🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Estadão Conteúdo
Problemas na produção

Sem insumo, fornecedor está parando, diz Anfavea

Segundo associação das montadoras de veículos, insuficiência de insumos, principalmente derivados de aço, vem provocando pequenas interrupções de produção na cadeia de suprimentos

Montadora de carros e veículos
Imagem: Shutterstock

A Anfavea, associação que reúne as montadoras instaladas no País, informou nesta sexta, 6, que a insuficiência de insumos, principalmente derivados de aço, vem provocando pequenas interrupções de produção na cadeia de suprimentos.

Ao apresentar os números de outubro do setor, o presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes, disse que microparadas vêm acontecendo em fornecedores de peças, o que leva montadoras a dar apoio logístico para contornar o problema.

"A gente tem observado microparadas no fornecedor ou no fornecedor do fornecedor, e as montadoras estão tentando mitigar esse risco", afirmou Moraes em entrevista coletiva online. "Falta de insumo aqui e ali pode ter impacto na produção. Estamos tentando monitorar isso." Segundo ele, pneus também estão em falta.

O executivo informou ainda que as montadoras estão negociando preços do aço, na tentativa de reduzir os reajustes anunciados pelas siderúrgicas, algo que, se repassado aos preços, afetará os volumes do setor.

A produção das montadoras subiu 7,4% em outubro ante setembro, no maior volume em 12 meses. No mês passado, 236,5 mil unidades - entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus - saíram das linhas de montagem, de acordo com a Anfavea.

Na comparação com outubro de 2019, contudo, a produção de veículos caiu 18%. De janeiro a outubro, a produção de 1,57 milhão de veículos significou um recuo de 38,5% ante o mesmo período de 2019.

Moraes observou que, para aliviar o investimento em capital de giro, a indústria automotiva vem controlando a produção e operando com estoques "justos": "Não dá para produzir sem ter certeza da demanda. A indústria está atendendo a demanda, mas sem exagerar na produção para não ter dinheiro empatado em estoque."

Os estoques de veículos em pátios de fábricas e concessionárias fecharam o mês passado com volume suficiente para 18 dias de venda, abaixo dos 20 dias registrados em setembro.

Desagregando os números por segmento, foram fabricados 223,8 mil carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, uma alta de 7,2% frente a setembro. Ante outubro de 2019, houve queda de 18,5% nas linhas de montagem de carros.

A produção de caminhões, de 10,9 mil unidades no mês passado, subiu 15,6% no comparativo com setembro, mas recuou 3,4% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Completando a estatística divulgada pela Anfavea, a produção de ônibus, de 1,8 mil unidades em outubro, teve um recuo de 7,8% em relação ao número de setembro. Na comparação com outubro de 2019, a produção de coletivos caiu 31,8%.

Vendas

Com 215 mil unidades emplacadas, as vendas de veículos novos no País tiveram em outubro o maior volume do ano, com alta de 3,5% sobre setembro, até então o melhor mês de 2020. Na comparação com o mesmo período de 2019, contudo, outubro mostrou redução de 15,1% das vendas, na soma de carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus.

Os dados confirmam as informações divulgadas pela Fenabrave, entidade que representa as revendas de automóveis, na quarta-feira, 4.

No acumulado de janeiro a outubro, a queda foi de 30,4%, com 1,59 milhão de veículos vendidos nos dez meses.

O presidente da Anfavea disse que as montadoras estão acelerando a produção, inclusive convocando jornadas aos sábados, mas reconheceu que falta veículo para atender rapidamente os pedidos de frotistas como as locadoras, que apontam demora de até 180 dias nas entregas de automóveis.

"No primeiro semestre, tinha produto e não tinha locadora comprando. Não dá para entregar 150 mil unidades de um mês para outro", comentou. "As locadoras serão atendidas, sim, mas não na velocidade que elas gostariam." Segundo o executivo, a abertura de novos turnos de produção nas fábricas depende de maior clareza sobre a sustentabilidade da recuperação.

As montadoras exportaram 34,9 mil veículos no mês passado, 16,4% a mais que no mesmo período de 2019. Em relação a setembro, as exportações de veículos, que têm a Argentina como principal destino, avançaram 14,3%. De janeiro a outubro, porém, as vendas para o exterior tiveram queda de 34,2% ante o mesmo período de 2019.

As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Compartilhe

BOMBOU NA SEMANA

A porta giratória de Milei na Argentina e o “novo” fracasso de Lemann: veja quais foram as notícias mais lidas do Seu Dinheiro nesta semana

13 de abril de 2024 - 14:05

Nesta semana, as leitoras e os leitores do Seu Dinheiro acompanharam de perto a agenda de Javier Milei. O presidente da Argentina virou figura popular ao assumir um país que passa por uma das piores crises econômicas de sua história.  O país viveu uma semana de “porta giratória”. De um lado, o HSBC vendeu as […]

A FORTUNA ENCOLHEU

Os 10 maiores bilionários do planeta perderam R$ 107,2 bilhões hoje — e aqui estão os motivos

12 de abril de 2024 - 19:45

Conhecidos por liderarem as empresas mais valiosas do mundo, esse grupo seleto de ricaços soma um patrimônio líquido de US$ 1,58 trilhão

DE OLHO NAS REDES

Dá para colocar a mão no fogo pela China? “Está sendo subestimada” — por que este gestor não aposta em uma catástrofe por lá

12 de abril de 2024 - 14:47

Enquanto boa parte do mercado não colocaria a mão no fogo pela China nos últimos tempos, um gestor vai na contramão do mercado e avalia que o país está bem melhor do que parece.  Em participação no Macro Summit Brasil 2024, evento realizado pelo Market Makers em parceria com Seu Dinheiro e Money Times,  João […]

LOTERIAS

O que aconteceu com a Lotofácil? Duas apostas faturam o prêmio principal, mas ninguém fica milionário; Mega-Sena e Quina acumulam

12 de abril de 2024 - 10:31

Duas apostas cravaram as 15 dezenas sorteadas no concurso 2076 da Lotofácil; saiba de onde vieram os bilhetes vencedores

MACRO SUMMIT 2024

“Olhando os mercados hoje, estou arrependido”: Luis Stuhlberger revela o hedge que ‘faltou’ no portfólio do fundo Verde e suas perspectivas macroeconômicas para o Brasil e o mundo

11 de abril de 2024 - 20:36

O gestor do lendário fundo Verde comentou as perspectivas para o cenário macroeconômico brasileiro e mundial durante participação no Macro Summit 2024

LOTERIAS

Uma aposta fatura sozinha o prêmio de R$ 1,7 milhão na Lotofácil — e pode ter sido você; Quina e +Milionária acumulam outra vez e pagam bolada multimilionária

11 de abril de 2024 - 12:40

Apenas uma pessoa cravou as 15 dezenas sorteadas no concurso 2075 da Lotofácil; confira os números que saíram na loteria

MACRO SUMMIT 2024

Investimentos em inflação e ações com retorno alto: as indicações da Itaú Asset e Dahlia Capital na bolsa e renda fixa

10 de abril de 2024 - 19:01

Mariana Dreux e José Rocha apontam incerteza e volatilidade nas políticas monetária global e fiscal no Brasil, mas com oportunidades de investimento

O FISCAL CHINÊS

Os economistas continuam a apostar na crise da China — mas o gigante asiático está “decepcionado” e já revelou o motivo

10 de abril de 2024 - 15:47

A agência de risco Fitch revisou a perspectiva para a nota de crédito soberana A+ da China, de estável para negativa

BUSCA POR PROTEÇÃO

Compra de barras de ouro dispara em rede de supermercados nos EUA em meio à forte valorização do metal precioso

10 de abril de 2024 - 12:06

Um dos principais expoentes do varejo norte-americano, a Costco, agora aposta no mercado de metais como nova fonte de receita em seus supermercados e e-commerce

MACRO SUMMIT 2024

A China está muito melhor do que o mercado imagina — e o “desastre” da vez é outro, diz gestor responsável por mais de R$ 5 bilhões

9 de abril de 2024 - 20:32

Fundador da Vista Capital, João Landau revelou suas apostas macroeconômicas — e abriu o jogo sobre a nova “Guerra Fria” que mexe com os mercados globais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies