Menu
2019-07-08T06:20:53-03:00
Estadão Conteúdo
estádio polarizado pela política

Bolsonaro participa de entrega da premiação no Maracanã sob vaias e aplausos

Na última sexta-feira, 5, o presidente anunciou que faria um teste de popularidade com a recepção do público do estádio

8 de julho de 2019
6:20
Jair Bolsonaro e Sergio Moro
Bolsonaro foi ao Maracanã acompanhado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que permaneceu ao seu lado durante a partida.Imagem: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) participou neste domingo, 7, da cerimônia de entrega da premiação aos jogadores da seleção brasileira que conquistaram a Copa América, no estádio do Maracanã, após derrotarem o Peru.

Quando entrou no gramado com sua comitiva de ministros, o presidente foi recebido com vaias e aplausos - da tribuna de imprensa foi possível ouvir mais vaias, mas também houve muitos aplausos, que podem ter prevalecido de outros pontos do estádio.

Após a cerimônia, quando a comitiva caminhou pelo gramado rumo ao túnel de saída, as vaias foram praticamente unânimes. Esse momento durou alguns segundos.

Durante a entrega das medalhas, todos os jogadores cumprimentaram Bolsonaro, e a torcida não reagiu - os aplausos surgiam a cada atleta anunciado, e aparentemente não se referiam ao presidente nem aos ministros e parlamentares. Depois disso, Bolsonaro se juntou aos jogadores para tirar a foto oficial e ocupou o centro da roda, segurando a taça do título.

Ao longo do jogo, também não houve reação em massa da plateia a Bolsonaro e a sua comitiva, que chegou ao local quando a cerimônia de encerramento da Copa América já havia começado. Caso tenham ocorrido aplausos ou vaias, eles foram pontuais e se tornaram inaudíveis por conta da música que ecoava pelos alto-falantes do estádio.

Bolsonaro foi ao Maracanã acompanhado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que permaneceu ao seu lado durante a partida. No primeiro gol do Brasil, Bolsonaro escorregou ao comemorar e se apoiou em Moro para não cair.

Na última sexta-feira, 5, o presidente anunciou que faria um teste de popularidade hoje. "Pretendo domingo não só assistir à final do Brasil com o Peru, bem como, se for possível e a segurança me permitir, iremos ao gramado. O povo vai dizer se nós estamos certos ou não", disse o presidente na ocasião. Além de Moro, foram ao gramado outros ministros e deputados da comitiva que o acompanhou de Brasília até o Rio na tarde deste domingo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

de olho na agenda

Congresso sacramenta decisão de levar Orçamento para plenário e abre prazo para emendas

Cúpula do Legislativo tenta afastar o “fantasma” do shutdown; Se a LDO não for aprovada ainda neste ano, o governo fica sem autorização para realizar despesas básicas em janeiro, como salários e aposentadorias

em brasília

Mourão diz que parte dos assessores de Bolsonaro distorce fatos

Vice-presidente afirmou nesta sexta-feira que existe “certa incompreensão” no seu relacionamento com o chefe do Executivo

seu dinheiro na sua noite

Free Solo: Ibovespa escala para perto da marca histórica

Com imagens de tirar o fôlego, o extraordinário documentário Free Solo conta a preparação do alpinista Alex Honnold para chegar ao topo do El Capitan, uma parede rochosa com quase 1000 metros de altura. Detalhe: a escalada é feita sem equipamentos de segurança. O filme vencedor do Oscar está disponível no Disney Plus. Mas quem não é […]

Respiro

E-commerce fatura R$ 7,72 bilhões com Black Friday e Cyber Monday em 2020

O valor representa aumento de 27,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

fechamento dos mercados

Ibovespa engata 5ª semana seguida de alta com Petrobras, Vale e aéreas

Índice local de ações não tinha sequência tão longa de ganhos semanais desde dezembro de 2019; dólar mantém trajetória de queda e juros longos se descomprimem de novo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies