Menu
2019-06-23T10:31:34-03:00
Estadão Conteúdo
TUDO DEPENDE

Bolsonaro volta a sinalizar que pode tentar a reeleição em 2022

Na quinta-feira passada, dia 20, presidente já havia admitido pela primeira vez a possibilidade de disputar um novo mandato

23 de junho de 2019
9:27 - atualizado às 10:31
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Imagem: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a abordar neste sábado, 22, a possibilidade de tentar a reeleição em 2022. Ele lembrou que, durante a campanha presidencial, havia afirmado que, "(com) uma boa reforma política, aceitaria acabar com essa política de reeleição".

No entanto, na sequência, Bolsonaro deu a entender que, caso a reforma não ocorra, pode sair candidato. "Aí, 2022, se estiver bem, ou razoavelmente bem... Do contrário, estou fora", acrescentou o presidente, completando: "Não existe bom governo com uma má economia."

Na quinta-feira passada, dia 20, Bolsonaro já havia admitido pela primeira vez a possibilidade de disputar um novo mandato em 2022, contrariando seu discurso de campanha, quando defendeu o fim da reeleição.

Na ocasião, após participar da Marcha para Jesus, evento evangélico realizado na zona norte da capital paulista, ele afirmou: "Se não tiver uma boa reforma política e, se o povo quiser, estamos aí para continuar mais quatro anos".

Também na quinta, durante agenda em Eldorado, no interior de São Paulo, Bolsonaro já havia indicado a intenção de concorrer novamente ao Palácio do Planalto. "Meu muito obrigado a quem votou e a quem não votou em mim. Lá na frente, todos votarão, tenho certeza", afirmou, na ocasião, a moradores da cidade onde foi criado.

Bolsonaro falou neste sábado a jornalistas, na saída da Coordenadoria de Saúde do Palácio do Planalto, em Brasília. No local, ele fez exames de rotina.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Posto Ipiranga

Guedes elogia Caged e cobra Congresso por reformas

O Ministério da Economia irá divulgar todos os dados na quinta-feira (26)

balanço do mês

Dívida Pública Federal sobe 2,47% em outubro e chega a R$ 4,6 trilhões

Instituições financeiras foram as principais detentoras da Dívida Pública Federal interna, com 28,1% de participação no estoque

reajuste

Petrobras aumentará gasolina em 4% e diesel em 5% nas refinarias

Este é a segunda elevação de preços em novembro e segue a alta do petróleo no mercado internacional

saúde na bolsa

Bank of America: Com foco em saúde, ação da SulAmérica está barata e tem perspectiva positiva

Para o banco, a companhia opera 70% abaixo do potencial e tem espaço para crescer e se aproximar dos outros players do mercado de saúde

PESSIMISMO

Risco fiscal impede Brasil de aproveitar bom momento dos mercados globais

Rogério Xavier, da SPX Capital, e Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos, criticam duramente falta de interesse em controlar contas públicas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies