Menu
2019-10-01T15:43:00-03:00
Estadão Conteúdo
Baixa no grupo

Equador anuncia que deixará OPEP a partir de 1º de janeiro de 2020

Governo local afirmou que a medida é relacionada “à sustentabilidade fiscal” e se alinha ao plano do governo de “redução de gasto público e geração de novas receitas”

1 de outubro de 2019
15:43
opep
OPEP - Imagem: Shutterstock

O governo do Equador anunciou em comunicado nesta terça-feira que deixará a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O Ministério de Energia e Recursos Naturais Não renováveis diz que a saída do cartel ocorrerá a partir de 1º de janeiro de 2020, argumentando que a medida é relacionada "à sustentabilidade fiscal" e se alinha ao plano do governo de "redução de gasto público e geração de novas receitas".

A nota lembra que o Equador entrou na Opep em 1973, mas em 1992 houve sua suspensão do grupo. Em 2007, ele voltou a participar ativamente.

"O país sempre tem sido um membro construtivo da Organização e manterá os laços formados com os países integrantes da Opep", diz o comunicado.

O governo afirma ainda que continuará a apoiar os esforços para estabilizar o mercado petrolífero mundial e as ações implementadas por entidades e países para garantir o "acesso equitativo à energia".

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Exile on Wall Street

Eu também não sabia

Quando perceberemos, em definitivo, que os investidores precisam dos artistas, e que os artistas precisam de investimentos?

Balanço

Setor público tem superávit primário de R$ 2,953

O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento da dívida pública

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Divórcio amigável

Itaúsa sinaliza que pode aceitar proposta da XP por ações da corretora

Holding que é uma das principais acionistas do Itaú Unibanco avaliou como positiva a proposta da XP Investimentos pelas ações com “supervoto” da corretora que hoje estão nas mãos do banco

mercados hoje

Ibovespa flutua em meio à queda em NY; dólar cai de olho em agenda econômica

Índice tem sessão sem direção clara, mas ainda caminha para terminar novembro em alta de 18%; moeda norte-americana deve fechar mês recuando 8%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies