Menu
2019-11-29T09:23:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
De olho nas falas do ministro

Subprocurador do MP pede que Paulo Guedes seja investigado por falas sobre o AI-5 e disparada do dólar

Em entrevista, Guedes mencionou o risco de o País ter outro AI-5 e que não estaria preocupado com a alta do dólar. Furtado acredita que há fortes indícios de que há responsabilidade direta entre a fala de Guedes e a alta do dólar

29 de novembro de 2019
9:23
Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes, em audiência no Senado - Imagem: Pedro França/Agência Senado

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pode ter problemas por conta das suas recentes falas sobre o AI-5 e a disparada do dólar. O subprocurador-Geral do Ministério Público (MP) junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Rocha Furtado, pediu que Guedes seja investigado por possíveis perdas na economia como reflexo de suas declarações e a apuração das responsabilidades por possíveis prejuízos acarretados ao Tesouro Nacional e ao Banco Central (BC).

Em entrevista, Guedes mencionou o risco de o País ter outro AI-5 e que não estaria preocupado com a alta do dólar. Furtado acredita que há fortes indícios de que há responsabilidade direta entre a fala de Guedes e a alta do dólar.  No mês, a moeda apresenta uma alta acumulada de 5,14% e chegou a ultrapassar a cotação de R$ 4,25.

O subprocurador destaca que as falas do ministro podem causar prejuízos diretos ao Tesouro e BC, devido ao aumento extraordinário do dólar, e também à imagem do Brasil no mercado local e internacional, com abalos na economia e aumento da desconfiança em torno da estabilidade institucional, no caso da fala sobre o AI-5.

Furtado ainda avalia que os prejuízos ao Tesouro podem ter origem na necessidade de atuação desacelerar a escolada de valorização do dólar. O BC vendeu dólar à vista e fez operação com negociação de swaps cambiais, equivalente à venda de dólar no mercado futuro.

O subprocurador ainda menciona que as declarações da principal autoridade econômica do Brasil, “ao invocar a sombra do autoritarismo, da repressão e do Estado antidemocrático, representado pelo AI-5” deixa o mercado preocupado  com o ambiente de negócios e a instabilidade institucional

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Ajuda na crise

Guedes revela o valor do novo auxílio emergencial e diz que governo pode gastar mais se necessário

Os valores da nova rodada de auxílio emergencial irão de R$ 175 a R$ 375, sendo R$ 250 em média, de acordo com o ministro

apetite chinês

O ano do boi será o ano dos frigoríficos, e o Credit Suisse aponta melhor ação para aproveitar o momento

Peste suína africana nos rebanhos de suínos chineses e demanda por alimentos devem resultar em importação recorde de carne pela China

prepara o bolso

Mais um? Petrobras anuncia novo aumento nos preços do diesel e da gasolina

Diesel vai subir R$ 0,15 por litro e a gasolina será de R$ 0,23 por litro a partir de amanhã nas refinarias da empresa, diz Abicom

Interrompendo o casamento

Movida reforça pedido do Cade para barrar união entre Unidas e Localiza

De acordo com a companhia, isso geraria uma concorrência desleal no setor, com a nova empresa tendo 65% do mercado brasileiro de aluguel e 29% do mercado de frotas

vai mexer

Após polêmica com demissão de Castello Branco, governo indica nomes para o conselho da Petrobras

Cinco membros do colegiado pediram para não serem reconduzidos após interferência de Bolsonaro no comando da estatal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies