Menu
2019-03-19T08:03:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Nova live presidencial

Diretamente dos EUA, Bolsonaro afirma que Brasil quebrará se não aprovar uma reforma robusta

Presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais de seu filho Eduardo Bolsonaro para tranquilizar as Forças Armadas e defender o texto enviado ao Congresso

19 de março de 2019
7:40 - atualizado às 8:03
sintoniafina
bolsonaro-sintonia -

O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais de seu filho Eduardo Bolsonaro para se manisfestar a favor da reforma da Presidência nesta segunda-feira (18). No vídeo, Bolsonaro afirma que o país quebrará se uma reforma "robusta" não for aprovada, citando Portugal e Grécia como exemplos. Reconheceu também que o Congresso Nacional tem prerrogativa para alterar a proposta encaminhada, mas torce para que o texto não sofra ajustes.

“A gente sabe que a reforma da Previdência é dura. Gostaria de não fazer, mas se não fizer, daqui dois, três anos quebra o Brasil e ninguém recebe nada. Logicamente, o Congresso tem autoridade, tem liberdade para fazer alguns ajustes”. Em visita oficial aos Estados Unidos, a transmissão foi feita diretamente da Blair House, onde está hospedado.

Proposta dos militares

O presidente também aproveitou para tranquilizar as Forças Armadas sobre o projeto de lei para mudanças na aposentadoria que seguirá para a Câmara dos Deputados na quarta-feira (20), afirmando que o texto encaminhado será justo e que o Ministério da Defesa terá sensibilidade para corrigir "possíveis equívocos".

Jair Bolsonaro se reunirá hoje (19) na Casa Branca com o presidente dos EUA, Donald Trump.

"Há muita fake news"

Na mesma noite, Jair Bolsonaro concedeu entrevista à emissora americana FoxNews. O presidente aproveitou para criticar a mídia tradicional brasileira que, segundo ele, estaria "dominada" pelo viés ideológico de esquerda e completou dizendo que "há muita fake news no Brasil". Bolsonaro também atacou os imigrantes ao demonstrar apoio a ideia de construção de um muro entre os Estados Unidos e México dizendo que "a vasta maioria" dos imigrantes "não possui boas intenções". Sobre a Venezuela, o presidente destacou que a situação do país será um dos principais tópicos a serem discutidos na reunião com Donald Trump, na Casa Branca.

*Com Estadão Conteúdo e Reuters

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Suspeita de crime

CVM confirma processo para investigar suposto ‘insider trading’ na Petrobras

A suspeita de que alguém pode ter lucrado R$ 18 milhões com o vazamento de informações sobre o que ocorreria na estatal vieram à tona no início da semana e mexeram com os ânimos do mercado.

Queda brusca

Produção de veículos recua 3,5% em fevereiro em comparação anual, diz Anfavea

Frente a janeiro, a produção caiu 1,3%, levando o volume acumulado no primeiro bimestre para 396,7 mil unidades.

Gestora sobe o tom

Fundo Verde se protege no câmbio e diz que governo “falhou miseravelmente” em comprar vacinas

O atraso em proteger a população aparece a olhos vistos, e tem consequências óbvias tanto em termos de vidas quanto em termos econômicos, escreveu a gestora de Luis Stuhlberger

IR 2021

Quer saber quando vai receber sua restituição de IR? Confira o calendário de 2021

Restituição do imposto de renda será, mais uma vez, paga em cinco lotes, entre maio e setembro. Veja o calendário válido para 2021

Vendas no Varejo

Varejo cresce 3%, ativado pelo setor de construção e supermercados

Conforme os dados da Fecomércio, o setor da construção registrou, ao final de 2020, crescimento de 18,7% no faturamento, fechando o ano em R$ 67,6 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies