Menu
2020-07-29T08:24:26-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Esquenta dos mercados

Mercados operam no azul apostando em visão do Fed favorável a estímulos

Índices à vista na Europa e futuros das bolsas americanas avançam. Expectativa de que Fed sustente estímulos à economia guia negócios

29 de julho de 2020
8:17 - atualizado às 8:24
mercados
Imagem: Shutterstock

Calmaria à vista. O mercado acionário global sinaliza um dia no azul nesta quarta-feira (29), enquanto espera que o Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, manifeste uma visão a favor de estímulos para a economia em seu comunicado hoje.

Além disso, os investidores também mantêm no radar a discussão sobre pacote fiscal de US$ 1 trilhão no Congresso americano e a disseminação do coronavírus pelo mundo.

Por aqui, na véspera, o Ibovespa apresentou um verdadeiro cabo de guerra entre cautela e otimismo que fez a bolsa brasileira oscilar. Por fim, firmou-se no campo negativo, em queda de 0,35%, a 104.109,07 pontos. O dólar, por sua vez, ficou praticamente na mesma (-0,02%), cotado a R$ 5,1572.

Tom positivo antes do Fed

Índices à vista da Europa como o CAC-40, na França, e o FTSE 100, na Inglaterra, acumulam ganhos superiores a 0,3% na sessão de hoje, demonstrando um leve otimismo. O DAX, da Alemanha, recua.

Os futuros das bolsas americanas como o S&P Futures e o Nasdaq Futures têm altas de 0,1% e 0,4%. O Dow Futures opera estável.

A expectativa de um Fed "dovish", isto é, condizente com o atual patamar de estímulos da política monetária, também guiou a sessão dos mercados asiáticos. Com exceção da bolsa japonesa, que fechou em queda superior a 1% refletindo balanços locais decepcionantes, os índices de China, Hong Kong e Coreia do Sul exibiram um comportamento positivo.

Às 15h, o Fed divulga o documento sobre a análise de cenário do mercado e os passos seguintes na condução da política monetária. Às 15h30, o presidente da autoridade, Jerome Powell, fala em coletiva.

De olho no Santander e na Vale

O Ibovespa deve olhar para o desempenho dos balanços de Santader e Vale na sessão de hoje. O banco diivulgou na manhã de hoje um lucro 41% menor no 2º trimestre, após os três meses iniciais do ano terem surpreendido o mercado. O número é reflexo das provisões bilionárias realizadas para o aumento da inadimplência. Após o fechamento dos mercados, será a vez da Vale anunciar os seus resultados.

O bitcoin acima dos US$ 11.000

A criptomoeda opera em nível superior aos US$ 11.000, em alta de 1,69% nesta quarta. O bitcoin voltou a ser negociado acima dos US$ 10 mil nesta semana após dois meses de estabilidade.

Coronavírus

O Brasil chegou a 88.539 mortes em decorrência da pandemia de coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registrados 921 óbitos. Segundo o Ministério da Saúde, foram acrescidos às estatísticas 40.816 novos casos no período, e o total se aproxima dos 2,5 milhões.

Reforma tributária

Para bancar a desoneração da folha de pagamento, o governo deverá propor ao Congresso no mês que vem a criação de um “microimposto" digital, diz o Estadão.

Fique de olho

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies