A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-05-02T11:26:48-03:00
Estadão Conteúdo
Mais baixo em seis meses

PMI industrial cai de 52,8 em março para 51,5 em abril, diz IHS Markit

Volume de vendas mostrou a recuperação mais fraca desde julho de 2018, ainda que tenha crescido pelo décimo mês consecutivo

2 de maio de 2019
11:26
Gráfico indicando queda
Gráfico indicando queda - Imagem: Shutterstock

O Índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial do Brasil caiu de 52,8 em março para 51,5 em abril, um recorde de baixa em seis meses, informou a IHS Markit nesta quinta-feira, 2. Mesmo com a queda, o índice se manteve acima do nível de 50 pontos, que representa avanço da atividade.

Entre os componentes do indicador, o volume de vendas mostrou a recuperação mais fraca desde julho de 2018, ainda que tenha crescido pelo décimo mês consecutivo. Da mesma forma, o ritmo de crescimento do volume de produção desacelerou, mas mantendo-se acima da média de 2018.

Também se verificou a mesma situação no nível de emprego, que teve o aumento mais fraco em quatro meses. Já os estoques de bens finais cresceram pelo terceiro mês consecutivo.

"O crescimento tênue dos volumes de novos pedidos e os desafios persistentes nos negócios criaram condições adversas para os fabricantes brasileiros no início do segundo trimestre. Esses retrocessos prejudicaram a capacidade das empresas de sustentar os aumentos sólidos nos níveis de empregos sinalizados no início do ano. A recuperação recente nas contratações foi, na melhor das hipóteses, marginal, tendo se atenuado e atingido o seu ponto mais fraco em 2019 até agora", disse a economista da IHS Markit, Pollyanna de Lima.

O enfraquecimento da moeda, por sua vez, exerceu pressão de alta sobre a inflação de insumos, mas a inflação dos preços de venda atenuou-se em comparação com março, contida pelas pressões competitivas, explicou a IHS Markit.

Quanto às expectativas para o futuro, os fabricantes esperam que inovações de produtos, melhores oportunidades para exportação e condições econômicas favoráveis venham a sustentar o crescimento da produção. Além disso, o grau de otimismo foi o segundo mais alto na história das séries, ficando atrás apenas do registrado no início do ano.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Resultados

Nubank (NUBR33) tem prejuízo acima do esperado no 2º tri, e inadimplência continuou a se deteriorar; veja os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 18:42

Prejuízo líquido chegou a quase US$ 30 milhões, ante uma expectativa de US$ 10 milhões; inadimplência veio dentro do esperado, segundo o banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies