Menu
2019-07-11T14:46:03-03:00
Estadão Conteúdo
De olho nas pesquisas

Bolsonaro pede a deputados evangélicos propostas para atrair popularidade

Entre as “pequenas medidas” de apelo popular, o presidente citou o projeto de lei apresentado por ele em maio que muda o Código de Trânsito Brasileiro e que, entre outras coisas, aumentou a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco para dez anos

11 de julho de 2019
13:48 - atualizado às 14:46
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante coletiva em Brasília
Imagem: Marcos Corrêa/PR/Flickr/Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro pediu na manhã desta quinta-feira, 11 a parlamentares evangélicos, durante café da manhã realizado no Palácio do Planalto, que apresentem propostas que o governo possa incorporar à sua pauta para trazer a população para o seu lado. Ele recebeu cerca de 80 deputados da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, em encontro que durou pouco mais de uma hora.

"Os senhores têm ideias maravilhosas que, via decreto a gente pode resolver, projeto de lei, inclusão por ocasião do relatório quando um colega faz o seu relatório lá em uma medida provisória ou projeto de lei. Essas pequenas medidas têm um alcance enorme no Brasil e trazem a população para o nosso lado", disse Bolsonaro.

Entre as "pequenas medidas" de apelo popular, o presidente citou o projeto de lei apresentado por ele em maio que muda o Código de Trânsito Brasileiro e que, entre outras coisas, aumentou a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco para dez anos. Também lembrou de sua decisão de acabar com radares eletrônicos. "Com toda a certeza os senhores têm dezenas, centenas de situações que a gente pode ajudar o povo brasileiro", disse o presidente aos parlamentares.

Ao dar exemplos de medidas populares, o presidente afirmou que o governo pretende apresentar ao Congresso mudanças no exame médico para tirar ou renovar a habilitação. "Estamos propondo aos senhores, via projeto de lei, que o médico que assina o atestado de saúde para renovar ou tirar carteira pode ser o irmão de vocês, pode ser um médico do Hospital Central do Exército. Custo zero", explicou o presidente, que foi aplaudido pelos parlamentares.

Café da manhã

Segundo relatos de quem participou do encontro, os parlamentares agradeceram ao presidente pelo compromisso firmado na quarta-feira (10) por ele de indicar um ministro "terrivelmente evangélico" para uma das vagas que serão abertas para o Supremo Tribunal Federal (STF).

O vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (PRB-SP), contou que o presidente agradeceu pelo apoio e os votos dos parlamentares evangélicos para a aprovação da proposta que modifica as regras de aposentadoria do País. De acordo com o deputado João Campos (PRB-GO), o presidente também agradeceu a "cobertura de orações" pela reforma da Previdência e elogiou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pela "coordenação que exerceu na Casa".

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Confiança em alta

Casa Branca não vê fator gerador de inflação que Fed não possa controlar

A presidente do Conselho de Consultores Econômicos do governo ressaltou que é importante focar nas tendências para os índices ao invés de oscilações semanais ou mensais

Política monetária em detalhes

Diretor do BC afirma que Selic em 2% não era mais necessária e defende centro da meta inflacionária

Bruno Serra explicou que a retomada da atividade econômica foi mais rápida do que se imaginava e justificou a elevação da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies