados operam no azul apostando em visão do Fed favorável a estímulos

Índices à vista na Europa e futuros das bolsas americanas avançam. Expectativa de que Fed sustente estímulos à economia guia negócios

29 de julho de 2020
8:17 - atualizado às 8:24
mercados
Imagem: Shutterstock

Calmaria à vista. O mercado acionário global sinaliza um dia no azul nesta quarta-feira (29), enquanto espera que o Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, manifeste uma visão a favor de estímulos para a economia em seu comunicado hoje.

Além disso, os investidores também mantêm no radar a discussão sobre pacote fiscal de US$ 1 trilhão no Congresso americano e a disseminação do coronavírus pelo mundo.

Por aqui, na véspera, o Ibovespa apresentou um verdadeiro cabo de guerra entre cautela e otimismo que fez a bolsa brasileira oscilar. Por fim, firmou-se no campo negativo, em queda de 0,35%, a 104.109,07 pontos. O dólar, por sua vez, ficou praticamente na mesma (-0,02%), cotado a R$ 5,1572.

Tom positivo antes do Fed

Índices à vista da Europa como o CAC-40, na França, e o FTSE 100, na Inglaterra, acumulam ganhos superiores a 0,3% na sessão de hoje, demonstrando um leve otimismo. O DAX, da Alemanha, recua.

Os futuros das bolsas americanas como o S&P Futures e o Nasdaq Futures têm altas de 0,1% e 0,4%. O Dow Futures opera estável.

A expectativa de um Fed "dovish", isto é, condizente com o atual patamar de estímulos da política monetária, também guiou a sessão dos mercados asiáticos. Com exceção da bolsa japonesa, que fechou em queda superior a 1% refletindo balanços locais decepcionantes, os índices de China, Hong Kong e Coreia do Sul exibiram um comportamento positivo.

Às 15h, o Fed divulga o documento sobre a análise de cenário do mercado e os passos seguintes na condução da política monetária. Às 15h30, o presidente da autoridade, Jerome Powell, fala em coletiva.

De olho no Santander e na Vale

O Ibovespa deve olhar para o desempenho dos balanços de Santader e Vale na sessão de hoje. O banco diivulgou na manhã de hoje um lucro 41% menor no 2º trimestre, após os três meses iniciais do ano terem surpreendido o mercado. O número é reflexo das provisões bilionárias realizadas para o aumento da inadimplência. Após o fechamento dos mercados, será a vez da Vale anunciar os seus resultados.

O bitcoin acima dos US$ 11.000

A criptomoeda opera em nível superior aos US$ 11.000, em alta de 1,69% nesta quarta. O bitcoin voltou a ser negociado acima dos US$ 10 mil nesta semana após dois meses de estabilidade.

Coronavírus

O Brasil chegou a 88.539 mortes em decorrência da pandemia de coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registrados 921 óbitos. Segundo o Ministério da Saúde, foram acrescidos às estatísticas 40.816 novos casos no período, e o total se aproxima dos 2,5 milhões.

Reforma tributária

Para bancar a desoneração da folha de pagamento, o governo deverá propor ao Congresso no mês que vem a criação de um “microimposto" digital, diz o Estadão.

Fique de olho

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Expectativa

Casa Branca mostra otimismo e prevê acordo por estímulo fiscal nas próximas 48h

As negociações entraram, em uma “nova fase” que discute impasses técnicos do pacote ainda em aberto.

fluxo cambiam

Saída de dólar supera entrada em US$ 19,753 bi no ano até 16 de outubro, diz BC

Depois de encerrar setembro com saídas líquidas de US$ 3,482 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 1,056 bilhão em outubro até o dia 16

PODCAST TELA AZUL

Investindo com robôs e ajuda de inteligência artificial

Te convido a ouvir no Spotify um papo animal que eu tive com o Rodrigo Terni, da Giant Steps, a maioria gestora de fundos sistemáticos da América Latina.

Vai ter Renda Cidadã?

Maia propõe cronograma para votações

Segundo Maia, a crise “está muito mais perto, o prazo é curto e não se tomou a decisão até agora do que fazer”.

Em alta

Ação da Eztec reage bem a projeções divulgadas pela empresa

Com previsão de lançamentos entre R$ 4,0 bilhões e R$ 4,5 bilhões para 2020 e 2021, construtora se mostra otimista e analistas também; ação continua em alta após prévias operacionais fortes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies