Menu
2019-06-25T16:12:13-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Investimentos

Tesouro Direto ganha menos investidores em maio, mas já supera o total de 2018

Ritmo de entrada de novos aplicadores perdeu fôlego, mas já temos mais de 248 mil investidores ativos em cinco meses

25 de junho de 2019
15:58 - atualizado às 16:12
Baú de tesouro com moedas e bússola
Imagem: PaulPaladin/Shutterstock

A entrada de novos investidores no Tesouro Direto desacelerou em maio, mas o volume de pessoas que operaram títulos públicos já passa de 248 mil nos cinco primeiros meses de 2019, superando os 220 mil vistos em todo o ano passado.

Em maio, foram registrados 28.545 novos investidores ativos, contra a média de 55 mil novos operadores que se observou nos quatro primeiros meses do ano. Se o leitor ainda não conhece o Tesouro Direito, pode tirar suas dúvidas nesse e-book gratuito.

Segundo o Tesouro, a redução tem relação com um evento histórico ocorrido em maio, o vencimento de R$ 9 bilhões em títulos Tesouro IPCA 2019 (NTN-B Principal). Parte dos 130 mil investidores ficou com o dinheiro pago pelo Tesouro e ainda não reinvestiu. Mas a expectativa para os próximos meses é de voltar à média de 50 mil ou mais investidores ativos por mês. De fato, os dados parciais para junho já apontam isso.

O número total de investidores ativos chegou a 1.035.092, o que representa um crescimento de 70% em 12 meses. Já o total de cadastrados no sistema atingiu 4.193.385, alta de 90% em 12 meses.

Também reflexo do vencimento recorde do mês, o Tesouro fechou o mês com resgate líquido de R$ 4,203 bilhões. Ao longo do mês, as emissões somaram R$ 5,86 bilhões, enquanto os resgates totais foram de R$ 10,066 bilhões.

Em maio, os papéis mais demandados foram aqueles indexados à inflação, que responderam por 50,8% das vendas. Os papéis atrelados à Selic responderam por 36,5% e os prefixados, por 12,7%.

Ao longo do mês foram realizadas 572.214 operações de venda de títulos a investidores. A utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo número de vendas até R$ 5 mil, que correspondeu a 80,5% das vendas ocorridas no mês. O valor médio por operação foi de R$ 10.242,33.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Coronavírus

Brasil atinge 100 mil mortos por covid-19; STF decreta luto de 3 dias

Enquanto isso, Bolsonaro destaca 2 milhões de recuperados

Balanço

Lucro da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, sobe 87% no 2º trimestre

Recuperação do mercado de ações teve bons reflexos no balanço da companhia do megainvestidor Warren Buffett, mas no ano a empresa ainda amarga prejuízo

Às vésperas do orçamento

Ministros pedem mais recursos a Guedes

Sob pressão interna para ampliar os gastos como forma de combater os efeitos econômicos da covid-19, o ministro da Economia, Paulo Guedes, precisa entregar o Orçamento do ano que vem até o dia 31 deste mês

Entrevista

Meirelles: ‘A raiz da pressão por aumento de gastos é sempre a mesma, eleição’

Em entrevista ao Estadão, Henrique Meirelles lembra que o País tem pouca memória e que quebrar o teto levaria a uma crise muito maior do que a de 2015

Confirmação

Acordo de exclusividade das teles com a Oi terá renovação automática

Acordo entra em vigor no dia 11 de agosto e foi confirmado por Tim e Vivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements