🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-21T12:22:03-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
QUE MEDO!

Entenda por que a Regra da Morte (ainda) não foi acionada mesmo com bitcoin abaixo dos US$ 21 mil — e se ainda existe chance de acontecer

O motivo pelo qual o gatinho não acionou a regra é incerto, mas ainda existe a chance dele ser disparado

20 de junho de 2022
15:09 - atualizado às 12:22
Bitcoin (BTC) não dispara gatilho da regra da morte que faria cotações derreterem ainda mais; entenda
Bitcoin (BTC) não dispara gatilho da regra da morte que faria cotações derreterem ainda mais; entenda. Imagem: Shutterstock

Um dos maiores temores do mercado de criptomoedas se realizou: o bitcoin (BTC) chegou ao patamar de US$ 21 mil e foi além disso, tocando no piso de US$ 17 mil durante o fim de semana. Mas quem esperava que a Regra da Morte fosse acionada se surpreendeu: simplesmente nada aconteceu. 

A Regra da Morte nada mais é do que um mecanismo segundo o qual a Microstrategy deveria vender seus bitcoins quando eles chegassem a US$ 21 mil. Isso colocaria uma grande quantidade de BTC no mercado, fazendo as cotações caírem ainda mais. 

Mas o CEO da Micrstrategy, Michael Saylor — um entusiasta do universo das criptomoedas —, não chegou a se pronunciar sobre a venda de bitcoins. Ele entende que a estratégia da empresa é holdar — segurar bitcoin em caixa, no jargão desse mercado.

Entendendo a Regra da Morte

A Microstrategy comprou bitcoins com um financiamento junto ao Silvergate Bank — processo conhecido como alavancagem, que é comum em empresas, mas desaconselhado para investidores pessoa física — sob uma condição. 

Os bitcoins da Microstrategy precisam valer pelo menos US$ 410 milhões no total — o dobro dos US$ 205 milhões tomados em dívida com o banco. Em caso de perda desse montante, a empresa teria que capitular (vender) suas criptomoedas.

No patamar de US$ 21 mil por BTC, a Microstrategy seria obrigada a vender seus bitcoins.

Por que ela não foi acionada?

O próprio Saylor havia comentado que existiam mecanismos para evitar o acionamento da Regra da Morte. Entre elas, o presidente da Microstrategy afirmou que existia a possibilidade de tomar um novo empréstimo para reduzir o preço-médio dos bitcoins no caixa da empresa.

Dessa forma, a cotação que dispara o gatilho ficaria mais baixa, evitando a necessidade de venda. Não está claro qual foi o motivo usado pela empresa para evitar a Regra da Morte — mas isso certamente impediu quedas ainda maiores do BTC.

Microstrategy e bitcoin: em números

A Microstrategy é o que chamamos de “baleia” (whale) nos investimentos em bitcoin. A empresa reportou no seu balanço que possui aproximadamente 129 mil BTCs em caixa, valendo aproximadamente US$ 2,625 bilhões.

Para efeitos de comparação, isso é mais de três vezes o que a segunda maior empresa com bitcoin em caixa tem. A Tesla de Elon Musk possui pouco mais de 42 mil BTCs, um total de US$ 871 milhões.

Mas os prejuízos da Microstrategy também são do tamanho do seu investimento: estima-se que a empresa tenha pouco mais de US$ 1 bilhão em prejuízo não realizado com bitcoin.

Existe chance da Regra da Morte voltar?

Apesar de o gatilho ter sido evitado, ainda existe a chance de o Silvergate Bank exigir o cumprimento da regra. Mesmo assim, Saylor está confiante de que não será necessário e tenta colocar panos quentes na situação.

Em entrevista a um programa da CNBC, o CEO da Microstrategy se mostrou confiante em sua estratégia de investimento. “Em um balanço de vários bilhões de dólares, temos apenas um empréstimo de US$ 200 milhões que temos que garantir”.

E completou: “E temos uma garantia 10 vezes maior neste momento”.

Michael Saylor, os números não mentem

As ações da Microstrategy, bem como as criptomoedas e demais papéis do setor de tecnologia, estão pressionadas devido à alta nos juros dos Estados Unidos.

O cenário de dinheiro mais caro e crédito menos acessível funciona como um veneno para as empresas de tecnologia e criptomoedas.

No acumulado de 2022, as ações MSTR caem 69,98%, enquanto os BDRs — recibos de ações negociados na bolsa brasileira — também recuaram 56,69%.

Já o bitcoin recuou 56,2% no mesmo período. Desde as máximas históricas, a queda é de 70,5%.

Ele perdeu bilhões na bolha pontocom — e agora está prestes a perder outra fortuna com bitcoin; conheça Michael Saylor, CEO da MicroStrategy

Em uma publicação na nossa página do Instagram, falamos mais sobre Michael Taylor, o CEO da empresa que tem o poder para causar um belo estrago no mercado cripto. Spoiler: há alguns anos, ele perdeu rios de dinheiro na bolsa pontocom.

Para mais saber mais sobre ele, veja o post abaixo. Aproveite par nos seguir por lá (basta clicar aqui). Assim, você recebe diariamente insights de investimento que podem proteger seu patrimônio do caos no mundo cripto, análises de mercado exclusivas e decisivas para seus investimento e a opinião dos principais analistas do país consultados pelos repórteres do Seu Dinheiro.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O melhor do Seu Dinheiro

Uma patinação desgraciosa sobre o gelo fino dos mercados financeiros; confira a história do dia e outras notícias que mexem com os seus investimentos hoje

6 de julho de 2022

Com a oscilação das bolsas internacionais, é importante saber onde investir seu dinheiro. Confira recomendações em renda fixa e em fundos imobiliários

FII DO MÊS

Fundos de papel retornam ao topo da preferência dos analistas; veja quais são os FIIs favoritos para julho

6 de julho de 2022

Em meio ao temor de recessão global, as corretoras consultadas pelo Seu DInheiro voltaram-se novamente para a proteção do papel

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bolsas estrangeiras patinam à espera da ata do Fed e dos dados de desemprego nos Estados Unidos

6 de julho de 2022

Investidores preparam-se para a divulgação da ata do Fed na tentativa de prever os próximos passos da política monetária norte-americana

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvarem, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

NOITE CRIPTO

Parece, mas não vai: bitcoin segue preso ao patamar de US$ 20 mil; saiba o que está no caminho do BTC

5 de julho de 2022

Investidores devem ficar atentos à divulgação da ata da reunião do junho do Federal Reserve, prevista para amanhã — documento tem potencial para aumentar a volatilidade do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies