Menu
2019-12-02T11:21:04-03:00
Acelerando

PMI industrial sobe de 52,2 em outubro para 52,9 em novembro, diz IHS Markit

IHS Markit afirmou que o PMI industrial “engrenou uma marcha mais rápida em novembro, com um aumento robusto na demanda sustentando taxas mais fortes de expansão nos volumes de novos negócios, produção e compra de insumos”.

2 de dezembro de 2019
11:20 - atualizado às 11:21
brasil ranking
Imagem: Shutterstock

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial do Brasil subiu de 52,2 em outubro para 52,9 em novembro na série com ajuste sazonal, informou nesta segunda-feira, 2, a IHS Markit. É o segundo crescimento mais intenso na margem dos últimos nove meses, atrás apenas do observado em setembro. Um PMI acima de 50 pontos indica uma melhora no ambiente de negócios na comparação com o mês anterior.

Em nota à imprensa, a IHS Markit afirmou que o PMI industrial "engrenou uma marcha mais rápida em novembro, com um aumento robusto na demanda sustentando taxas mais fortes de expansão nos volumes de novos negócios, produção e compra de insumos".

A empresa ressaltou que o fortalecimento da demanda interna sustentou o crescimento da produção, que avançou pelo quarto mês consecutivo e no ritmo mais intenso desde março de 2018.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

"Impulsionados pela recuperação na quantidade de novos pedidos provenientes do mercado interno, que foi melhor do que a observada no mês passado, os produtores de mercadorias aumentaram a produção da maneira mais significativa em quase um ano e meio", pontua a economista da Markit, Pollyanna de Lima, no comunicado.

Por outro lado, as exportações industriais caíram no ritmo mais rápido desde o final de 2016 e foram o principal destaque negativo da divulgação. Segundo a Markit, a retração foi puxada pela demanda contida dos outros países latino-americano, com a desvalorização do real sendo incapaz de impulsionar as exportações.

Os volumes de estoques também apresentaram queda marginal em novembro, com as reservas de mercadorias de pré-produção e produtos finais apresentando leve retração. A demanda mais forte por insumos, por outro lado, fez com que os preços dos produtos aumentassem em meio à taxa de câmbio desfavorável.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

olho nos números

Relatório aponta nível baixo de investimento de estatais no 1º ano de Bolsonaro

Estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste

Câmbio

A alta do dólar preocupa? Com a palavra, o presidente do Banco Central

Campos Neto disse que o BC avalia constantemente se a alta do dólar retarda as decisões de investimento ou contamina as perspectivas de inflação

de olho nas finanças

48% dos brasileiros não controlam o próprio orçamento, mostra pesquisa CNDL/SPC

Segundo o levantamento, a frequência de análise de orçamento é inadequada mesmo entre a maioria dos 52% de brasileiros que utilizam alguma forma de controle de suas finanças

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

presidente ficou irritado

Assessor do Planalto é afastado por usar avião da FAB

Vicente Santini usou uma aeronave oficial para se deslocar até Nova Délhi, na Índia

Exile on Wall Street

Contágio: e agora, o que fazer?

Medo de uma grande pandemia transmitida rapidamente num mundo globalizado e interconectado encontra representação mitológica tão forte que virou blockbuster em Hollywood

Alívio

Ibovespa acompanha o exterior e opera em alta, recuperando parte das baixas de ontem

O Ibovespa ensaia uma recuperação após as perdas massivas da sessão passada, apesar de o noticiário referente ao coronavírus continuar inspirando cautela

Nunca vi contexto tão favorável para negócios no Brasil, diz CEO do Magazine Luiza

Frederico Trajano afirmou ter planos “extremamente ambiciosos” para a rede varejista nos próximos anos após oferta de ações de quase R$ 5 bilhões

atento ao cenário

Coronavírus pode reduzir previsão de crescimento, mas é cedo para cravar, diz OMC

Diretor da entidade disse que, por enquanto, há apenas especulação dos economistas apontando revisão para baixo dos números

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para você começar o dia bem informado

Enquanto acompanham o avanço do coronavírus, os investidores olham também para as novidades no mundo corporativo. Os números da Cielo vieram piores do que as expectativas, que já eram bem negativas. A JBS anunciou um negócio bilionário na China. E a união de Embraer e Boeing ganhou o aval do Cade.   O que você precisa saber hoje: […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements