Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:10:14-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Mercados

Estrangeiro reduz “aposta” na queda do Ibovespa

Posição vendida do não residente caiu para pouco mais de 100 mil contratos, menor desde meados de outubro. No câmbio, posição comprada é de US$ 36,5 bilhões

11 de fevereiro de 2019
10:49 - atualizado às 14:10
Tela mostra cotações de bolsa de valores e gráficos de mercado
Imagem: Shutterstock

A primeira semana de fevereiro mostrou uma firme movimentação de estrangeiros e fundos locais no mercado de Ibovespa futuro na B3. Os não residentes compraram mais de 47 mil contratos futuros, reduzindo sua posição vendida para 106.355 contratos, menor desde meados de outubro. Já os fundos venderam montante semelhante, reduzindo a posição comprada a 95.221 contratos.

Uma forma de ler as posições no Ibovespa futuro é como uma proteção (hedge) às oscilações no mercado à vista. O investidor está comprado em bolsa no mercado à vista e vai proteger essa exposição no mercado futuro vendendo contratos de Ibovespa.

No entanto, o mercado também opera o Ibovespa futuro com um ativo em si, podendo montar apostas de alta (comprado) ou de queda (vendido) no Ibovespa.

Essa acentuada troca de posições aconteceu em uma conturbada semana para o Ibovespa e para os mercados mundiais. O principal índice de ações da B3 chegou a perder os 95 mil pontos e amargou uma queda semanal de 2,6%, pior semana desde o começo de novembro do ano passado.

No mercado à vista, os fundos também venderam bolsa, enquanto os estrangeiros zeraram seu fluxo positivo.

No começo de janeiro o estrangeiro chegou a apresentar uma posição vendida de 165 mil contratos, a maior em mais de uma década, e discutimos aqui se o gringo estava pessimista com a bolsa brasileira.

Vimos que o assunto é um pouco mais complexo, pois além de considerar as movimentações de fluxo à vista e futuro temos de considerar, também, mudanças no “valuation” das posições, ou seja, como a valorização ou desvalorização de ações, títulos e da taxa de câmbio afetam essas posições.

O que é fato é que pelos dados do Instituto Internacional de Finanças (IIF), o Brasil segue como o emergente com menor volume de posição de investidores estrangeiros, mesmo depois que a mudança de orientação do Federal Reserve (Fed), banco central americano, estimulou uma nova rodada de fluxos para emergentes.

Variação de fluxo, valuation e total - Brasil - BRL - Imagem: IIF

Mercado de câmbio

No futuro de dólar, a posição comprada do estrangeiro em contratos de câmbio e cupom cambial (juro em dólar) subiu em pouco mais de US$ 3 bilhões ao longo da semana, para US$ 36,5 bilhões, maior desde 21 de janeiro. Na ponta oposta, estão os fundos, com posição vendida total de US$ 26,3 bilhões e os bancos, com US$ 12,2 bilhões.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies