O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2019-04-20T14:12:58-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Live

Bolsonaro: Prisão de autoridades reflete a forma de buscar a governabilidade

Em transmissão no “Facebook”, presidente fala sobre prisão de chefes do Executivo, mas não menciona Michel Temer diretamente

21 de março de 2019
19:54 - atualizado às 14:12
Bolsonaro Live FB 210319
Imagem: Print Facebook

Em live no “Facebook”, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a prisão de autoridades, em uma referência à prisão do ex-presidente Michel Temer.

Segundo Bolsonaro, algumas autoridades "já estão presas", em referência a Lula, e outras “sendo presas preventivamente”, em referência a Temer, e isso decorre da forma como essas autoridades buscaram a governabilidade.

"É muito comum Estados e prefeituras fazer a mesma coisa. Vamos falar do presidente da República, que oferece Petrobras, BNDES, Banco do Brasil, estatais e ministérios em troca de apoio. O que que acontece no futuro? O que vocês estão vendo agora. Prisão de autoridades. Além de ineficiência do Estado e corrupção", disse.

Ainda de acordo com Bolsonaro, a imprensa bate nele por não buscar ou ter governabilidade. Bolsonaro diz que se governabilidade é falar com deputados, ele tem feito isso, e que eles estão de acordo com a proposta do governo e que se alguém tiver nome melhor para indicar para seus Ministérios, pode fazer isso.

"Gostaria que a imprensa me dissesse o que é governabilidade, o que eu tenho que fazer pela governabilidade. Se é para conversar com parlamentas, eu tenho conversado. Acredito que parte, a maioria deles estão de acordo com a nossa proposta", afirmou.

Ele também comentou a pesquisa Ibope, mostrando queda no seu índice de aprovação, dizendo que “esse índice tem a mesma credibilidade das pesquisas eleitorais”, que falaram que ele perderia as eleições para todo mundo.

Na seara econômica, Bolsonaro defendeu a proposta de reforma da Previdência dos militares e disse que a reforma geral do sistema "vai cobrar mais de quem ganha mais" e que após a reforma outras medidas serão aceleradas, como a desburocratização para “deixar a economia fluir livremente”.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional GSI), general Augusto Heleno, pediu para a população comentar as notícias sobre o tema e pedir a aprovação da reforma sem “toma lá, dá cá”.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies