🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Batalha da Comunicação

Reforma da Previdência elevará a renda dos mais pobres

A afirmação é do Ministério da Economia, que apresentou mais um estudo para defender a proposta do governo

Eduardo Campos
Eduardo Campos
21 de março de 2019
17:36
O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia de transmissão de cargo para o novo presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto. - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia segue na batalha da comunicação e tentando responder à pergunta: “O que eu ganho com a reforma da Previdência?”.

A SPE já apresentou um estudo afirmando que todos estaremos R$ 5,8 mil mais pobres em 2023 sem a realização da reforma. Agora, os técnicos liderados pelo secretário Adolfo Sachsida mostram que esse ganho de renda proveniente do impacto da reforma na economia se concentrará na parcela mais pobre da população.

Para fazer isso, a população foi dividida em 10 segmentos, em que o menor decil corresponde aos 10% mais pobres e o maior aos 10% mais ricos. Feito isso observa-se a variação anual média da renda de cada decil em dois cenários diferentes, no período 2019-2023. Um sem a adoção da nova Previdência, usando uma média de variação do PIB de queda 0,5% ao ano; e outro com a adoção da reforma, com taxa média de crescimento de 3% ao ano.

O resultado mostra que o decil mais pobre é o que mais ganha com a reforma, com aumento médio anual de renda familiar de 3,48% ao ano, contra um avanço de 2,63% do decil mais rico.

Sem reforma é o mais pobre que tem maior perda, com redução da renda média anual de 0,54%, contra retração de 0,41% do mais rico.

“Dessa forma, a nova Previdência traz ganhos a todos os brasileiros, mas favorece, particularmente, aqueles com renda mais baixa, cuja renda média terá maior aumento”, diz o estudo.

Os estudos da SPE tentam municiar o governo e sua base aliada de argumentos fundamentados para defender a reforma e lutar contra as "fake news" de que a parcela mais pobre da população será penalizada.

Segundo a SPE, a proposta tem como objetivos fundamentais propiciar as bases para a sustentabilidade fiscal e garantir um sistema previdenciário mais justo, ao cobrar contribuição previdenciária menor de quem ganha menos e combater privilégios de categorias específicas.

Nessas "categorias específicas" estão boa parte do funcionalismo público e dos trabalhadores privados de maior renda que se aposentam mais cedo por conseguirem completar o tempo de contribuição.

Compartilhe

ELEIÇÕES 2022

Todos os homens de Lula: ex-presidente estreita lista de candidatos a ministro da Economia caso seja eleito; conheça os 5 principais nomes

12 de julho de 2022 - 13:24

Em entrevista ao Financial Times, Lula afirmou que pretende nomear um político — não necessariamente um economista — para dirigir a economia

RENÚNCIA FISCAL

Governo reduz impostos sobre importação de alimentos em mais de 10% e pretende tornar medida permanente

24 de maio de 2022 - 6:51

A redução de impostos sobre produtos importados deve gerar uma renúncia fiscal da ordem de R$ 3,7 bilhões; entenda

Interferência?

Saiba quem é o assessor de Paulo Guedes que entrou na lista de cotados para presidir a Petrobras

22 de março de 2022 - 11:28

A presidência da estatal sofre pressão pela alta do preços dos combustíveis e criação de subsídio para baratear a gasolina

ARTILHARIA PESADA

Moro acusa Bolsonaro de sabotar reformas de Paulo Guedes e o combate à corrupção

22 de fevereiro de 2022 - 13:18

Ex-juiz ainda foi irônico ao dizer que atual presidente se gabou de conseguir evitar a invasão da Ucrânia no momento em que Putin reconhece a autonomia de territórios separatistas e envia tropas à região, arrancando aplausos da plateia

Entenda as propostas da Câmara e do Senado para reduzir os preços dos combustíveis; Economia tenta barrar ‘PEC Kamikaze’

5 de fevereiro de 2022 - 11:43

A medida do senador Fávaro autoriza o governo federal, os Estados, o Distrito Federal (DF) e os municípios a reduzir os impostos sobre diesel, biodiesel, gasolina, gás e energia elétrica, além de prever a criação do auxílio temporário aos caminhoneiros autônomos

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior avançam após balanço da Alphabet e Ibovespa aguarda decisão do Copom

2 de fevereiro de 2022 - 7:49

A definição da política juros é o grande destaque do dia no cenário local, com as estimativas apontando para uma Selic acima de 10%

FECHAMENTO HOJE

Fluxo estrangeiro segue impulsionando, e Ibovespa fecha em alta de quase 1%; dólar vai a R$ 5,27

1 de fevereiro de 2022 - 19:27

O setor de mineração e siderurgia encabeçou o movimento positivo, ainda que os investidores estejam sem a referência da cotação do minério de Qingdao, com negociação paralisada devido ao feriado do Ano Novo Chinês.

mercados hoje

Ibovespa ganha fôlego ao longo da manhã e se firma nos 112 mil pontos; dólar vai a R$ 5,28

1 de fevereiro de 2022 - 10:20

As tensões entre Rússia e Ucrânia parecem ter saído do radar dos investidores, que aguardam os balanços das big techs

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em alta na contramão das bolsas de Nova York; dólar vai a R$ 5,29

1 de fevereiro de 2022 - 9:07

O investidor deve permanecer de olho no balanço das big techs da semana: hoje é o dia da Alphabet (Google) divulgar seus resultados do trimestre

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas de Nova York caem, mas Europa sobe antes dos balanços do dia e Ibovespa mira em palestra de Paulo Guedes

1 de fevereiro de 2022 - 7:53

Além disso, os dados de emprego dos Estados Unidos voltam ao radar com a divulgação do relatório Jolts de hoje

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar