Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-10T12:32:48-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reação à crise

México “fura” acordo da Opep e vai cortar menos produção de petróleo

País vai aderir ao pacto da Opep+ para reduzir a produção de petróleo, mas fez acordo com EUA para corte de apenas 100 mil barris por dia

10 de abril de 2020
12:32
Andrés Obrador, presidente do México
Andrés Obrador, presidente do México - Imagem: Shutterstock

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta sexta-feira que seu país decidiu aderir ao pacto da Opep+ para reduzir a produção de petróleo, mas ressaltou que os mexicanos contribuirão com um corte de apenas 100 mil barris por dia (bpd), após entrar em acordo também com os EUA.

Segundo Obrador, os EUA se comprometeram a fazer um corte adicional de 250 mil barris por dia, além do que já iriam implementar.

Obrador disse que o acordo é temporário e foi selado após conversar por telefone com o presidente americano, Donald Trump.

Leia também:

Ontem, a Opep+, formada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados que incluem a Rússia, chegaram a um pacto para reduzir sua produção coletiva em mais 10 milhões de barris por dia (bpd).

A medida foi uma resposta ao impacto que a pandemia de coronavírus tem exercido na demanda pela commodity. O México, porém, foi o único integrante da Opep+ a não endossar o acerto.

Obrador disse nesta sexta que a Opep+ queria que o México contribuísse com um corte de 400 mil bpd, proposta que, conforme ele, foi posteriormente reduzida para 350 mil bpd.

*Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Mercados Hoje

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político.

Correria no Congresso

Governo quer esperar, mas presidente do Senado estuda votar PEC dos precatórios ainda hoje

O governo acredita já ter os votos necessários para aprovar a proposta, mas esperava garantir uma margem maior antes da votação

DINHEIRO NO BOLSO

Presidente da Petrobras (PETR4) garante que estatal vai entregar dividendos prometidos aos acionistas

Silva e Luna reforçou que a empresa é acompanhada por vários órgãos, e que sua equipe tem total conforto e liberdade para gerenciar

Efeito Ômicron

Com nova variante no radar, Jerome Powell abandona discurso de inflação transitória e apavora mercados; entenda

O presidente do Fed confirmou que o banco central dos EUA deve agir para impedir que a alta dos preços se torne algo estrutural no país

Problemas no login

Em dia de pagamento do 13º salário, aplicativo do Bradesco (BBDC4) apresenta falhas e dificulta a vida dos usuários

O banco foi parar no topo dos assuntos mais comentados do Twitter na manhã de hoje, com usuários relatando falhas no aplicativo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies