🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-02T11:55:38-03:00
Ricardo Gozzi
AQUÉM DA EXPECTATIVA

Os 5 números do PIB do 1T22 que você precisa saber – e aqueles que você não vai conhecer tão cedo

Números do PIB brasileiro no primeiro trimestre vieram abaixo das estimativas; o setor de serviços salvou a lavoura, literalmente

2 de junho de 2022
11:15 - atualizado às 11:55
pib
PIB veio aquém das estimativas dos analistas no 1º trimestre de 2022. Imagem: Shutterstock

O produto interno bruto (PIB) do Brasil no primeiro trimestre de 2022 é mais uma coleção de números que deixaram a desejar.

À primeira vista parece que não é para tanto. Afinal, o PIB brasileiro totalizou R$ 2,249 trilhões no período nos primeiros três meses deste ano.

Trata-se de um crescimento de 1,0% em relação ao quarto trimestre de 2021. Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, a economia brasileira avançou 1,7%.

Houve uma discreta aceleração em relação aos últimos três meses do ano passado, quando a economia brasileira cresceu 0,7% no trimestre e 1,6% no ano.

Entretanto, os dados vieram abaixo da mediana das estimativas dos analistas de mercado consultados pela Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

E olha que as projeções dos analistas, ainda que otimistas, não chegam nem perto das previsões rotineiramente exageradas do ministro da Economia, Paulo Guedes. Esperava-se crescimento de 1,2% na comparação trimestre e de 2,1% em base anual.

Separamos então cinco números essenciais para entender por que o PIB do Brasil no primeiro trimestre ficou aquém das estimativas dos analistas - e também algumas informações que você não vai ver tão cedo por aí.

1 - O agro não está com tudo

O PIB do agronegócio encolheu nos primeiros três meses de 2022. Em relação ao último trimestre do ano passado, a queda foi de 0,9%. Já na comparação com os primeiros três meses de 2021, o setor sofreu um tombo. O recuo foi de 8%.

Produtos agrícolas cujas safras são significativas no primeiro trimestre apresentaram decréscimo na estimativa de produção anual e perda de produtividade, informa o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas.

Os piores desempenhos foram protagonizados pela soja (-12,2%), pelo arroz (-8,5%), pelo fumo (-7,3%) e pela mandioca (-2,7%).

Marcelo Oliveira, CFA e fundador da Quantzed, atribui o resultado a problemas de safra, enchentes e suspensão de exportações.

2- Uma indústria no meio do caminho

O PIB da indústria ficou no meio do caminho.

Em relação ao último trimestre de 2021, a riqueza gerada pela indústria permaneceu estável. Pelo menos é assim que se lê a alta de 0,1% no período.

Já na comparação com o mesmo período do ano passado, a indústria brasileira recuou 1,5%.

3 - Setor de serviços salvou a lavoura

Não é exagero dizer que o setor de serviços salvou a lavoura. Literalmente.

O maior setor da economia brasileira somou R$ 1,3 trilhão no primeiro trimestre.

Os serviços representaram mais de 55% de todo o resultado do período.

A título de comparação, o setor cresceu 1% em base trimestral e 3,7% na comparação anual.

Mirella Hirakawa, economista sênior da AZ Quest, atribui o resultado à reabertura da economia nos primeiros meses de 2022.

4 - O lado da demanda decepcionou

Até aqui falamos apenas do lado da oferta. Mas o lado da demanda também não ajudou muito.

Os gastos das famílias cresceram 0,7% no trimestre e 2,2 no ano.

Já os gastos do governo permaneceram estáveis na comparação trimestral (tá, +0,1%) e avançaram 3,3% em base anual.

5 - Taxa de investimento diminui

A taxa de investimento no primeiro trimestre de 2022 foi de 18,7% do PIB, segundo o IBGE.

Trata-se de uma queda de um ponto porcentual na comparação com os primeiros três meses de 2021.

Para o economista-chefe da Necton Corretora, André Perfeito, chama a atenção a queda na formação bruta de capital fixo, que se refere aos investimentos das empresas.

O indicador recuou 3,5% na comparação trimestral e 7,2% em base anual.

Os dados que você não vai conhecer tão cedo

Diante de todos essas informações, como o melhor para a economia brasileira em 2022 era esperado para os primeiros meses, os números dos próximos trimestres devem continuar desanimadores.

“Reafirmamos nossa perspectiva de 0,8% de crescimento em 2022 e apontamos para o pico de crescimento trimestral do Brasil neste primeiro quarto do ano, visto que projetamos desaceleração da taxa ao longo dos próximos períodos”, disse Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos.

Enquanto isso, há uma série de informações à qual não teremos acesso tão cedo.

O IBGE não divulgou os dados referentes às contas econômicas integradas e à conta financeira no primeiro trimestre de 2022.

Isso ocorreu por causa da greve dos servidores do Banco Central.

“O Balanço de Pagamentos, que é uma das fontes principais para sua elaboração, não foi publicado pelo Banco Central do Brasil com dados relativos ao mês de março até o fechamento desta divulgação”, informa o IBGE.

Com isso, a taxa de poupança, que é calculada a partir das contas econômicas integradas, vai ficar na saudade.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies