Menu
2019-04-10T09:54:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
vice manda recado

Tenham confiança no Brasil, diz Mourão a investidores estrangeiros

Vice-presidente, que falou a um canal de TV americano, disse que gestão Bolsonaro “tem consciência” do que precisa fazer para colocar a economia de volta nos trilhos

10 de abril de 2019
9:40 - atualizado às 9:54
Hamilton Mourão, vice-presidente da República
Hamilton Mourão, vice-presidente da República - Imagem: Flickr/Palácio do Planalto

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, pediu que investidores estrangeiros "tenham confiança" no Brasil.

O general da reserva falou ao canal de TV americano especializado em negócios Bloomberg TV. Ele disse que a gestão Bolsonaro "tem consciência" do que precisa fazer para colocar a economia de volta nos trilhos.

Mourão disse que a reforma da Previdência deve ser aprovada pelo Congresso até "o fim de julho ou começo de agosto" e lembrou que há uma série de projetos já engatilhados, principalmente nos segmentos de energia e transportes, para serem lançados ao mercado.

Ele ainda mencionou os recentes leilões de infraestrutura, que geraram arrecadação bilionária à União, como um dos pontos positivos dos 100 primeiros dias de governo.

Mourão visitou Washington ontem, 9, e esteve num evento organizado pelo Brazil Institute, do 'think tank' Wilson Center.

Governo se movimenta

O vice-presidente lembrou, quando questionado sobre as dificuldades do governo em montar sua base de apoio no Congresso, que o presidente Jair Bolsonaro tem se reunido com líderes partidários nos últimos dias e afirmou que os encontros têm surtido o efeito pretendido.

"A linha de ação que ele (Bolsonaro) tomou é a de procurar maiorias transitórias para cada momento que precisemos passar algo no Congresso. Eu chamo isso de 'política com 'P' maiúsculo', porque ele convoca as pessoas para estar conosco, com nossa agenda e nossas ideias", acrescentou.

O vice-presidente destacou ainda a atuação dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), que, de acordo com ele, são os responsáveis por "impulsionar" o governo e liderar as reformas necessárias ao País. Com a dupla à frente da agenda prioritária, Mourão disse não enxergar grandes problemas ao Executivo vindos daqueles "que pensam de forma mais ideológica".

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Ao vivo

Eletrobras é destaque de alta na B3 com MP da privatização em análise na Câmara; acompanhe a votação

O governo corre contra o tempo para aprovar a proposta, que perderá a validade às 24h da próxima terça-feira

É para quando?

Ainda vai levar “algum tempo” para início da redução de estímulos econômicos, defende dirigente do Fed

James Bullard enfatizou que a retirada começará apenas quando a instituição tiver registrado um avanço “substancial” em direção a suas “métricas”.

Embarque imediato

Depois de incorporação, acionistas da Smiles aprovam saída do Novo Mercado

Além disso, assembleia votou a destituição do conselho de administração e a eleição de novos membros, inclusive do presidente

Procuram-se semicondutores

Falta de chips adia recuperação da indústria automobilística

O setor deve perder a chance de recuperar mercado no segundo semestre, período em que tradicionalmente se vendem mais carros

Mais uma na bolsa

Investindo no banco de investimentos: BR Partners sobe forte na estreia na bolsa

A BR Partners, banco de investimentos independente, concluiu seu IPO e estreou na bolsa nesta segunda — e a recepção do mercado foi boa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies