Menu
2019-03-28T23:03:47-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Balanço

Lucro da JBS cai para apenas R$25,2 milhões em 2018 com adesão a ‘Refis’ do Funrural

No quarto trimestre, a JBS reverteu o prejuízo do mesmo período do ano anterior e teve lucro de R$ 563,2 milhões, mas resultado ficou abaixo das projeções dos analistas

28 de março de 2019
23:03
JBS
Imagem: shutterstock

A adesão ao programa de regularização tributária de débitos do Funrural pesou no balanço da JBS. O frigorífico registrou lucro líquido de R$ 25,2 milhões em 2018. O resultado representa uma queda de 95,3% em relação ao ano anterior, em que a JBS foi afetada pela delação premiada do empresário Joesley Batista.

O impacto do Refis do Funrural no lucro da JBS, no total de R$ 2,4 bilhões, foi contabilizado no balanço do terceiro trimestre do ano passado. Mas a empresa só vai pagar efetivamente essa dívida ao longo de 19 anos e 8 meses.

Sem considerar esse efeito, o lucro ajustado do frigorífico em 2018 foi de R$ 1,6 bilhão, alta de 201%.

A receita líquida da companhia no ano passado foi recorde e atingiu R$ 181,7 bilhões, um aumento de 11,3% comparado a 2017.

Trimestre abaixo do esperado

Nos três últimos meses do ano, o resultado da JBS foi de R$ 563,2 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 451,7 milhões do mesmo período de 2017.

Apesar da melhora, o lucro ficou abaixo da estimativa média dos analistas, que apontava para um resultado de R$ 1,235 bilhão, de acordo com dados da Bloomberg.

A geração de caixa operacional do frigorífico aumentou 19,4% em relação ao quarto trimestre do ano passado, para R$ 3,4 bilhões. A geração de caixa livre - descontando o efeito da venda de ativos realizada em 2017 - cresceu 41,3%, para R$ 1,6 bilhão.

Dívida pesa menos

A dívida líquida da JBS encerrou o ano passado em R$ 47,2 bilhões. Apesar da alta de 4,3% em relação ao fim de 2017, o nível de alavancagem da empresa em reais caiu de 3,38 vezes para 3,18 vezes.

Em dezembro, a companhia contava com R$ 16,4 bilhões em disponibilidades, considerando as linhas de crédito pré-aprovadas. Esse valor representa mais de cinco vezes o endividamento de curto prazo, segundo a JBS.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Setor em destaque

Estatais de saneamento querem flexibilizar regras para contratar empréstimos

Com regras mais fáceis para a entrada do setor privado, as estatais de saneamento querem que a concessão de empréstimos ao segmento seja menos rigorosa

Preocupação ambiental

Para empresários, discurso do governo sobre desmatamento mudou

Após reunião com o vice-presidente Hamilton Mourão, empresários parecem satisfeitos quanto aos compromissos firmados pelo governo a respeito do desmatamento

O melhor do Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: O canto da sereia

Uma matéria alertando para os riscos do day trade foi a mais lida desta semana no Seu Dinheiro

Bilionários

Com a disparada das ações da Tesla, Elon Musk já é mais rico que Warren Buffett

A boa fase da Tesla na bolsa fez a riqueza pessoal de Elon Musk disparar, colocando-o no sétimo lugar do ranking de bilionários da Bloomberg; Warren Buffet é o 10º

Seu mentor de investimentos

Expansão do mercado: crescer para os lados é a solução

Expansão do mercado deve ocorrer de maneira horizontal através de IPOs, o que evitará inevitáveis bolhas e seus respectivos crashes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements