Menu
2019-04-16T15:25:22-03:00
Estadão Conteúdo
Crítica

Reforma da Previdência garante sobrevivência desse governo, diz economista

Na avaliação André Perfeito, da Necton, o empresariado tem razão em manter o tom animado com Bolsonaro e Guedes, mas a realidade ainda não atendeu as expectativas

16 de abril de 2019
13:05 - atualizado às 15:25
Fachada de posto de atendimento da Previdência Social
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na avaliação do economista-chefe da Necton, André Perfeito, o empresariado tem razão em manter o tom animado com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes, mas a realidade ainda não atendeu as expectativas. "Essa reforma garante a sobrevivência desse governo e essa semana será muito importante para Paulo Guedes se posicionar", afirmou. Sobre o setor imobiliário neste momento no Brasil, Perfeito avalia que a grande questão é de onde virá o funding para financiar o mercado.

Segundo o economista-chefe, a situação fiscal no Brasil no momento não é séria, "mas extremamente séria" e defendeu que o País vive uma crise que vai além das questões políticas. "A ideia é que fazendo essa reforma se fará um fluxo de caixa bom e o juro cai. Só que o juro tem encontrado um problema que é a atividade econômica. O juro baixou e a atividade não tem crescido como esperado", observou.

Presente no mesmo debate, o diretor de Produtos de Crédito e Recuperações do Santander, Gustavo Alejo Viviani, avaliou que a reforma pode fazer com que de fato a economia volte a andar. Segundo ele, a Previdência é apenas um dos desafios que se apresenta para o setor continuar crescendo.

Perfeito e Alejo participam na manhã desta terça-feira, 16, do painel "Política econômica como alavanca da indústria imobiliária (e vice-versa)", no Summit Imobiliário Brasil 2019, promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo, em parceria com o Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP), em São Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

sessão tensa

Ibovespa afunda com bancos, exterior e fim de trégua política e perde 100 mil; dólar dispara

Declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de que base do governo é que obstrui andamento de reformas pesa no sentimento do investidor. Juros sobem na véspera do Copom

Não agora

Havan protocola desistência de IPO junto à CVM

Notícia de que a varejista poderia adiar IPO já corria o mercado; Havan entrou com pedido de abertura de capital no fim de agosto

Atritos

Maia critica obstrução de base do governo e cobra interesse para votar reformas

Para o presidente da Câmara, o acordo firmado em fevereiro que garantiria a presidência da CMO ao deputado Elmar Nascimento (DEM-BA) é o válido.

Tesouro Nacional

Dívida Pública Federal sobe 2,59% e fecha setembro em R$ 4,526 tri

Em agosto, o estoque estava em R$ 4,412 trilhões.

Vai comprar?

BB Investimentos eleva preço-alvo da Unidas após resultados positivos no trimestre

A companhia teve um volume recorde na venda de carros e uma alta de 65,4% na receita líquida de seminovos, comparando com 2019.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies