Menu
2019-12-03T10:18:44-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.

Puxada por serviços e indústria, economia brasileira cresce 0,6% no terceiro trimestre

Resultado divulgado nesta terça-feira mostra um ensaio de recuperação do PIB; instituto também revisou para cima os resultados do seis primeiros meses do ano

3 de dezembro de 2019
9:03 - atualizado às 10:18
crescimento pib projeção
Imagem: Shutterstock

A expansão do Produto Interno Bruto (PIB) — a soma de todos os bens e serviços produzidos no país — foi de 0,6% no terceiro trimestre de 2019, na comparação com o segundo trimestre deste ano. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado veio um pouco acima do esperado, de 0,5%. Segundo o IBGE, em relação a igual período de 2018, o crescimento foi de 1,2%. No acumulado do ano até o mês de setembro, o PIB cresceu 1,0%, em relação a igual período de 2018.

O destaque para o período foi o setor de agropecuária, que cresceu 1,3% na comparação com o trimestre anterior. Mas o maior impacto no PIB vem de serviços, pelo maior peso, com avanço de 0,4%. A indústria, impulsionada pelo crescimento do setor extrativo, também teve grande participação, com avanço de 0,8%, segundo o IBGE.

Quando comparada com o mesmo período do ano passado, o avanço da agropecuária foi ainda maior: 2,1%. Levando em conta a mesma base de comparação, a indústria cresceu 1,0% e a construção 4,4%, em sua segunda alta após vinte trimestres consecutivos de queda.

O IBGE também revisou o resultado do PIB do segundo trimestre: alta 0,5%, ante leitura anterior de avanço de 0,4%. Já o resultado do primeiro trimestre foi revisado para 0%, em vez de queda de 0,1%.

Avanços do PIB em relação ao 2º trimestre

  • Agropecuária: 1,3%
  • Consumo das famílias: 0,8%
  • Consumo do governo: -0,4%
  • Construção civil: 1,3%
  • Indústria: 0,8%
  • Investimentos: 2%
  • Serviços: 0,4%
  • Exportação: -2,8%
  • Importação: 2,9%

Perspectivas

Para 2019, o mercado financeiro espera um avanço de 0,99% da economia, segundo o Boletim Focus, do Banco Central. A publicação ainda prevê que o PIB cresça 2,22% no próximo ano e 2,50% em 2021 e 2022.

R$ 1,8 trilhão

O PIB no terceiro trimestre totalizou R$ 1,842 trilhão: R$ 1,582 trilhão referentes ao valor adicionado a preços básicos e R$ 259,7 bilhões aos Impostos sobre produtos líquidos de subsídios, ainda segundo dados do IBGE.

A taxa de investimento no período foi de 16,3% do PIB, a mesma do mesmo período do ano anterior (16,3%). A taxa de poupança foi de 13,5% (ante 13,1% no mesmo período de 2018).

A coordenadora de contas nacionais do IBGE, Rebeca Palis, comenta que, na ótica da demanda, os investimentos vêm crescendo, puxados pela construção. O indicador para o setor havia caído 20 trimestres consecutivos e desde o trimestre anterior mostra recuperação.

"O consumo das famílias também cresce, enquanto as despesas do governo – incluindo pessoal e demais gastos, exceto investimentos -, caem em todas as esferas em função das restrições orçamentárias”, analisa.

Ela ressalta também que, na ótica da produção, o que mais cresceu foi a construção, a extrativa mineral — puxada pela extração de petróleo — e informação e comunicação — com avanço de internet e desenvolvimento de sistemas.

“Já entre as atividades que caíram, o destaque é a indústria de transformação, afetada pela queda nas exportações em função da menor demanda mundial e a crise da Argentina”, diz a especialista.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

clima de otimismo

CEOs brasileiros apostam em receita maior em 2020

Segundo a pesquisa anual da consultoria PwC, 78% dos executivos dizem esperar crescimento de receita neste ano

o que mexe com os negócios hoje?

Mercados reagem e ficam no vermelho após aumento de casos do coronavírus na China

O Fórum Econômico Mundial de Davos fica em primeiro plano em dia de agenda esvaziada

tensão na ásia

China e países próximos adotam medidas diante da nova pneumonia

Governo revelou que novo tipo de coronavírus, que causa infeções respiratórias em seres humanos e animais, é transmissível entre seres humanos

dinheiro que entra

Positivo anuncia oferta de ações que pode movimentar R$ 521 milhões

Recursos serão usados para o crescimento de contratos com instituições públicas e expansão do negócio Positivo as a Service e de outras avenidas de crescimento

em davos

Trump vai mencionar crescimento econômico e China em discurso, diz secretário

Para Steven Mnuchin, acordo comercial “de fase 1” criará “enormes oportunidades” para empresas e trabalhadores americanos, mas segunda fase do pacto pode não ser um “Big Bang”

negócio fechado

Caixa Seguridade fecha parceria com Icatu em capitalização por R$ 180 milhões

Sociedade permite à seguradora explorar os canais do banco público com exclusividade neste segmento por 20 anos

Entrevista exclusiva

CEO da BGC Liquidez projeta alta de até 12% para bolsa dos EUA e diz que dólar abaixo de R$ 4 é difícil neste ano

Mesmo com o câmbio um pouco mais alto, o especialista projeta que o PIB termine este ano com alta de 2,3%. Mas diz que um dos maiores perigos para a expansão é que a reforma tributária seja postergada novamente

BALANÇO

Receita bruta da Cia Hering soma R$ 502,9 milhões no 4º trimestre

Segundo a empresa, as vendas mesmas lojas apresentaram queda de 4% na rede Hering. Importante destacar que a rede apresentou nos últimos 7 trimestres crescimento desse indicador

AQUISIÇÃO

BC autoriza que Banco Inter compre 70% de controladora da DLM Invista

Hoje, a DLM possui R$ 4,5 bilhões em ativos sob gestão e é responsável pela gestão fundos de investimento e previdência privada, além de gestão de patrimônio por meio de fundos e carteiras de clientes de alta renda

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Nada além de céus azuis

“Blue days / All of them gone / Nothing but blue skies / from now on” Caro leitor, Os versos da canção otimista de Irving Berlin, composta há quase cem anos, dizem, numa tradução livre, que os dias “azuis” (no sentido de “tristes”, “depressivos”) se foram e que, de agora em diante, não haverá nada […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements