Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-05-06T17:02:42-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Não há alternativa

Crescimento da economia vem com a reforma da Previdência, diz Guedes

Segundo ministro, que falou ao lado de Bolsonaro, o Brasil é prisioneiro de uma armadilha de baixo crescimento

6 de maio de 2019
16:47 - atualizado às 17:02
Bolsonaro e Paulo Guedes
Presidente Jair Bolsonaro e ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Eduardo Campos/Seu Dinheiro

Ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que com a aprovação da reforma da Previdência, o Brasil retoma seu caminho de crescimento econômico sustentado.

“O Brasil é prisioneiro de uma armadilha de baixo crescimento e vamos escapar disso com as reformas. A reforma da Previdência abre um horizonte de 10 a 15 anos de recuperação do crescimento”, disse.

Guedes deu as declarações depois de uma reunião de cerca de uma hora com Bolsonaro, que foi ao Bloco P da Esplanada dos Ministérios para ter com o ministro e com os secretários. Segundo Bolsonaro, outras visitas a ministérios ocorrerão, para dar suporte e ouvir eventuais críticas.

Ainda de acordo com Guedes, que tinha sido questionado sobre as revisões para baixo nas estimativas do PIB, assim que a reforma for aprovada há uma disparada nas zonas de investimento interno, que atraem, também, os investimentos externos.

“Nós vamos começar a simplificar e reduzir os impostos. Vamos fazer a descentralização para recursos para Estados e municípios e o Brasil, de julho em diante já está crescendo de novo. Essa é a verdade, a verdade do crescimento”, afirmou.

Bolsonaro sobre reformas

Questionado sobre a campanha de propaganda em defesa da reforma da Previdência, Bolsonaro disse que a outra alternativa, se o Brasil continuar tendo déficit é imprimir moeda, mas ponderou, questionado Guedes, que o vem atrás é a inflação.

Outra saída, segundo Bolsonaro é conseguir empréstimos externos. “Será que querem emprestar para nós? E a que taxa de juros?”

“Não temos alternativa. A reforma da Previdência é o primeiro grande passo para conseguirmos a nossa liberdade econômica”, disse Bolsonaro.

É tudo um time só

O presidente também foi perguntado sobre o ministro da Secretaria Especial, general Santos Cruz, que está sob ataque nas redes sociais e sofre duras críticas de Olavo de Carvalho.

Segundo Bolsonaro, o ministro não pediu demissão e segue trabalhando normalmente. “De acordo com a origem do problema a melhor resposta é ficar quieto, pois temos coisas muito, mas muito mais importantes para discutir no Brasil. Aqueles que por ventura não tenham tato político estão pagando preço junto à mídia. Mas não existe grupo de militares, nem grupo de Olavos. É tudo um time só”, afirmou.

Minha Casa, Minha Vida

Questionado sobre o orçamento para o programa Minha Casa, Minha Vida, Guedes disse que o presidente sabe de sua importância, mas com 70 mil unidades devolvidas, e outras 60 mil não tendo sido terminadas, “é um programa que precisa passar por reavaliações”, pois “tem algum problema no programa. Estamos seguindo enquanto fazemos a reavaliação”.

Segundo Guedes, a Caixa segue o cronograma de liberação de recursos e não houve nenhum contingenciamento.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Balanço do mês

Bitcoin, ouro e dólar se recuperam em julho, enquanto bolsa é um dos piores investimentos do mês

Fundos imobiliários também se saíram bem, depois que tributação dos seus rendimentos foi retirada da reforma do imposto de renda

próximos anos

Eletrobras aprova em conselho plano de negócios com desinvestimentos de R$ 41 milhões

Entre as medidas previstas está a avaliação de oportunidades para efetuar a gestão dos passivos provenientes de dívidas do Sistema Eletrobras

temporada de resultados

Lucro da Alpargatas, dona da marca Havaianas, cresce 228,7%, R$ 111 milhões

Receita líquida da companhia saltou 71,4% sobre igual intervalo de 2020, para R$ 1,095 bilhão, ao mesmo tempo em que os volumes registraram crescimento de 57%

seu dinheiro na sua noite

As corridas da bolsa e do dólar — e a frustração dos investidores na linha de chegada de julho

Nove em cada dez operadores do mercado financeiro juram, de pés juntos, que o último pregão do mês costuma ser positivo. Ora essas, é a data limite para o fechamento das lâminas de desempenho mensal dos fundos e das carteiras de investimento — e é claro que todo mundo quer estampar o melhor resultado possível. […]

decisão temporária

CVM suspende oferta de recebíveis que financiaria cooperativas do MST

Decisão da autarquia vale por 30 dias; CVM diz que a oferta não apresenta informações consideradas essenciais para os investidores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies