🔴 FENÔMENO QUE TRANSFORMOU 1.500 PESSOAS EM MILIONÁRIAS PODE SE REPETIR – VEJA COMO SER O PRÓXIMO

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Como funciona

Você realmente sabe quanto rende a poupança? Aprenda a calcular o rendimento e entenda as “pegadinhas”

Que o retorno da poupança é baixo, disso você já sabe. Mas você conhece todas as regras de remuneração da poupança? Elas podem acabar te pegando pelo pé. Aprenda ainda a ver quanto está rendendo a sua caderneta

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
31 de março de 2019
5:35 - atualizado às 16:45
Pote de moedas
Poupança só rende na data de aniversário; outras aplicações de renda fixa têm retorno diárioImagem: Shutterstock

Apesar do baixo retorno, a caderneta de poupança ainda é a aplicação financeira mais popular do país. A isenção de IR e IOF é um grande atrativo. De fato, ela é acessível e parece fácil de entender. Mas será que é mesmo? Por exemplo, você sabe calcular o rendimento da poupança? E tem certeza de que sabe exatamente quanto ela rende?

Para início de conversa, a caderneta de poupança, atualmente, pode ser remunerada segundo duas regras distintas.

Relembrando: depósitos feitos até 3 de maio de 2012, quando mudaram as regras de rentabilidade da poupança, são sempre remunerados em 0,5% ao mês mais Taxa Referencial (TR), e foram apelidados de “poupança antiga”.

Já os depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012, a chamada “poupança nova”, podem seguir duas regras: quando a taxa básica de juros, a Selic, é superior a 8,5% ao ano, a poupança paga a remuneração antiga, de 0,5% ao mês mais TR; já quando a Selic é igual ou menor que 8,5% ao ano, a poupança paga 70% da Selic mais TR.

Essa tal de TR tende a ser desprezada, porque, realmente, ela costuma ficar zerada quando a Selic está muito baixa. Afinal, seu cálculo toma como base a taxa básica de juros, além de outros parâmetros definidos pelo governo.

Como a TR não pode ser negativa, em cenários de juro baixo, o rendimento máximo da caderneta de poupança é 0,5% ao mês.

Mas se você observar o histórico de rendimento da poupança, verá que ele não é fixo. Há variações, justamente por conta da TR. Quando o juro está mais alto, a TR dá uma pequena turbinada no rendimento da poupança.

Em outras palavras, conforme a Selic sobe, a TR - e consequentemente, o rendimento da poupança - tende a subir também, embora não necessariamente com a mesma intensidade.

O rendimento da poupança pode perder da inflação

O rendimento da poupança foi estabelecido por Lei. Não há qualquer compromisso de que ela necessariamente reponha a inflação.

Além disso, alguns parâmetros para o cálculo da TR são determinados pelo governo, que pode mantê-la baixa se assim for seu interesse. Dessa forma, o rendimento da poupança não consegue acompanhar a Selic muito de perto.

Em tempos de inflação alta, portanto, o parco rendimento da poupança não é capaz de repor o poder de compra dos recursos aplicados. O poupador fica literalmente mais pobre. Só é possível enriquecer com investimentos se o seu retorno superar a inflação.

A poupança não rende NADA antes de completar um mês

O rendimento da poupança não é diário, mas mensal. É diferente de outras aplicações de renda fixa conservadora, como os fundos de renda fixa, os CDB e os títulos públicos pós-fixados, que pagam a variação diária da taxa DI ou da Selic.

Ou seja, o seu dinheiro só é remunerado quando o depósito faz aniversário, que no caso da poupança, ocorre uma vez por mês. Por exemplo, uma aplicação feita no dia 23 de março só terá remuneração no dia 23 de abril. Se resgatado antes desta data, o dinheiro não terá rendido nada.

Da mesma forma, uma aplicação feita em 23 de março e resgatada no dia 10 de maio só terá a remuneração de um mês - referente ao prazo entre 23 de março e 23 de abril. Não haverá remuneração referente ao período que vai de 24 de abril a 10 de maio.

Depósitos feitos nos dias 29, 30 e 31 têm, por Lei, data de aniversário no dia 1º do mês seguinte.

Quem deposita na poupança em dias diferentes do mês terá múltiplas datas de aniversário. Cada depósito, portanto, será remunerado com base em uma data diferente.

Os resgates são sempre feitos do depósito mais antigo para o mais novo, segundo a regra PEPS: primeiro que entra é o primeiro que sai. Só que primeiro os resgates saem dos aportes feitos na poupança nova; depois é que eles começam a sair dos aportes feitos na poupança antiga.

Por fim, atente para o fato de que, na data de aniversário de um depósito, a remuneração recairá sobre o menor saldo do período.

Por exemplo, se você aplicar mil reais no dia 10 e resgatar R$ 400 antes do próximo dia 10, apenas os R$ 600 restantes serão remunerados no próximo aniversário.

Como calcular o rendimento da poupança

Calma, não estou sugerindo que você calcule o retorno da sua poupança “na mão” (se é que você ainda aplica em poupança).

Mas você pode consultar o retorno passado em qualquer período a partir de 1º de fevereiro de 1991 usando um aplicativo do Banco Central, a Calculadora do Cidadão.

O acesso pode ser feito no site do BC ou por meio do app de mesmo nome, disponível para Android e iOS.

Acesse a área “Correção de Valores” e escolha a opção “Poupança”. Em seguida, preencha os dados solicitados: data inicial (data do depósito), data final (data de resgate) e valor a ser corrigido (quantia depositada) e regra de correção (poupança nova ou poupança antiga).

No desktop, o cálculo exibe a rentabilidade acumulada entre as duas datas escolhidas e a quantia atualizada (quanto o poupador tem na data final). Já nos dispositivos móveis, só é mostrado o saldo atualizado e o índice de correção.

A funcionalidade é bastante útil para o poupador saber quanto seu dinheiro está rendendo na caderneta. Também serve para ele comparar o rendimento da poupança em determinado período com o de outras aplicações financeiras.

Compartilhe

Exclusivo Seu Dinheiro

Até 1.000% de alta no longo prazo: saiba qual é a criptomoeda que pode subir exponencialmente com o The Merge de Ethereum

4 de setembro de 2022 - 10:00

Atualização histórica de Ethereum será concluída no próximo dia 15 de setembro, trazendo mais eficiência à rede e crescimento para cripto que está entre as principais do mundo

A XERIFE ESTÁ DE OLHO

Fintwit sob investigação: CVM aumenta fiscalização sobre influenciadores de investimentos nas redes sociais

2 de setembro de 2022 - 10:48

Com um aumento intenso de postagens de dicas relativas a investimentos na bolsa de valores no Twitter, a CVM abriu uma investigação acerca do universo da Fintwit

Balanço do mês

Bolsa e fundos imobiliários passam por virada em agosto e ficam entre os melhores investimentos do mês; bitcoin volta para a lanterna

31 de agosto de 2022 - 19:49

Primeiro lugar, no entanto, ficou com os títulos prefixados, beneficiados pela perspectiva de que a taxa Selic finalmente deve parar de subir

SEXTOU COM O RUY

Você é um pequeno investidor? Descubra as vantagens que você tem sobre o resto do mercado e ainda não sabia

19 de agosto de 2022 - 6:40

Investidores institucionais muitas vezes são obrigados a abrir mão de oportunidades das quais nós, pequenos investidores, podemos obter ganhos vultosos

MATCH POINT

Serena Williams, das quadras para o mundo dos investimentos, traz boas lições para quem quer planejar a transição de carreira

10 de agosto de 2022 - 17:10

A atleta se dividia entre as quadras de tênis e o mundo dos investimentos nos últimos seis anos; ela ainda deve disputar o torneio US Open antes de se dedicar integralmente à atividade de empresária e investidora

FII do mês

Dupla de FIIs de logística domina lista dos fundos imobiliários mais recomendados para agosto; confira os favoritos de 10 corretoras

8 de agosto de 2022 - 11:01

Os analistas buscaram as oportunidades escondidas em todos os segmentos de FIIs e encontraram na logística os candidatos ideais para quem quer um show de desempenho

Expert XP 2022

Clima de eleições embala grande reencontro do mercado financeiro na Expert XP – e traz um dilema sobre o governo Bolsonaro

5 de agosto de 2022 - 13:08

Com ingressos esgotados, a Expert XP 2022 não pôde fugir do debate entre Lula e Bolsonaro, mas esqueceu-se da terceira via

A hora e a vez da renda fixa

Onde os brasileiros investem: CDBs ultrapassam ações no 1º semestre, e valor investido em LCIs e LCAs dispara

2 de agosto de 2022 - 18:40

Volume investido em CDBs pelas pessoas físicas superou o valor alocado em ações no período; puxado pelo varejo, volume aplicado por CPFs cresceu 2,8% no período, totalizando R$ 4,6 trilhões

BALANÇO DO MÊS

Bitcoin e Ibovespa têm as maiores altas do mês e reduzem as perdas no ano; veja o ranking completo dos melhores investimentos de julho

29 de julho de 2022 - 19:10

Neste início de semestre, os humilhados foram exaltados, o dólar deu algum alívio, mas os títulos públicos atrelados à inflação continuaram apanhando

MULTIMERCADOS

Bolsa, juros, dólar ou commodities: o que comprar e o que vender segundo duas das principais gestoras de fundos brasileiras

26 de julho de 2022 - 20:59

Especialistas da Kinea e da Legacy Capital participaram do primeiro painel da Semana da Previdência da Vitreo e contaram suas visões para o cenário macroeconômico e os ativos de risco nos próximos meses

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar