2019-04-04T13:59:17-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
fala ministro

Mercados aguardam fala de Paulo Guedes, que segue reunido com Bolsonaro

Ministro está reunido com Bolsonaro e à tarde participa de evento com prefeitos. Por ora, nenhuma palavra sobre os atritos entre o Executivo e o Legislativo

25 de março de 2019
10:54 - atualizado às 13:59
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock / Fotos Públicas

Os atritos entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) seguem no foco dos mercados, que também aguardam algum pronunciamento do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O ministro está reunido desde 8h30 com o presidente no Palácio no Planalto. Também participaram do encontro o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o ministro da secretaria de governo, general Santos Cruz, e o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

Ainda nesta segunda-feira, por volta das 14 horas, Guedes participa do 75ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, também estará lá.

Pode ser uma boa ocasião para Guedes acenar a possibilidade de uma trégua depois da troca de farpas com relação à articulação da reforma da Previdência. O presidente da Câmara já reafirmou que é um defensor do projeto, mas que quem deve trabalhar pelos votos é o presidente Bolsonaro e os líderes no Congresso.

Na sexta-feira, Guedes disse a jornalistas, em tom de brincadeira, que não poderia falar “porque parece que o pau está comendo”.

Para Maia, como não há governo, Bolsonaro cria um embate entre os bons (nova política) e os maus (velha política) para manter a base ultraconservadora na internet.

Bolsonaro, já indicou que não vai ceder. Para o presidente, ele já fez sua parte ao enviar a reforma e cabe agora ao Congresso votar o projeto, que é uma política de Estado e não de governo.

“O que é articulação? O que é que está faltando eu fazer? O que foi feito no passado não deu certo e não seguirei o mesmo destino de ex-presidentes, pode ter certeza disso”, disse o presidente no fim de semana.

Semana cheia

Na terça-feira, está prevista a ida de Guedes à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. A audiência está prevista para as 14 horas para tratar da reforma da Previdência.

Já na quarta-feira, também às 14 horas, Guedes volta ao Congresso, mas desta vez para audiência conjunta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e da Comissão de Direitos Humanos. Na pauta o endividamento dos Estados.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro de mais de 7% em swing trade com a Via (VIIA3); confira a recomendação

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Via (VIIA3). Veja os detalhes da análise

O melhor do Seu Dinheiro

Pecado Capital e as decisões de empresas; confira a história do dia e outras notícias que mexem diretamente com os seus investimentos hoje

Dinheiro na mão é vendaval, dinheiro na mão é solução — e solidão. Entenda como as escolhas das companhias podem impactar seu bolso.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais avançam na busca por barganhas; Ibovespa aguarda IPCA-15 e debates sobre combustíveis hoje

O índice local ainda reage ao teto de 17% do ICMS sobre combustíveis, aprovado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na noite de ontem

E AGORA, GOVERNADOR?

Aprovado! Bolsonaro sanciona teto do ICMS sobre combustíveis — mas Estados vão ficar sem benefícios e compensações

Presidente ainda aprovou a proposta de zerar os impostos federais sobre a gasolina e o etanol

EM BUSCA DE INOVAÇÃO

Por que a Suzano (SUZB3) decidiu criar um fundo de US$ 70 milhões para investir em startups

A Suzano Ventures deve investir em até 35 startups, em estágios pré-seed, seed e Série A; a empresa quer se transformar em uma plataforma global no ecossistema de inovação e sustentabilidade

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies