Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:12:06-03:00
Estadão Conteúdo
Reforma da Previdência

Mourão diz que Guedes quer a mesma idade para aposentadoria de homens e mulheres, mas que Bolsonaro tem a palavra final

Vice-presidente ressaltou que Bolsonaro não concorda com a ideia de igualar a idade mínima

5 de fevereiro de 2019
15:15 - atualizado às 14:12
Hamilton Mourão, vice-presidente
Mourão já havia dito anteriormente que Bolsonaro é contra estabelecer a mesma idade mínima de aposentadoria homens e mulheres - Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira, 5, que o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer igualar a idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres, mas o presidente Jair Bolsonaro é contra e é ele quem vai dar a palavra final sobre o assunto. Para Mourão, a decisão deve sair na segunda quinzena de fevereiro.

"Isso aí, decisão sobre idade mínima, vai ser com o presidente. O Guedes tem a visão dele e o presidente vai decidir. O Guedes, na visão dele, é todo mundo igual. Não é isso que se busca hoje, a igualdade?", questionou Mourão.

Apesar do tom de brincadeira, Mourão reforçou que o presidente Jair Bolsonaro não concorda com a ideia de igualar a idade mínima. "A decisão é dele. Ele que foi eleito, nós somos só atores coadjuvantes", disse o vice. Na segunda-feira, Mourão já havia dito que Bolsonaro é contra estabelecer a mesma idade mínima de aposentadoria homens e mulheres e que concorda com ele.

Minuta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência, obtida com exclusividade pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, sugere a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem no Brasil. O tempo mínimo de contribuição para se aposentar com 100% do benefício poderia chegar a 40 anos, de acordo com o texto.

Mourão minimizou o conteúdo da proposta e disse que "aquilo foi um vazamento aí que houve", voltando a dizer que a decisão caberá apenas ao presidente.

Mourão acredita que a decisão será tomada por Bolsonaro na segunda quinzena de fevereiro, mas isso vai depender da alta hospitalar, que ainda não tem previsão para acontecer. "Temos que aguardar a alta hospitalar, pode ser no final de semana, no início da próxima semana."

Reunião de cúpula

A reforma da Previdência foi um dos temas discutidos durante reunião do Conselho de Governo entre Mourão e os ministros, no Palácio do Planalto, na manhã desta terça. Segundo Mourão, no entanto, Guedes não falou especificamente sobre a questão da idade mínima.

Em nota, a Casa Civil divulgou posicionamento semelhante ao de Mourão, alegando que a minuta da reforma da Previdência divulgada é "um dos vários estudos em avaliação" e que o martelo será batido "apenas pelo presidente, provavelmente na próxima semana".

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ACIONISTAS FELIZES

‘Sextou’ com dividendos: Raia Drogasil (RADL3) e MRS Logística (MRSA3B) anunciam R$ 201 milhões em proventos

Ambas as companhias detalharam o valor por ação, a data de corte para receber os proventos e quando o dinheiro deverá cair na conta dos acionistas

FECHAMENTO DA SEMANA

Em semana de alta volatilidade, Ibovespa pega carona com PEC dos precatórios e sobe 2,78%; dólar também avança, mas juros passam por alívio

Variante ômicron, PEC dos precatórios e o futuro da política monetária americana dominaram a semana do Ibovespa

Evergrande vende parte de suas ações de empresa de tecnologia e obtém US$ 145 mi

O grupo chinês da Evergrande levantou cerca de US$ 145 milhões nos últimos dias com a venda de parte de suas ações em uma produtora de filmes e empresa de mídia na internet, a HengTen Networks. Assim, a gigante imobiliária vendeu cerca de 5,7% das ações da HengTen Networks e junta mais dinheiro à medida […]

Aperto monetário

Copom deve elevar Selic para 9,25% ao ano na próxima semana, aposta JP Morgan

Para o banco, a queda de 0,1% do PIB do terceiro trimestre e o avanço da PEC dos precatórios no Congresso fizeram com que as estimativas convergissem para a manutenção do ritmo de alta de 1,5 ponto

Intervenção estatal

Sob risco de novo calote, governo chinês envia ‘socorro administrativo’ para Evergrande

O movimento ocorre após a gigante imobiliária alertar que corria o risco de não cumprir mais uma grande obrigação financeira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies