Menu
2019-06-07T18:49:43-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Agora vai?

Brasil e Alemanha avaliam que acordo Mercosul-UE está na reta final, diz ministro das Relações Exteriores

Declaração foi dada após uma reunião com o ministro das Relações Externas da Alemanha, Heiko Mass, no Itamaraty

30 de abril de 2019
14:34 - atualizado às 18:49
Ernesto Araujo, ministro das Relações Exteriores
Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Os governos do Brasil e da Alemanha avaliam que, "se tudo der certo", Mercosul e União Europeia estão na reta final para fechar um acordo comercial, afirmou nesta terça-feira, 30, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Ele se reuniu com o ministro das Relações Externas da Alemanha, Heiko Mass, no Itamaraty, para uma conversa sobre agenda comercial e a situação da Venezuela.

"Temos a visão de que estamos, se tudo der certo, na reta final da negociação, que nos trará muitos benefícios", disse o chanceler brasileiro após o encontro.

Brasil e Alemanha são as maiores economias dos respectivos blocos. De acordo com Araújo, os dois países têm "grande responsabilidade e grande interesse" na finalização do acordo.

O representante alemão também destacou a expectativa de que, "finalmente", a negociação será concluída.

Acordo de Paris

Questionado sobre o Acordo de Paris, Ernesto Araújo destacou que o Brasil continua como signatário e, ao mesmo tempo, acompanha os desdobramentos do acordo e eventuais impactos negativos para a agricultura do País.

"Nossa perspectiva é que o Acordo de Paris não seja usado para contestar essa produtividade da agricultura brasileira sob outros pretextos", disse Araújo, pontuando que o posicionamento permanece o mesmo desde o início do governo.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O melhor do seu dinheiro

O preço do diesel e o cobertor curto

Na briga do presidente Jair Bolsonaro para tentar baixar o preço dos combustíveis e do gás de cozinha no país, não foi só a Petrobras que apanhou. Pode ser que sobre também para os bancos. E na bolsa, as ações das instituições financeiras já sofreram um bocado nesta segunda-feira por causa disso. Tudo ia bem […]

FECHAMENTO

Brasília força Ibovespa a pisar no freio e bolsa quase zera ganhos após avançar mais de 2%; dólar fica estável

No exterior, as bolsas tiveram dias de ganho expressivo, com os mercados repercutindo de forma positiva a aprovação do pacote de estímulos americano e uma nova opção de vacina

Proposta na mesa

Aumento de tributação aos bancos está sendo discutido para compensar a desoneração do diesel

A lógica proposta seria da CSLL subir para compor a compensação dos tributos com o intuito de zerar a tributação do diesel e do gás de cozinha, tendo um custo total de quase R$ 3,6 bilhões.

Concentrado

Foco de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão, diz Casa Branca

O texto foi avalizado pela Câmara dos Representantes no fim de semana e ainda precisa ser analisado pelo Senado.

Casamento do ano?

Fusão de Hapvida e Intermédica deve revolucionar setor de saúde, apontam analistas; ações sobem mais de 5%

Para analistas, união das companhias não deve encontrar grandes dificuldades para conseguir aprovação do Cade, com o ponto mais crítico sendo, possivelmente, Minas Gerais, onde ambas concentram 16% do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies